A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

19/10/2011 12:32

Com barulho sem censura, CLC quer ocupar espaço deixado por Parque de Exposições

Ângela Kempfer
MOntagem de camarotes para Rodeio 8 Segundos.MOntagem de camarotes para Rodeio 8 Segundos.

Na área de 100 hectares, 3 sócios começam a montar estrutura para até o fim do ano receber público de 60 mil pessoas.

Veja Mais
MT leva o título e MS amarga segunda colocação novamente no rodeio de Barretos
Peões de MS são os únicos a suportar 8 segundos em touros de Barretos

Com o embargo que proibiu shows no parque mais tradicional de Campo Grande – o Laucídio Coelho, agora o CLC tenta ocupar o vácuo e se transformar no point da turma do chapéu e fivela.

O Parque do Peão CLC (Circuito de Laço Comprido) tem como vizinhos os músicos João Bosco e Vinícius, donos de uma dos ranchos da região. É um descampado, a 12 quilômetros do centro da cidade, depois do campus da UCDB.

Ainda fica em estrada de terra batida, não tem aparato para conforto de quem frequenta, mas a certeza de que Campo Grande precisa de um espaço para o barulho, sem censura, faz os donos investirem.

O próximo evento é montado para abertura amanhã: o Rodeio 8 Segundos. A expectativa de público é de 35 mil pessoas, ainda é bem menor que a prevista para ser alcançada até o fim deste ano.

De aluguel, os organizadores do evento nacional pagaram R$ 35 mil ao CLC e a contrapartida dos donos é a construção de guarita e melhoria na área de camping onde os peões vão ficar.

“A ideia era comprar a área 3 anos depois, mas a decisão da Justiça contra shows no Parque de Exposições Laucídio Coelho adiantou os planos”, lembra um dos proprietários, Eduardo "Zóio".

Com os amigos Juliano Arcas e Abelds "Pitiço" o trabalho começou em dezembro do ano passado. Em uma terça-feira de muita poeira no CLC, Zóio (como é conhecido) não só acompanha como coloca a mão na terra para ajudar nos preparativos para o 8 Segundos. “Estamos fazendo e acontecendo ao mesmo tempo”, brinca o empresário.

As primeiras competições foram de Laço Comprido, com 10 etapas este ano. Em cada fase, o público chegou a 15 mil pessoas. Antes, quem participava dessas disputas usava um dos 70 ranchos espalhados por Campo Grande.

No Estado que hoje é o nome mais forte da música sertaneja, Zoio aposta no rodeio como mais um produto que pode levar Mato Grosso do Sul a ficar conhecido lá fora, mas desde que a mentalidade dos patrocinadores mude bastante.

Em Barreto, os peões de Mato Grosso do Sul ficaram em 3 lugar na disputa em equipes, resultado de investimentos pontuais, a maioria com dinheiro de patrão. “Falta patrocínio permanente, não só em época de competição. Se o governo patrocinar, por exemplo, tenho certeza que vai ter sempre gente de Mato Grosso do Sul com título. Esse esporte é vocação do sul-mato-grossense. Tá no sangue”, avalia Zoio.

O Rodeio 8 Segundo começa amanhã, com provas no período da tarde.




Espero apenas que lá não vire um lugar onde os bebâdos após o show peguem a estrada arriscando a vida de pessoas na estrada.
Segundo, haaaaaaaaaaa! por favor que tradição nossa nada, essa música de viola atual é uma imitação de pop com traços de imitação de rock and roll, não tem nada a ver com a tradição da música do nosso Estado.
 
Celia Lima em 20/10/2011 12:44:45
Campo grande vem da cultura do sertanejo! mais uque falta é a iniciativa para que isso não fique por ai mesmo. uma cidade crescendo do jeito ki tá não ter espaço para outras culturas é um estado pobre de cultura. não é atoa ki cantores famosos quando falão daki tipo alguns ai ki falão ki tocão para pessoas não para bichos.. tai o pq campo grande num sai da cena sertaneja pq as pessoas não si sens.
 
andre gomes em 20/10/2011 12:41:31
AS PESSOAS ESTÃO COM INVEJA,ESTAS FESTAS SÃO MARAVILHOSA SIM,É IMPORTANTE PARA O MATO GROSSO DO SUL,TEM SER DIVULGADO PARA TODOS OS LUGARES, PARA CONHECER A TRADIÇÃO DO NOSSO ESTADO PARABENS.....
 
LEILA MARTINS em 20/10/2011 11:09:52
éeeee, agora acabou o sossego de quem um dia comprou uma chacara próximo a cidade para descansar...imagina aquele lugar tranquilo, gostoso de acordar com barulho dos passaros, agora vao ter que ver bebados com som alto o dia todo . PORQUE OS AFORTUNADOS AI NAO COMPRAM O INDEPENDENCIA JA QUE ELE VAI A LEILÃO?
 
jose bruno em 20/10/2011 09:04:05
O local é ótimo e a estrutura do CLC já era muito boa, imagina só como deve ficar agora com tantos investimentos. A turma do chapéu e fivela agradece!
 
Flavinha Teles em 19/10/2011 12:53:07
Somos considerados capazes e racionais, no entanto, votamos em corruptos, não conseguimos união para combater a corrupção e, tem gente que ao invés de incentivar iniciativas como a do CLC, se dão a pobreza de espírito de criticar quem gera cultura, lazer e riqueza para nossa capital. Vamos criticar as mazelas que nossos políticos fazem, a saúde precária, os asfaltos ruins, a falta de educação. etc
 
Adriano Garcia em 19/10/2011 11:56:13
Que dez, Eduardo, Parabéns pela iniciativa!!!
FESTA, MÚSICA, RODEIO, BÃO DEMAIS!!!
"...quem gosta curte, quem não gosta, não opina.... pois, como diz o ditado 'gosto é gosto e não se discute'..." e,
vamos festar muito se Deus quizer!!!
 
luciane machado em 19/10/2011 10:25:49
Graças a deus esse povo vai fazer muvuca bem longe vamos ter silencio e paz para dormir a policia vai ter menos trabalho por conta dos bardeneiros . que fique lá no meio do mato e terra esses promoter de festa querem fazer barulho construam um local adequado e com acustica . tirem como exemplo a turma da furacão 2000 eles tem un som tremendo com acustica e espaço para o baile assim não incomodam
 
randolfo gomes em 19/10/2011 10:00:32
Visitei o espaço após a UCDB estrada de terra e acredito no investimento.
Parabéns pela iniciativa!
Tenho certeza que outros investidores estão de olho na localidade para proporcionar mais conforto aos frequentadores/visitantes do evento. Precisa na região hotel, camping e um bom restaurante para o conforto dos visitantes e participantes dos grandes eventos. Campo Grande em crescimento.
 
Marcos Toshio Oshi em 19/10/2011 10:00:22
TENHO CERTEZA QUE SERÁ ABERTO A TODOS OS TIPOS DE EVENTOS E NÃO SÓ OS SERTANEJOS, É RARO TERMOS EVENTOS QUE SEJAM DE OUTRO TIPO MAS PAGOU LEVOU, SE O PINK FLOYD VIER TOCAR AQUI E PAGAR PRO ZÓIO DUVIDO QUE ELE NÃO ALUGUE, O QUE FALTA É ALGUEM PARA TRAZER OUTROS SHOWS QUE NÃO SERTANEJOS, MAS TÁ BÃO, TÁ BUNITO, PARABENS A TODOS.
 
MAXIMILIANO NAHAS em 19/10/2011 06:31:57
Impressionante como tem gente do contra,esse tal Rubson é um sem futuro mesmo, já que não temos futebol no estado e todos torcem para equipes de outros estados, pelo menos no sertanejo somos serie "A" Parabéns ao Zoio pela iniciativa.
 
Octavio Augusto em 19/10/2011 05:48:02
Será que lá tem LICENÇA AMBIENTAL?
 
Augusto Liberato em 19/10/2011 05:16:39
Eu gosto é de ler esses comentários que não tem pé e nem cabeça tem uns zé ruela que nem sabe do que tão falando faz parte. E vamos la fim de semana tem laço e tereré.
 
julio cesar emilio em 19/10/2011 03:55:34
Prezado senhor Rubson Pires,
O desrespeito maior, eu, o senhor e todo cidadão brasileiro sofremos a anos!! Vem da presidencia, governo, senado, camara dos deputados etc, e não falamos nada e olhe que somos racionais sendo explorados !! Melhor um esporte do que uma nova droga viciando seu filho!!
 
Nemer El Kadri em 19/10/2011 03:50:34
muito bom..to querendo saber que fiscaliza essas conveniecias que fica ate altas hora vendendo bebida e o povo fazendo som parece que nao tem lei que impeçam de fazer som e os donos de conveniencia de vender bebida isso ja nao e mais caso de policia pois quando as conveniencias estao fechadas nao tem barulho cade a lei seca a lei tem que ser iqual pra todos.
 
julio mendes em 19/10/2011 03:38:13
Pessoas corajosas como o Zóio que precisamos para manter o Estado no topo da música sertaneja e tb no rodeio. Parabéns pela iniciativa!!!
 
eduardo santana em 19/10/2011 03:34:38
Tirando isso, adorei a noticia!
Não adianta proibir!
A voz do povo é a voz de Deus; se o povo quer, o povo faz!

Parabéns aos empresários.

Pena que - a matéria indica - será exclusivo para sertanejo. Devia ser aberto a todo tipo de evento.
 
Léo Bakargy Morais em 19/10/2011 03:32:36
eu vou no show do chrystian e ralf
 
jose higuain em 19/10/2011 03:23:34
Entendo que esses eventos são um desrespeito à integridade dos animais, logo, deveriam ser proibidos.
Imagine se houvesse outro ser racional com superioridade intelectual que nos explorasse fisico e psicológicamente, sem que não pudessemos nos comunicar com tais nem pedir ajuda ou lutar contra..
Pela razão, isso ocorre com os bovinos, no caso.
Difícil é fazer um cowboy entender isso, que pena
 
rubson pires em 19/10/2011 03:17:22
Parabens por investirem em fesatas tradicionais do nosso povo e passaren nossas culturas para futuras geracoes...
 
Sandro Cesar Fantini em 19/10/2011 03:03:33
Otima ideia, pena que com o investimento e valorização do lugar, começa tudo de novo ,os novos moradores reclamando do barulho, e o final todos já conhecem.

Vanderley
 
Vanderley Batista Gomes em 19/10/2011 02:49:04
Muito bem. Não sou da turma do chapéu e fivela, mas tenho que reconhecer o esforço da iniciativa. No Brasil, quem espera por incentivos públicos, morre esperando.
 
Bruno Nodes em 19/10/2011 02:31:18
Espero que o MS consiga ser o primeiro Estado do Brasil a proibir esse tipo de evento.
 
Fernando Andrade em 19/10/2011 02:17:06
Parabéns pela iniciativa e empreendedorismo!
 
Fábio Stradiotti em 19/10/2011 01:54:31
""mas a certeza de que Campo Grande precisa de um espaço para o barulho sem censura faz os donos investirem.''.......certeza que campo grande PRECISA de um espaço PARA O BARULHO????????? que tal ao lado da casa de um dos frequentadores???
Lugar pra fazer barulho tem que ser longe da cidade mesmo, quem quer a barulheira que arque com a distancia..........
 
thiago varzim em 19/10/2011 01:15:51
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.