A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

01/07/2014 15:24

Movimento em busca de desconto é fraco no primeiro dia de programa

Caroline Maldonado
Maioria dos contribuintes prefere pagar a vista, até agora (Foto: Cleber Gellio)Maioria dos contribuintes prefere pagar a vista, até agora (Foto: Cleber Gellio)
Luiz Antônio aproveitou para quitar a dívida no primeiro dia de atendimento (Foto: Cleber Gellio)Luiz Antônio aproveitou para quitar a dívida no primeiro dia de atendimento (Foto: Cleber Gellio)

Mais de 50 pessoas aproveitaram o primeiro dia de atendimento da prefeitura para quitar as dívidas do ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza). Os devedores, que têm direito a descontos sobre juros, multas e correção monetária, podem escolher entre o pagamento à vista ou parcelado em até cinco vezes. Quem preferir fazer empréstimo com o Banco do Brasil para pagar a vista pode fazer a simulação na Central de Atendimento da Prefeitura. Quem for correntista do banco pode utilizar o limite do cartão de crédito. 

Veja Mais
Central para renegociar R$ 600 milhões de ISS começa a funcionar
Prefeitura vai propor Refis com desconto de até 90% em julho

Depois de gerado o boleto, os contribuintes com dívida de até R$ 30 mil podem fazer o pagamento no banco instalado na própria central. Quem precisa quitar uma quantia superior pode realizar o pagamento na tesouraria, também na central ou ainda em qualquer agência bancária. No banco da central é aceito cartão de débito do Banco do Brasil ou cheque em nome da empresa.

“Muitos estão procurando informação na secretaria e nós damos as orientações, mas o atendimento é na central de atendimento da prefeitura”, explicou o secretário municipal de Receita, Ricardo Vieira Dias. Segundo a responsável pelo setor de arrecadação, Djanira Magalhães, a maioria das pessoas está preferindo pagar o boleto à vista. “Como é o primeiro dia, vieram poucas pessoas, mas ainda tem muito tempo, as pessoas tendem a deixar para os últimos dias”, afirmou.

O microempreendedor, Luiz Antônio da Silva, tinha uma pequena dívida que cresceu com os juros, mas teve desconto e realizou o pagamento, nessa manhã, em duas parcelas. “Aproveitei a oportunidade para ficar em dia, porque a dívida me preocupava, mas falta tempo e a gente vai deixando para depois. Agora com o desconto eu preferir resolver isso logo para não ser bloqueado no caso de emitir notas”, disse. 

Crédito – Os empréstimos poderão ser pagos em 24, 36, 48 ou 58 vezes. Os juros variam entre 1,66% e 2,54%. O Banco do Brasil disponibiliza empréstimos nos valores de R$ 1 mil a R$ 100 mil reais. Quem precisar de mais informações sobre o empréstimo pode ligar para o número 9296-3972 ou 8112-6539 para falar com os consultores.

Descontos – O atendimento faz parte do PPI (Programa de Pagamento Incentivado), que pretende recuperar a dívida de R$ 690 milhões de 45 mil inadimplentes. Até 31 de agoto, os pagamentos à vista terão descontos de 60% na correção monetária, 100% nos juros e 70% nas multas.

Os parcelamentos poderão ser em até cinco vezes, sendo que até o dia 31 de julho terão descontos de 40% na correção monetária, 60% nos juros e 50% nas multas. A partir de 1º de agosto até 31 do mesmo mês, os descontos serão de 30% na correção monetária, 40% nos juros e 40% nas multas.

Os débitos parcelados e vencidos até junho, que não foram cumpridos, terão 100% de desconto nos juros de mora e de financiamento e 25% no saldo remanescente, para pagamentos até 31 de julho. A partir de então, até 31 de agosto, o desconto do saldo remanescente será de apenas 20%.

A Central de Atendimento da Prefeitura fica na rua Arthur Jorge, nº 500. O atendimento funciona das 8h às 16h. O parcelamento só poderá ser feito pelo proprietário ou representante legal, munido de documentos de identificação.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions