A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

22/09/2014 12:55

Vereador diz ser contra homofobia, mas afirma que não muda de opinião sobre gays

Helio de Freitas, de Dourados
Sérgio Nogueira voltou a criticar a imprensa após sugerir em discurso isolar homossexuais numa ilha por 50 anos (Foto: Thiago Morais/Câmara)Sérgio Nogueira voltou a criticar a imprensa após sugerir em discurso isolar homossexuais numa ilha por 50 anos (Foto: Thiago Morais/Câmara)

O vereador Pastor Sérgio Nogueira (PSB) voltou a falar sobre suas convicções nesta segunda-feira durante discurso na sessão da Câmara de Dourados. Na semana passada, ao criticar campanhas do Governo contra a homofobia, ele sugeriu que homossexuais fossem levados para uma ilha e deixados lá por 50 anos.

Veja Mais
Após polêmica, encontro sobre homofobia é aberto sem protestos
Gays e travestis vão protestar contra vereador que sugeriu ilha ao grupo

Ele afirmou ser contra a homofobia, assim como qualquer outro tipo de violência, mas diz estar ciente que não vai mudar o mundo. “Mas não existe nada neste mundo que também vá mudar a minha opinião”, declarou o vereador, que é candidato a deputado estadual.

Sérgio Nogueira defendeu a liberdade de imprensa, mas criticou a forma como seu discurso da semana passada foi divulgado em alguns veículos de comunicação “Tentaram me jogar contra a população, mas não vão conseguir, pois eu continuo com a minha luta em defesa da família, em defesa da vida e dos princípios da sociedade”.

Em nota distribuída na semana passada pela assessoria, Sérgio Nogueira afirmou que estava sendo vítima de uma campanha de difamação. “O contexto da discussão era sobre o ensino da orientação homossexual nas escolas, de forma sistemática, conduzida pelo Estado e direcionado ao público infantil. O vereador compreende e respeita os direitos civis da comunidade homoafetiva. No entanto, defende que uma temática desta natureza, quando endereçados ao público infantil, não pode ser imposta unilateralmente pelo Estado”, disse a nota.

Ainda conforme a assessoria, o discurso do vereador “jamais sugeriu a segregação dos homossexuais”, mas isso não evitou que Sérgio Nogueira fosse criticado pelo movimento gay e até pela Comissão de Direitos Humanos da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

Na sessão desta segunda-feira, o único vereador a manifestar apoio a Sérgio Nogueira foi Marcelo Mourão (PSD), que afirmou estar do lado do colega socialista.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions