A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Setembro de 2016

14/10/2015 10:08

Preço do etanol sobe 9% e perde vantagem em relação a gasolina

Caroline Maldonado
Em alguns postos, preço do etanol chega a R$ 2,47 (Foto: Fernando Antunes)Em alguns postos, preço do etanol chega a R$ 2,47 (Foto: Fernando Antunes)
Preço médio do etanol em Campo Grande é de R$ 2,267, segundo ANP (Foto: Fernando Antunes)Preço médio do etanol em Campo Grande é de R$ 2,267, segundo ANP (Foto: Fernando Antunes)

Em três semanas o preço do etanol ficou 9,7% mais caro em Campo Grande. Com o aumento, o combustível está perdendo a competitividade em relação a gasolina. O preço médio do litro do álcool na Capital representa 69,9% do valor da gasolina, percentual razoável para fazer diferença positiva no bolso do consumidor, mas em algumas cidades do interior a porcentagem passa dos 74,2% e o etanol deixou de ser vantajoso.

Veja Mais
Consumo de etanol cresce 81% em agosto e é o maior do ano em MS
Consumo de etanol cresce 60% nos sete primeiros meses do ano em MS

Os cálculos são feitos com base em pesquisa da ANP (Associação Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). Levantamento em 31 postos de Campo Grande mostra que a gasolina teve alta de 4,9%, entre meados de setembro e a semana passada, algo justificado pelo reajuste de 6% aplicado pela Petrobras, no dia 30 do mês passado. O valor médio do litro passou de R$ 3,088 para R$ 3,242.

O etanol, por sua vez, teve alta de 9,78% no mesmo período. O preço médio passou de R$ 2,065 para R$ 2,267. Se o aumento não fosse tão expressivo, o álcool estaria mais vantajoso para os consumidores, que vinham aumentando a compra do combustível desde janeiro. Em agosto, as vendas de etanol aumentaram 81% e as de gasolina caíram 13%, na comparação com o mesmo período de 2014, em MS, segundo a Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul).

O gerente de um posto, que preferiu não se identificar, disse que o etanol está chegando R$ 0,26 mais caro para os revendedores nas últimas semanas e as revendedoras informaram que isso é reflexo de aumento de imposto. “A informação é de que o governo mexeu na pauta dos impostos e por isso teve alteração. Antes agente pagava R$ 1,89 pelo litro e agora está R$ 2,15. Com o lucro do posto, o preço fica em R$ 2,47 para o cliente, não tem como trabalhar com margem menor que essa”, justifica.

Para o presidente da Biosul, Roberto Holanda, o aumento só pode ser fruto de questões de mercado. “Os preços do etanol na indústria estão defasados, mas esta alta nas bombas não se justifica. Não elevamos o valor de modo expressivo em uma semana. Portanto, acredito que seja uma questão de mercado", comentou.

Capital teve o maior reajuste no preço do etanol, nas últimas semanas (Foto: Fernando Antunes)Capital teve o maior reajuste no preço do etanol, nas últimas semanas (Foto: Fernando Antunes)

Desvantagem – Em Corumbá, o preço do etanol é 74,2% do valor da gasolina. O percentual representa desvantagem do álcool, ou seja, vale a pena optar pela gasolina, que teve alta de 1,4%, passando de R$ 3,605 para R$ 3,658, nas últimas pesquisas. O etanol, por sua vez, registra alta de 4,8% na cidade. A média de preço do litro passou de R$ 2,590 para R$ 2,715.

A pesquisa nos postos de Três Lagoas mostra que o reajuste no etanol foi pequeno, mas o combustível perde vantagem, por estar em preço que representa 70,4% do valor da gasolina. O preço médio do álcool aumentou 1,7%, passando de R$ 2,457 para R$ 2,499 e o da gasolina subiu 2,6%, de R$ 3,458 para R$ 3,548, segundo a ANP. Alguns postos oferecem o etanol por R$ 2,599. O preço mais baixo constatado na cidade é de R$ 2,250. 

Em todo o Estado, o preço médio do etanol subiu de R$ 2,156 para R$ 2,342, alta de 8,6%. Quem pesquisa, encontra o litro por R$ 2,059, mas alguns postos cobram até R$ 2,790. A gasolina teve alta de 4,9%, de R$ 3,194 para R$ 3,353. Com isso, o percentual que revela a diferença fica em 69,8%.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions