A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Setembro de 2016

14/08/2015 15:12

Produtores baixam R$ 0,05 do preço para incentiva consumo de leite

Mariana Rodrigues
A explicação para a queda no preço seria o baixo consumo tanto do produto quanto de seus derivados. (Foto: Arquivo Marcelo Calazans)A explicação para a queda no preço seria o baixo consumo tanto do produto quanto de seus derivados. (Foto: Arquivo Marcelo Calazans)

O produtor sul-mato-grossense de leite está vendendo seu produto R$ 0,5 mais barato. A diferença parece pequena, mas serve para estimular o consumo tanto de leite, como de seus derivados, que estão em baixa. Segundo informações do Silems (Sindicato das Indústrias de Laticínios de MS), em alguns municípios do Estado, essa redução de consumo já pode ser sentida pelo comerciante.

Veja Mais
Preço do pão francês chega a R$ 10,50, mostra pesquisa do Procon
Produtores querem 3% de farinha de mandioca no pão e derivados

"O leite e parte dos laticínios apresentam baixa no preço, mas quem sente primeiro são as indústrias e por último o consumidor final. Em alguns municípios do Estado já é possível perceber essa redução no valor", explica o presidente do Sindicato Hernandez Ortiz.

Ainda conforme informou Ortiz, essa queda de consumo demora mais para impactar no leite, já que o consumidor não deixa de adquirir o produto, mas já pode ser notada nos derivados, como queijos e iogurtes.

Em Campo Grande, donos de padarias e supermercados alegam que as vendas não caíram e que não há previsão de aumento do preço do produto. Por outro lado, eles afirmam que os consumidores têm procurado cada vez menos produtos derivados do leite.

Segundo Nabor Marques Almeida, sócio-proprietário da Fornello, as vendas estão normais e não há previsão de aumento dos preços. "O leite em saquinho é vendido por R$ 2,20 o litro, há uns 15 dias o fornecedores disseram que iria aumentar o preço, mas manteve, portanto não há previsão de reajuste", conta.

Luciana Rockenbach, proprietária da padaria Du Pão, no bairro Tiradentes, disse à reportagem que em seu estabelecimento o que notou foi uma queda em produtos supérfluos. "O que sentimos foram as quedas nos itens que não são tão necessários no café da manhã como pão doce, presunto, mussarela e outras guloseimas", conta.

A proprietária conta ainda que em se estabelecimento o litro do leite é vendido por R$ 2,95 e o tipo B por R$ 2,80. e para não perder a clientela, ela diminuiu a margem de lucro dos produtos da padaria.

Mesmo com uma marca de trigo apresentando aumento, o reajuste não foi repassado ao consumidor. (Foto: Arquivo/Marcelo Victor)Mesmo com uma marca de trigo apresentando aumento, o reajuste não foi repassado ao consumidor. (Foto: Arquivo/Marcelo Victor)

Nos supermercados a informação é que as vendas caíram de uma forma geral, segundo o gerente do supermercado localizado no Jardim Carioca, as vendas caíram cerca de 10%, porém o leite de saquinho está sendo comercializado entre R$ 2 e R$ 2,15, o litro, dependendo da marca. "Nós reajustamos o preço do leite no mês passado, antes custava R$ 1,90, mas agora não temos previsão de um novo reajuste".

Panificação - Segundo o presidente do Sindepan (Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria de MS), Marcelo Alves Barbosa, as vendas de pão não apresentaram retração, o que houve foi uma queda em torno de 10% no consumo geral de produtos comercializados nas padarias. Conforme ele informou no final de mês passado uma marca de trigo apresentou aumento de 5% no valor.

"Como foi só uma marca que registou aumento, os comerciantes seguraram op preço do pão para não ser repassado para o consumidor, mas há indícios de que no final do mês de agosto até o começo de setembro, a farinha suba de 7 a 10% e só então o preço do pão deverá apresentar reajuste", comenta.

Nabor acrescenta que em sua padaria o consumo de pão caiu por conta do tempo seco e do calor excessivo. "Tivemos uma quedas de 15% com relação as vendas no período em que o tempo está mais frio, mas isso é normal da época. Mesmo com a queda não há previsão de reajuste", diz.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions