A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

20/12/2013 15:26

Artistas como Wagner Moura e Camila Pitanga saem em defesa dos índios de MS

Ângela Kempfer
Wagner Moura é um dos apoiadores na luta guarani kaiowá.Wagner Moura é um dos apoiadores na luta guarani kaiowá.

A participação é curta, mas tem o peso de quem tomou partido em um conflito que dura décadas em Mato Grosso do Sul e que depende hoje de força política.

Veja Mais
Apesar de "morte coletiva", produtores esperam saída de índios de 3 fazendas
Após 4 ordens de despejo, índios anunciam "morte coletiva" em Japorã

Nesta semana, artistas assumiram simbolicamente o sobrenome “Guarani Kaiowá”, em defesa dos índios sul-mato-grossenses que lutam pela demarcação de territórios indígenas.

Em vídeo publicado ontem no Youtube, o protagonista de Tropa de Elite abre os depoimentos de famosos em apoio à etnia, deixando clara a posição que virou causa ideológica: “Sou Wagner Moura e sou Guarani Kaiowá.”

A trilha sonora "Um Índio" é de Caetano Veloso, ao vivo, gravada durante participação dele no evento de comemoração dos 10 anos do Movimento Humanos Direitos, onde todas as demais declarações foram captadas.

Os apoios seguem com as atrizes Camila Pitanga, Bete Mendes, Dira Paes,com o ator Eduardo Tornaghi e com o deputado do PSOL Marcelo Freixo, pessoas notoriamente engajadas em causas ecológicas e sociais.

As imagens foram captadas pelos responsáveis pelo projeto Vídeo nas Aldeias, que integra a rede de apoio e solidariedade aos Guarani Kaiowá. A proposta busca financiamento coletivo para ações de formação audiovisual nos acampamentos indígenas e para a finalização do longa-metragem Martírio.

No site Catarse, o grupo já conquistou 817 doações, de R$ 10,00 a R$ 3 mil, no total de quase R$ 73 mil. A meta é alcançar os R$ 80 mil, até o fim de janeiro.

O material é divulgado na semana em que famílias de Japorã ameaçaram morte coletiva depois de 4 ordens da Justiça Federal de Naviraí, que obrigavam os cerca de 4 mil guarani kaiowá a desocuparem fazendas da região Sul do Estado, terra que para os índios tem nome: “Yvy Katu”. Apenas uma decisão foi derrubada, mas a comunidade continua resistindo.

 

Apesar de "morte coletiva", produtores esperam saída de índios de 3 fazendas
Com a suspensão da reintegração de posse da fazenda Chaparral, em Japorã, que deveria acontecer nesta quarta-feira, os produtores rurais aguardam def...
Índios mobilizam 900 “soldados” e só deixam fazendas mortos
Após decisão judicial determinando a reintegração de posse de cerca de nove mil hectares, em 14 propriedades rurais de Japorã, a 487 quilômetros da C...
Índios e produtores se preparam para duelo em Brasília
Depois de se enfrentar por causa do “Leilão da Resistência”, índios e produtores rurais se preparam para novo duelo em Brasília. Dessa vez, o motivo ...



Minha professora de matemática nunca plantou um pé de alface. Ela também é a toa? E quem gera mais "emprego e renda" tem mais direitos do que quem gera menos? E o direito à propriedade se sobrepõe ao direito à vida? Vamos lá, minha gente, eu sei que vocês podem argumentar melhor! Não sejam ridículos!
 
Luis Gustavo em 24/12/2013 10:57:58
Estranho o povo se diz brasileiro, QUE nao tem etnia, outro dizendo de balanca comercial, produtor e varias balelas. NINGUEM CAI EM SI E RECONHECE A NOSSA CIVILIZACAO COMO INVASORA DE UM TERRENO QUE NAO E NOSSO E NUNCA FOI DE EUROPEU OU SEI LA QUEM. SE ALGUNS REIVINDICAM O DIREITO DE PROPRIEDADE COMO UM DIREITO NATURAL, PQ O TEU DIREITO VALE E O DO INDIO NAO VALE? E AGORA TENTAM NATURALIZAR COMO NORMAL, CONSTITUIR UM PAIS EM CIMA DE UMA TERRA QUE PARECIA QUE NAO HAVIA NINGUEM E ESQUECEM QUE AQUI HAVIA 5 MILHOES DE PESSOAS QUE SE SENTIAM DONAS PERTENCIDAS AO LOCAL EM MILHARES DE ANOS. DAI CHEGA A CIVILIZACAO EUROPEIA CONSTITUI UM ESTADO DE ACORDOS COM PRINCIPIOS JURIDICOS QUE DEFINE A PROPRIEDADE COMO UM DIREITO NATURAL, MAS E SO A DELE QUE VALE, O DIREITO DO OUTRO NAO. DESUMANIDADE ABSOLUT
 
Rodrigo Paulo de Jesus em 22/12/2013 11:14:50
precisamos mesmo de pessoas corajosas que lutem por uma tão nobre como essa já que os nossos governantes não sevem papa nada.
 
maria do carmo de jesus em 22/12/2013 02:37:07
Com certeza os atores como muitos dos apoiadores que se manifestaram aqui, não plantam nem um pé de flor e querem se achar no direito de discutir propriedade produtiva??
Primeiro, vcs e eles os "atores" se não estão contentes aqui no Brasil, façam suas doações das suas propriedades aos coitadinhos do índios e voltem p/ o país de onde vieram, isso já fará muita diferença, Fazer filme p/doar o que não de vocês, que isso?? no minimo falta de ética e de vergonha na cara, falar é fácil, fazer é outra questão, ficar com bunda branca na sua casa e apedrejar quem esta perdendo tudo, conversa de comunista caviar!!
 
Genesis Duarte em 21/12/2013 20:54:29
pela honra, talvez não.../
mas, pela terra, muitos,/
ainda morrerão/
poema da poetisa Luna Di Primo
 
Lania Teixeira em 21/12/2013 15:20:15
Você é Guarani Kaiowá??? eu sou João que produz feijão...eu sou José que produz arroz....eu sou pedro que produz trigo...Eu sou Luis que produz carne... Eu sou André que produz soja...Eu sou Antonio que produz verdura...Eu sou Tiago que produz frutas....EU SOU TODO PRODUTOR BRASILEIRO QUE: PRODUZ ALIMENTOS, GERA EMPREGOS NO CAMPO E NA CIDADE, MANTEM A BALANÇA COMERCIAL EQUILIBRADA, SUSTENTA MUITAS EMPRESAS NO PAÍS, É O LÍDER EM TECNOLOGIA EM PRODUÇÃO DE ALIMENTOS NO MUNDO. Enquanto o lado das marionetes globais....
 
Carlos Antonio Anatriello em 21/12/2013 12:31:51
NÃO SOU Guarani Kaiowá, de nenhuma outra etnia, nem negro, nem mulato, nem amarelo, mas sou simplesmente um brasileiro branco. Não preciso que ninguém tire nada de ninguém para me dar, gosto de conseguir as minhas coisas pelo suor do meu trabalho, minha capacidade e minhas conquistas. Quando Colombo chegou aqui, a América era um só território com vários povos perdidos "sem territórios demarcados" aqui e acolá, que até se matavam entre si e escravizavam uns aos outros. Surgiram os países, as leis e para alimentar a população que se multiplicava surgiram os que heróicamente trabalham a Terra com bravura e sabedoria. Discursos apaixonados para tirar esses inocentes que sabem dar frutos ao mundo para colocar outros sem competência, técnica e experiência só p alimentar a sí é MUITA BURRICE.
 
Carlos Antonio Anatriello em 21/12/2013 11:48:28
Muito simplista qualquer generalização, ainda mais em se tratando de uma classe tão ampla e diversa como a dos artistas (atores ou não). Espero que não esteja enganado realmente com relação a Wagner Moura, mas sua postura em outras situações que despertaram discussões sobre perseguições das chamadas minorias sociais, onda de protestos e participação popular na política, bem como em outros casos recentes ele e outros tem se mostrados coerentes contra essa lógica escrota perpetrada pelo nosso Estado e pelos canalhas que o nosso povo colocou no poder. O inimigo é outro.
 
Tiago Pimentel em 21/12/2013 10:38:42
Monica Correia, disse tudo, não precisa ser dito mais nada.
 
joao souza em 21/12/2013 10:01:13
Estes artistas estão metendo a colher onde não devem.
Eles se manifestam desta maneira, porque os indios não estão invadindo as propriedades deles.
Aliás, meu parecer é de que realmente os indios chegaram ao Brasil, antes que o homem branco, mas não compraram nada, apenas invadiram tudo que viam pela frente.
Portanto, se não compraram nada, não são donos de nada, são apenas invasores.
 
VALDIR VILLA NOVA em 21/12/2013 09:34:18
"Quando a última árvore for cortada..."
No descobrimento do Brasil eram quase 4 milhões, hoje são 400.000.
Quem está perdendo somos nós. Cultura, arte, medicina intuitiva.
Ouro, dinheiro, posses por posses...Quando o homem foi envenenado pela ganância?
Até quando a cegueira do ego que dicotomiza?
Quem é sensível sabe e sente que é parte do todo, o resto pensa que soma, mas quando soma apenas para si, diminui...
 
Miriam Prado Guarani Kaiowá em 21/12/2013 09:15:22
Eu acho que só latifundiários comentaram essa matéria até agora. tudo bem, todo o solo brasileiro eram dos índios, então todos os que não são índios deveriam deixar o Brasil. dai a gente tem um problema: em Portugal por exemplo só deveriam ficar os descendentes genuínos dos Teutões, o povo nativo da península ibérica e assim por diante. Será que essas fazendas não avançaram em território demarcado como reserva indígena? e os índios não querem casas na cidade ou em Ipanema, eles querem um pedaço de terra para viverem bem, pra produzirem seus alimentos e para preservarem suas tradições. terras improdutivas devem sim ser entregue aos índios.
 
Victor Barros em 21/12/2013 08:27:58
Estão alheios a nossa realidade estão confundindo fantasia com realidade, acham que podem dizer qualquer besteira a respeito de qualquer coisa e todos devem engolir, seguem com suas demagogias apoiando causas de interesses obscuros e pretensiosos, contudo vão aprender que aqui as coisas são diferentes, abaixo a rede podre de televisão.
 
aureliano sousa em 21/12/2013 07:50:57
Que pena que seja preciso vir artistas de fora com sensibilidade para lutar pela causa. Porque os órgãos competentes nada fazem . Lamento também que algumas pessoas falem o que não sabem, não entendem. Vão estudar um pouquinho.
 
Cristina Rosa Cury em 20/12/2013 23:27:21
Complemento a opinião do amigo leitor...além de nunca produzirem, sequer sabem a diferença entre um boi e um pé de alface....
 
JÂNIO FAGUNDES BORGES em 20/12/2013 22:13:17
Que tal se os "mauricinhos" e "patricinhas" da Globo dependessem da produção das terras indígenas para comerem? Iriam morrer de fome...
 
JÂNIO FAGUNDES BORGES em 20/12/2013 22:10:34
fácil defender os índios quando ñ é a vida da sua família que esta em risco, seu patrimônio , seu meio de sobreviver ,e ainda onde vc tem a historia da sua vida queria ver ele falar o que fala se fosse pobre e morasse onde estão querendo retirar os agricultores que trabalham e muito pra conseguir manter suas famílias e dar um vida digna a eles , indignado com o q acontece nesse país quem mais trabalha é quem menos tem valor.
 
fabio quoos em 20/12/2013 21:23:14
Acho uma pena estas pessoas se posicionarem sobre uma coisa que não tem entendimento...É lamentável a ignorancia sobre direito de propriedade....
 
Ivan Palmieri em 20/12/2013 20:43:36
Deixem os indios invadirem o que é deles,para ver se eles gostam ! Comer churrasquinho de picanha,toma um leitinho fresco,come uma verdura fresca,eles adoram,mas precisa de nos,produtores,para eles,e todo aquele povinho do Rio de Janeiro,que acham que o leite,vem do saquinho,a carne,vem á vácuo,na embalagem! Ou eles acham que vem dos indios? Não conhecem o Brasil que produz,nunca vão conhecer,então,fiquem quietos,comunistas! Dividi as coisas dos outros,é facil !
 
Rafael Rech em 20/12/2013 20:33:31
Uai, roubaram as terras dos índios com aval do Estado, patrocinaram genocídio e agora que a gente ta sabendo vem com esse papo de produzir!? Os ruralistas querem o quê? O Brasil inteiro um campo de soja pra exportar pra China?
 
Bruno Maia em 20/12/2013 20:19:02
Sou Nilton Carvalho da Silva, sou Fazendeiro, contribuo com o pibinho desse país, gero emprego a índios e não índios. E os Senhores?
 
Nilton Carvalho da Silva Filho em 20/12/2013 20:05:11
São artistas globais, ganham muito bem, moram muito bem, usualmente nas metrópoles, viajam para o exterior e nem conhecem o Brasil-rural direito, são alienados, a esquerda festiva que nunca pisou barro. Deviam se informar melhor sobre a questão ao invés de tomar partido ao sabor da mídia. Sou produtora rural com propriedade invadida, saqueada e pilhada. Não sou grileira de terras indígenas. Exijo respeito.
 
Mônica Corrêa em 20/12/2013 19:49:45
PELO O CONTRARIO DIFICIL FALAR QUE AQUI EM MS ERA DE INDIO POIS MAIOR PARTE DO MS ERA DO PARAGUAY ISSO É AQUI NUNCA TEVE INDIOS SE FOSSE OS NOSSOS VIZINHOS QUERENDO SUAS TERRAS DE VOLTA ATE VAMOS LA MAIS AQUI NUNCA FOI TERRA DE INDIO ESSA FUNAI QUE INVENTOU ISSO E DEU DOCUMENTOS PRA QUALQUER UM A VIDA INTEIRA PRA FALAR QUE ERA INDIO ESSES ARTISTAS NEM CONHECE A REALIDADE DO NOSSO ESTADO E FICA APOIANDO A BADERNA QUE ESTA ISSO AQ EM MS SERA QUE NIGUEM VAI FAZER NADA PRA DEFENDER OS PRODUTORES RURAIS QUE É DE ONDE VEM NOSSO PAO DE CADA DIA .....
 
ana carolina em 20/12/2013 19:26:47
Parabéns aos artistas ....enquanto isso aqui na terra do boi nos achamos que os índios são marginais.
Vergonha de ser sul matogrossense
 
carlos scippione em 20/12/2013 19:04:18
ELES QUEREM APARECER NA MIDIA. ESTAO DANDO O APOIO PORQUE NAO SOFRERAM COM AS INVASOES, E A GRILAGEM DE TER QUE ESSES INDIOS PRATICAM, DESCARADAMENTE.
CADA UM NO SEU CADA UM. NAO PRECISAMS DE ARTSTAS PARA APOIAR BANDALHEIRA DE INDIO, SEM TERRA. QUEREM AJUDAR? VAO NUM ASILO, AJUDEM A DAR BANHO E CUIDAR DOS IDOSOS INOCENTES QUE SOBFREM COM A SOLIDAO. OU NUM ORFANATO.
 
LUCIANO MARQUES em 20/12/2013 16:16:44
Esses artistas deveriam entregar sua propriedades aos índios também, pois elas também pertenciam aos índios, ou será que somente as fazendas sul mato-grossenses eram dos índios? Assim é fácil ter ideologia, pois entendem que devem ser dadas as terras produtivas sul mato-grossense e não de seus sítios, apartamentos, etc, que em 1500 eram somente dos índios.
 
ricardo rodrigues em 20/12/2013 16:14:04
Eles também moram em terras indígenas (todos moramos). Eles podiam dar o exemplo e doar a casa deles para os índios...
 
Karina Lopes em 20/12/2013 16:07:50
Esses inúteis nunca produziram um pé de alface, não conhecem a realidade sulmatogrossense e não deveriam opinar sobre o que não conhecem.
 
Paulo alvares em 20/12/2013 15:45:01
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.