A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

02/10/2014 11:05

Pesquisa da Fiems mostra clima de pessimismo entre empresários

Marta Ferreira
Dirigentes de indústrias no Estado só não estão pessimistas quanto à demanda por produtos. (Foto: Divulgação/Fiems)Dirigentes de indústrias no Estado só não estão pessimistas quanto à demanda por produtos. (Foto: Divulgação/Fiems)

A pesquisa Sondagem Industrial, realizada em agosto deste ano pelo Radar Industrial da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul) identificou clima pessimista entre os empresários do setor. Em apenas um quesito pesquisado, eles demonstraram otimismo. "A demanda pelos produtos nos próximos seis meses foi a única variável avaliada positivamente pelos industriais sul-mato-grossenses", afirmou o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende.

Veja Mais
Indústria de alimentos não demite na entressafra e deve iniciar contratações
Pesquisa mostra crescimento da indústria com 31% das contratações

Segundo o economista, a expectativa para demanda pelos produtos alcançou 51,8 pontos, com aumento de 2 pontos em relação ao levantamento anterior realizado em julho. "No entanto, as demais variáveis avaliadas apresentaram queda na comparação com o mês de julho, sendo de 49,3 pontos para a compra de matéria-prima, 47,9 pontos para a quantidade exportada e 45,1 pontos para o número de empregados", citou.

De acordo com Ezequiel Martins, a atividade industrial segue em ritmo moderado em Mato Grosso do Sul. Em agosto, o indicador relativo à produção industrial no Estado alcançou a marca de 47 pontos. Um resultado abaixo dos 50 pontos sinaliza que não houve crescimento da produção no comparativo com o mês imediatamente anterior. "Contudo, houve uma pequena melhora no desempenho da indústria estadual, uma vez que na passagem de julho para agosto o indicador saiu de 45,4 para 47 pontos", analisou.

Melhora, mas nem tanto - O ICEI/MS (Índice de Confiança do Empresário Industrial em Mato Grosso do Sul ) marcou 44,6 pontos em setembro, aumento de 6 pontos em relação ao mês anterior. "O resultado permanece abaixo da linha divisória dos 50 pontos, principalmente, pelo pessimismo apresentado pelos industriais sul-mato-grossenses quanto às expectativas em relação ao desempenho da economia estadual que, na mesma comparação, apresentou queda de 8,2 pontos", detalhou o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems.

O pior desempenho entre as variáveis do estudo foi em relação à avaliação das atuais condições da economia brasileira, que marcou apenas 29,5 pontos. Em setembro, para 59% dos respondentes as condições atuais da economia brasileira pioraram. Sobre a economia estadual, na mesma comparação, a piora foi apontada por 46,2% dos participantes. Ao avaliar a própria empresa, as condições atuais estão piores para 35,9% dos empresários que responderam a pesquisa.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions