A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

04/11/2015 10:29

Bernal dribla Câmara pela 2ª vez e vai elevar IPTU em 9,57% por decreto

Priscilla Peres e Liana Feitosa
O prefeito falou sobre a definição do reajuste hoje durante a entrega de prêmios do IPTU deste ano. (Foto: Marcos Ermínio)O prefeito falou sobre a definição do reajuste hoje durante a entrega de prêmios do IPTU deste ano. (Foto: Marcos Ermínio)

Pela segunda vez, o prefeito Alcides Bernal (PP) driblou os vereadores de Campo Grande e vai definir o índice de reajuste do IPTU (Imposto sobre Propriedade e Territorial Urbano) por decreto. No ano que vem, os contribuintes vão arcar com aumento linear de 9,57%, valor referente a inflação oficial acumulada em 12 meses.

Veja Mais
Técnicos sugerem aumento de 20% do IPTU, mas Bernal descarta tarifaço
Bernal projeta incremento de 2% no IPTU e aumento de 12% do ISSQN

O prefeito informou hoje a definição do valor e que o decreto será publicado amanhã no Diário Oficial. O valor definido por Bernal corresponde a inflação acumulada de outubro de 2014 a setembro 2015, estipulada em pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Bernal já havia dito anteriormente que não iria aplicar tarifaço este ano e hoje, disse que entende a situação econômica atual. "Não permitiremos aumento, esse valor foi estipulado com base IPCA de outubro de 2014 a setembro 2015. Isso é uma questão de justiça tributária".

De acordo com o secretário municipal de Planejamento, Finanças e Controle, Disney de Souza Fernandes, o valor definido é uma forma de mostrar as pessoas que a prefeitura entende as dificuldades financeiras e que quer manter a adimplência.

Histórico - Esta é a segunda vez que Bernal adota a estratégia de não passar o reajuste por votação na Câmara. Em 2013, justificou que por ser dentro da inflação a lei permite que seja feito apenas um decreto.

Na época, o reajuste aplicado foi de 5,93% para 2014. No ano seguinte, o então prefeito Gilmar Olarte (PP) enfrentou uma série de discussões para aumentar o imposto em 12%, após lei aprovada pelos vereadores.




É um absurdo! A cidade não tem coleta de lixo, puro buraco, entre outros absurdos, e ainda vai aumentar IPTU ??? Qual a melhoria urbana que justifica esse aumento?
 
Patricia Lima Mira em 04/11/2015 14:11:48
O correto mesmo seria a população boicotar a prefeitura e não pagar um tostão de IPTU no inicio do ano, aí sim eu queria ver, só pagamos se nossas ruas estiverem em um estado decente, ficar pagando pra politico levar vida de marajá e nós ficarmos no buraco não dá né?
 
Max em 04/11/2015 13:37:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions