A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

30/06/2013 11:50

Após tratamento, cadelas que ficavam com criança em canil são adotadas

Paula Maciulevicius
'Exibida', Lila era só pose e sorrisos para fotos no dia em que deixou de vez o passado de maus tratos para trás. (Foto: Cleber Gellio)'Exibida', Lila era só pose e sorrisos para fotos no dia em que deixou de vez o passado de maus tratos para trás. (Foto: Cleber Gellio)

Sorridente, brincalhona e agora com um lar. Lila, uma mistura da pit bull e vira-lata é uma das cadelas coadjuvantes de uma história triste, do menino de 7 anos torturado pelos tios, que vivia em um canil no bairro Nova Lima, em Campo Grande. O desfecho dos animais e dele caminharam lado a lado. A criança mora com a mãe desde março, depois que o crime veio à tona e chegou à Polícia, a segunda, de três cachorras, foi adotada nesta manhã durante a feira da ONG Abrigo dos Bichos.

Veja Mais
"Qualquer um ficaria chocado", diz mulher que socorreu menino torturado
"Estou bem, agora eu brinco", fala menino que era torturado pelos tios

“Eu achei ela muito carinhosa. A hora que eu bati o olho, me encantei”, explica o pizzaiolo Adriano Dias Parras, 26 anos, que junto da esposa, levou Lila para casa. Ele e a mulher Vanessa Silva de Souza, 26 anos, vieram para olhar os animais e quem sabe levar um para casa. O casal perdeu dois cães recentemente, mas hoje ganharam um que vale o dobro.

“A gente se encantou mesmo. Eu já tinha ouvido falar da história, mas não sabia que era ela. Agora, vou dar todo amor possível. Ela vai ser bem tratada e bem cuidada”, completa Vanessa.

Os cuidados começaram já nos primeiros minutos de adoção. Como os dois vieram de ônibus até os altos da avenida Afonso Pena, onde acontecia a feira, a solução foi levar a mais nova integrante da família embora de táxi, até o Jardim Imperial.

Foi o casal Adriano e Vanessa que se encantou à primeira vista e decidiu levar para casa a pit bull. (Foto: Cleber Gellio)Foi o casal Adriano e Vanessa que se encantou à primeira vista e decidiu levar para casa a pit bull. (Foto: Cleber Gellio)

Na ‘despedida’, Lila era só sorrisos e pose para as fotos ao lado dos donos. Com o histórico triste, não tinha ali quem não a conhecesse e cumprimentasse o casal que prometeu dar amor e carinho a quem tanto já sofreu. Quem ficou, pediu para que eles dessem notícias pelo facebook.

Lila tinha mais duas companheiras no canil, Mila e Branquinha. A última foi adotada logo na primeira feira, a segunda ainda está sob os cuidados da ONG, mas pela agressividade não pode frequentar as feiras. São reflexos da precária condição em que viveu. O trio foi resgatado em março pela ONG e na situação mais deplorável possível. Uma delas, era só pele e osso e as três têm leishmaniose.

“Eram animais desnutridos, caquéticos, desidratados. Dormiam ao relento, sem coberta e nem comida”, relembra a presidente da ONG, Maíra Kaviski Peixoto. Foram três meses de recuperação que envolveu tratamento clínico e afetivo. “Quando são encaminhados para a clínica recebem todo tipo de tratamento, cuidado e o carinho que não tiveram antes e saem totalmente sociáveis para serem inseridos novamente em uma família”, descreve.

Os animais também sentem os maus tratos e o carinho faz com que o trauma fique no passado. Teoria confirmada pela alegria de Lila ao ser levada da feira. Pela primeira vez sob os cuidados de Adriano e Vanessa ela já mostrou arte, viu a água no recipiente e não só bebeu como enfiou as patinhas também causando respingos em todo mundo.

Deste episódio de maus tratos, a última cachorra, Mila, é que envolve mais cuidado. A família que for adotar vai passar por acompanhamento com adestrador para a ressocialização.

Lila foi embora com donos que sabiam da sua história. Para a presidente da ONG, é uma forma a mais de sensibilizar. “A gente conta para as pessoas se comoverem mais. Vale a pena ser contado como foi o encontrado e como está hoje”.

Para ver animais que estão para adoção, acompanhe a Fan Page do Abrigo: https://www.facebook.com/AbrigoDosBichos?fref=ts.




Esse pessoal tem meu respeito, cuido com todo carinho dos meus dois filhotes grandões!
 
Junior Ferreira em 01/07/2013 12:37:44
"Bom dia pessoal! Através das câmeras de segurança descobrimos quem roubou o nosso cachorro, foram uma menina e um menino de bicicleta ainda tomaram tereré sentados na nossa calçada, pedimos que por favor devolva o que não é seu, ou iremos divulgar as imagens, creio que irá ficar bem feio para vc que roubou ter a cara estampada no "Povo na TV" nosso telefone é o 67-9137-3835 moramos no São Francisco, ele foi roubado no sábado a tarde."
*-*
"ATENÇÃO!! meu cachorro que atende por nome de "Chorão" sumiu aqui no bairro SÃO FRANCISCO próximo a AV Tamandaré com Mascarenhas, por favor me ajudem a compartilhar a foto dele! Sumiu hoje (29) no fim da tarde. Ele está com uma coleira vermelha e com gravatinha azul é filhote pitbull com vira lata!
Contato: 67-9137-3835. |Tem fotos dele no meu face!
 
Julliana Rodrigues em 01/07/2013 11:32:54
Que trabalho bonito, parabéns! Amo cães!
 
Elza Maria em 01/07/2013 09:17:57
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.