A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016

30/03/2016 17:20

Sem investimentos, Prefeitura tem saldo de R$ 298 milhões no bimestre

Priscilla Peres

No primeiro bimestre do ano, a prefeitura de Campo Grande arrecadou R$ 644 milhões, entre receitas próprias e repasses, enquanto suas despesas chegaram a R$ 346 milhões, o que resultou em superavit de R$ 298 milhões no período.

Veja Mais
Bernal defende secretária acusada de improbidade e diz acreditar em inocência
Após protesto e visita de Bernal, prefeitura inicia obras em rua

Em dois meses, a prefeitura pagou R$ 507 mil em investimentos, dos R$ 13 milhões empenhados para o período. No ano, a estimativa é gastar R$ 504 milhões em obras que exigem recursos próprios.

Além disso, entre janeiro e fevereiro a prefeitura gastou R$ 233 milhões com pessoal e encargos, dos R$ 1.382 bilhão previstos.

As receitas intra-orçamentárias somaram R$ 628 milhões, o que representa 18% dos R$ 3,323 bilhões previstos para o ano. Deste total, R$ 271 milhões correspondem ao impostos nos dois primeiros meses de 2016.

A maior parte da arrecadação tributária da prefeitura no bimestre foi de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), que somou R$ 178 milhões e representa R$ 49,28% do total que o município espera arrecadar este ano com o imposto, R$ 362 milhões.

De acordo com o secretário municipal de Finanças, Disney Fernandes, o superavit é consequência da arrecadação do IPTU, que é uma das maiores fontes de renda da prefeitura.

No bimestre, a prefeitura também arrecadou R$ 42 milhões de ISS (Imposto sobre Serviço) e outros R$ 6 milhões de ITBI (Imposto sobre a Transmissão Inter Vivos de Bens Imóveis).




O incrível é que a população além de pagar seus impostos, ainda pagamos a conta de viver em uma capital abandona e acabada, entre buracos e sujeira, muito entulho nas ruas, bairros, terrenos e falta das equipes varrendo para manter limpa nossa bela cidade morena que de uns meses para cá, se tornou cidade sombria, em meio a péssima administração desde a eleição de um despreparado candidato que infelizmente foi eleito mas já provou que não mereceu e não honra os votos que obteve nas urnas.
 
Guto em 31/03/2016 08:55:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions