A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

09/05/2016 11:41

De dívidas a briga de vizinhos: Semana da Conciliação começa hoje

Mariana Rodrigues
Consumidores começavam a chegar para receber atendimento na manhã de hoje. (Foto: Mariana Rodrigues)Consumidores começavam a chegar para receber atendimento na manhã de hoje. (Foto: Mariana Rodrigues)

Começou nesta segunda-feira (9) a Semana da Conciliação, evento com objetivo atender desde questões financeiras até desentendimentos com vizinhos. A expectativa é que neste ano sejam realizados 500 atendimentos, número 20% maior que do ano passado.

Veja Mais
Para resolver pendências, Semana da Conciliação começa na segunda-feira
Semana da Conciliação para resolver pendências começa no dia 9 de maio

Segundo o presidente da CBMAE (Câmara Brasileira de Mediação e Arbitragem), Roberto Oshiro, com o aumento da inadimplência e falta de recursos, ele acredita que o número de atendimentos vai ser bem maior que em 2015. “É importante que os consumidores que sintam dificuldades procurem essas empresas e expliquem a situação, ainda que seja um prazo mais alongado”.

Oshiro explica que a conciliação ajuda muito, e isso facilita para que as partes cheguem a um acordo que poderão cumprir. “Temos casos em que empresário ficou sensibilizado com a situação em que a pessoa estava passando e acabou tirando os juros, parcelou a dívida em um valor que era compatível com a situação do cliente dele pagar e isso acaba fortalecendo o relacionamento entre ele e a empresa”.

Roberto Oshiro acredita que a Semana da Conciliação faça 500 atendimentos. (Foto: Assessoria ACICG)Roberto Oshiro acredita que a Semana da Conciliação faça 500 atendimentos. (Foto: Assessoria ACICG)

Os atendimentos são feitos na sede da ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande), e lá é possível encontrar os standes das Águas Guariroba e Energisa, mas quem tem pendências com outras empresas, também pode ir até lá e informar a empresa que a Associação, em um prazo de até 15 dias vai entrar em contato e marcar uma audiência entre as duas partes. “Se a empresa não está participando, o consumidor vem até a ACICG que nós entramos em contato com a empresa para agendarmos uma audiência de conciliação”, conta.

De acordo com Maria Cleide do Nascimento, gestora de cobrança da Águas Guariroba, 2.800 clientes foram acionados para comparecer na Semana da Conciliação, destes a expectativa é de que pelo menos, 50% compareçam. “Essa parceria entre ACICG, TJ e Águas Guariroba, é uma oportunidade de negócio. Há várias possibilidades de pagamento, os consumidores podem pagar em até 60 vezes, a entrada pode ser feita no cartão de crédito em até 10 parcelas”, explica ela que acrescenta ainda que essa possibilidades variam de acordo com cada cliente.

Agostino Muchacho, 68 anos, é servente de pedreiro, e foi nesta manhã tentar negociar su dívida com empresa de abastecimento de água da Capital. Segundo ele, a conta está vindo muito cara e ele, que mora com outras três pessoas em um casa localizada no bairro Guanandi, não está tendo condições de pagar. “Eu sou acostumado a pagar em média R$ 70 e as duas últimas contas que vieram passam dos R$ 600 cada uma, eu ganho um salário mínimo e não tenho condições de pagar esse valor, por isso vim até aqui tentar resolver essa situação”, afirma.

Agostino Muchacho, foi resolver pendências com a empresa de saneamento de água e esgoto da Capital. (Foto: Mariana Rodrigues)Agostino Muchacho, foi resolver pendências com a empresa de saneamento de água e esgoto da Capital. (Foto: Mariana Rodrigues)

Quem também reservou um tempo para resolver a situação com a Águas Guariroba foi o motorista Argeu Dias, 66 anos, ele conta que possui uma dívida de R$ 400 com a empresa, mas que não sabia desse valor até receber a carta pedindo para que ele comparecesse ao local. “Minha mãe morou há muitos anos em uma casa localizada na área verde do bairro Campo Nobre, mas ela já morreu e a família que mora lá agora não pagou as contas, que estão em meu nome, agora vim aqui tentar ver como vai ficar minha situação”.

Além da conciliação em casos de dívidas, a Semana da Conciliação vai mediar casos de direito de famílias, brigas de vizinhos ou desentendimentos com sócios, por exemplo. “Nada melhor do que resolver esses problemas de forma pacificadora, de forma que as partes se perdoem de fato”, diz Oshiro.

O consumidor que for até a sede da Associação para resolver pendências deve levar os documentos pessoais, como RG e CPF, comprovante de residência e ser o titular da conta. “É necessário que as pessoas tragam algum comprovante dessa dívida, mas caso eles não tenham, podem comparecer que vamos ajudar a encontrar a empresa que essa pessoa possui a dívida”.

Público aguarda para atendimento na manhã desta segunda-feira. (Foto: Mariana Rodrigues)Público aguarda para atendimento na manhã desta segunda-feira. (Foto: Mariana Rodrigues)
Semana da Conciliação para resolver pendências começa no dia 9 de maio
Quem tem pendências financeiras com empresas ou conflitos com pessoas físicas, poderá resolver a situação de forma prática e rápida a partir de segun...
Em dois dias, Semana da Conciliação já soma quase R$ 5 milhões em acordos
Em apenas dois dias de audiências, a 10ª Semana da Conciliação do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul já conseguiu realizar R$ 4.851.666,75 em ...
Semana da Conciliação começa com mais de R$ 1,5 milhão em acordos
No primeiro dia de audiências da Semana da Conciliação, promovida pelo Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul, 1.640 pessoas foram aos fóruns do Esta...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions