A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Setembro de 2016

08/08/2016 10:53

Administradora judicial pede falência de usina pertencente a Bumlai

Consultoria que acompanha recuperação judicial da indústria fez o pedido a juiz de Dourados por falta de pagamentos aos credores

Helio de Freitas, de Dourados
Usina São Fernando, localizada em Dourados (Foto: Divulgação)Usina São Fernando, localizada em Dourados (Foto: Divulgação)

Localizada no município de Dourados, a 233 km de Campo Grande e pertencente à família do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula e réu na Operação Lava Jato, a usina São Fernando enfrenta mais um pedido de falência. Dessa vez o pedido foi feito pela administradora judicial VC Consultoria e Perícia, que acompanha o processo de recuperação judicial da indústria.

Veja Mais
Delcídio, Lula e mais cinco viram réus por tentarem obstruir a Lava Jato
Inadimplente, termelétrica da usina de Bumlai é desligada pela Aneel

A VC solicitou que o juiz responsável pelo caso, Jonas Hass Silva Junior, da 5ª Vara Cível de Dourados, decrete a falência da companhia ou convoque uma nova assembleia de credores.

“A usina não está conseguindo superar a crise e está processando um volume de cana muito abaixo da sua capacidade”, afirmou ao jornal Valor Econômico o advogado da administradora, Pedro Coutinho.

Conforme a administradora, a São Fernando tem dívidas de quase R$ 1,1 bilhão e desde o início de 2015 descumpre pagamentos aprovados na assembleia de credores realizada em 2013.

De acordo com o Valor, se o juiz aprovar o pedido, os atuais gestores são afastados e substituídos pela administradora, que inicia um novo processo de classificação dos créditos. Nesse caso, os credores não participam das negociações, como ocorre na recuperação judicial.

Leilão – Atualmente a usina faz um levantamento para avaliar o valor de seus ativos e colocá-los a venda. Angelo Guerra Netto, sócio da EXM Partners, que faz o estudo, disse ao jornal especializado em economia que a proposta de leilão da usina está sendo discutida com os credores e deverá ser apresentada na nova assembleia – a ser definida pelo juiz douradense.

Guerra Netto disse que outra opção é propor aos credores que troquem os créditos a receber por participação acionária da usina.

Outros pedidos – Antes da solicitação de falência da São Fernando feita pela administradora VC, outros já tinham sido feitos por credores, como o BNDES, para quem a usina deve R$ 268 milhões e há mais de dois anos não faz os pagamentos.

No mês passado, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) desligou a termelétrica São Fernando Energia, que produz energia a partir do bagaço da cana moída na usina em Dourados. O pedido foi feito pela CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica), por inadimplência.

Com a decisão da Aneel, a usina está proibida de comercializar a energia elétrica gerada na unidade. A dívida com a CCEE é de R$ 32 milhões, segundo informou a câmara à Aneel.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions