A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

28/07/2016 16:59

Rota Bioceânica deve baratear custo de transporte em 30%, estima governo

Ricardo Campos Jr.
Representantes de Brasil, Paraguai, Argentina e Chile estão reunidos em seminário para discutir implantação da Rota Bioceânica (Foto: Moisés Silva / Seinfra)Representantes de Brasil, Paraguai, Argentina e Chile estão reunidos em seminário para discutir implantação da Rota Bioceânica (Foto: Moisés Silva / Seinfra)

O Governo de Mato Grosso do Sul estima economia de 30% no custo do transporte de soja e milho com a efetivação do Corredor Bioceânico, que será uma rota terrestre aos portos do Chile, partindo de Porto Murtinho. O tema está sendo debatido em uma reunião nesta quinta-feira (28), dentro de um seminário que discute a implantação da rota.

Veja Mais
Criação de conselho empresarial está entre os temas da Rota Bioceânica
Rota Bioceânica para unir 4 países em três dias será debatida a partir de hoje

O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento, Jaime Verruck, afirma que o Estado pretende usar o trajeto para alcançar principalmente o mercado asiático.

"Essa rota vai se viabilizar em razão do fluxo de mercadorias, tanto importação como exportação. Nosso foco inicial é exportar soja, milho e tentar viabilizar alguma coisa de celulose e etanol pensando no mercado dos Estados Unidos", explica.

Uma das reuniões desta quinta-feira (28) debate formas de adequar leis alfandegárias para que não haja entraves durante a rota das cargas.

Claudio Cavol, presidente do Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Carga e Logística, afirma que o Brasil demora atualmente cinco dias para liberar uma carga que deixa o país e os países por onde passará o corredor têm regras semelhantes.

"Com exeção do Chile, que tem aduanas super modernas e os caminhões não levam nem duas horas para passar", explica o dirigente.

Como essa questão lida com políticas específicas de cada país, é tratada como o principal entrave para a implantação do projeto. "Não existe produtor ou industrial que aguente essa burocracia", opina.

Programação – Amanhã (29), o evento começa às 9h e contará com a presença do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e ministros do Chile, Argentina e Paraguai. Às 11h acontece uma coletiva de imprensa e às 13h o início do segundo dia de painéis.

Durante a tarde serão realizados seis painéis, que vão debater as experiências internacionais, infraestrutura, investimentos e incentivos, além da oportunidade brasileira de crescimento do comércio exterior.

Os resultados serão divulgados a partir das 19h50 e o encerramento acontece às 20h, também com o governador Reinaldo Azambuja.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions