A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

07/11/2016 10:54

Governo diz estudar maneira de reduzir desequilíbrio financeiro na previdência

Priscilla Peres e Anahi Zurutuza

O governo do Estado analisa o que fará para amenizar o deficit na previdência e, consequentemente, reduzir a folha de pagamento que passa dos 70% na relação de despesas primárias, acima do recomendado pelo Tesouro Nacional.

Veja Mais
Gastos com Previdência cresceram 87% em MS, aponta Tesouro Nacional
Previdência social é tema de seminário amanhã e sexta em Campo Grande

Hoje, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) voltou a dizer que existe um "desequilíbrio na previdência estadual" e que o aumento da folha de pagamento acontece por que os gastos com previdência são incluídos nos itens de despesa com pessoal.

De acordo com o Tesouro Nacional, em 2015 os gastos do governo do Estado com pessoal cresceram 30%, passando de R$ 4.401 bilhões em 2014 para R$ 5.730 bilhões em 2015. Do total do aumento, 87% corresponde aos gastos com servidores inativos, ou seja, aposentados e pensionistas.

No Estado, o custo da Previdência em 2015 atingiu R$ 1.433,62 bilhão e há deficit de R$ 1.438,78 bilhão. "Existe um deficit da previdência que aumenta a cada ano, nós fizemos o senso e estamos analisando como vamos amenizar isso", disse ele hoje, ao ressaltar que apesar do alto comprometimento da renda, ainda está dentro do limite prudencial.

Não é de hoje que Reinaldo defende uma reforma na previdência. Segundo ele, essa é uma boa saída para equilibrar as contas públicas, mas deve estar a reforma nacional proposta pelo presidente Michel Temer (PMDB), começar a sair do papel.

"Nós sabemos que se trata de um tema polêmico para a sociedade, mas não dá para continuar com um déficit crônico, tanto a nível federal, como estadual", disse ele anteriormente ao Campo Grande News.

Gastos com Previdência cresceram 87% em MS, aponta Tesouro Nacional
Em 2015, o gasto do governo do Estado com pessoal em relação as despesas primárias atingiu 73,49%. O percentual de Mato Grosso do Sul é o terceiro ma...
Previdência social é tema de seminário amanhã e sexta em Campo Grande
O IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande) promove nesta quinta-feira (20) e sexta-feira (21) o seminário "Seminário de Responsabil...
Horário de verão modifica atendimento na Central da Previdência
Com o início do horário de verão a partir de amanhã, a Central 135 vai funcionar das 8h às 23h (horário de Brasília), de segunda a sábado, em Mato Gr...
Diretora do Instituto Municipal de Previdência é suspeita de nepotismo
O MPE (Ministério Público Estadual), por meio da 29ª Promotoria de Justiça, abriu inquérito civil para apurar eventual prática de nepotismo no IMPCG ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions