A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

31/10/2014 10:43

Vereadores vão optar entre reajuste de 18% ou menos obras, diz prefeito

Caroline Maldonado e Kleber Clajus
Se não temos imposto, não temos serviço, disse o prefeito (Foto: Marcelo Calazans)"Se não temos imposto, não temos serviço", disse o prefeito (Foto: Marcelo Calazans)

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), disse, nesta manhã, que se o reajuste do IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano) de 2015 for abaixo de 18% o orçamento do ano que vem ficará prejudicado e o não reajuste nos últimos anos foi uma “jogada política”. Se o índice for menor, ele alertou que haverá reflexo nas melhorias e nas obras. 

Veja Mais
Sem acordo, prefeito propõe reajuste de 18% no IPTU e Câmara vai decidir
"Melhor índice é 27%", diz secretário antes de reunião sobre IPTU

“O prejuízo financeiro é muito grande para a prefeitura por causa dessa jogada política nos últimos três anos de que não precisa reajustar. Isso é mentira. Se não temos imposto, não temos serviço. Serviço todo mundo quer, então tem que pagar impostos", disse Olarte.

Olarte, complementou que a Câmara Municipal sem a sua intervenção, mas fez uma alerta. “Não vou impor nada, porém menos dinheiro significa menos serviços, menos cascalhamento, menos melhorias em praças”, disse o prefeito durante a inauguração do prédio do IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande).

O prefeito argumentou ainda que “todas as ações causam seus efeitos”. Para ele, o reajuste é uma questão que requer responsabilidade. “O prejuízo é grande, por causa dessa jogada política que foi feita mentindo para a população de que o valor era muito elevado”, afirmou.

Decisão - A segunda reunião entre a equipe econômica da prefeitura junto aos vereadores para tentar definir o valor de reajuste do imposto terminou sem acordo nesta quinta-feira (30). O prefeito encaminhará na segunda-feira (3) para a Câmara o projeto com a proposta de aumento de 18% e a antecipação do vencimento do imposto de fevereiro para o início de janeiro.

O valor têm que ser definido até o fim da semana que vem para garantir o andamento do projeto e garantir que os boletos para pagamento do IPTU cheguem na casa dos contribuintes até 1° de dezembro, com vencimento para 9 de janeiro de 2015 e desconto de 25% para pagamento à vista.




Parceiro do Bernal, Bernalzinho é, mal entrou na prefeitura e já ficou louco como o amigo, eu sinceramente prefiro menos obras, é nas obras que eles desviam mais dinheiro, seria bom um ano só fazendo manutenção do que temos, não adianta construir coisas novas e deixar as que já estão prontas deteriorando no tempo, MEU VOTO É 2015 SEM OBRAS!
 
Max em 31/10/2014 13:42:32
O atual prefeito quando era candidato a vice-prefeito o discurso era outro “Vamos congelar o IPTU", Agora vem falar em reajuste de 18%. Isso é fora da realidade para o TRABALHADOR que não tem o aumento do salário proporcional ao aumento dos impostos. Cadê os vereadores para representar o povo?
A função do vereador é representar o povo e fazer a fiscalização da conduta administrativa do prefeito com o dinheiro público do município, portanto vereadores cumprem com a suas obrigações, porque já deu pra ver que o prefeito não cumpre com suas palavras e muitos menos com as obrigações.
 
LeandroTavares em 31/10/2014 11:43:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions