A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

19/11/2013 06:31

Lado B volta a Assunção para ver se é mesmo perigoso pegar a estrada no Paraguai

Ângela Kempfer
Estrada rumo ao Paraguai.Estrada rumo ao Paraguai.

Depois de algumas reportagens sobre Assunção e vários comentários relativos aos perigos de enfrentar a estrada rumo à capital do Paraguai, o Lado B resolveu pegar carona para ver o quanto existe de verdade ou de folclore nessa história.

Veja Mais
Estudantes que trocaram MS pelo Paraguai têm vida de "bacana" em Assunção
De Red Hot a Justin Bieber, grandes shows custam metade do preço no Paraguai

No feriado do dia 15 de novembro, saímos de Campo Grande ao meio dia para, desta vez, viajar de carro pelo caminho que até então só conhecíamos de ônibus. Vale lembrar que, por via das dúvidas, não encaramos a estrada à noite.

Antes de partir, buscamos informações de amigos que sempre fazem o trajeto por conta própria. Entre as orientações, a principal foi levar no porta-malas tudo o que as leis de trânsito paraguaias estabelecem como obrigatório.

Segundo alguns com péssimas recordações da viagem, a falta de qualquer acessório de segurança pode ser motivo para policiais corruptos cobrarem propina. Então, para não dar corda para bandido, tudo foi providenciado antes do carro cruzar a fronteira.

Na bagagem, levamos 2 triângulos de sinalização, cabo de reboque e caixa de primeiros socorros completo, que pode ser comprado em Pedro Juan Caballero. Todas essas peças são exigidas em caso de blitz na estrada, assim como os faróis acessos o tempo todo, inclusive, de dia.

Mas nem foi necessário apresentar nosso kit “anti-propina”. Apesar de 5 abordagens policiais na ida e na vinda de Assunção, em nenhuma delas houve vistoria no carro. Os policiais, sempre muito simpáticos, cobraram documentos apenas do motorista, de nenhum outro passageiro.

No caminho, também há vários vilarejos com gente vendendo comida e bebida, além de muitos postos de combustíveis para ninguém ficar na mão. É bom levar guaranis ao invés de reais, para não depender da sorte para conseguir a conversão da moeda pela estrada.

Como nada é perfeito, é preciso paciência na fronteira para retirar o “Permisso”, documento que autoriza a entrada no Paraguai e vale por 3 meses. Quem segue durante o dia, pode enfrentar fila de até 1 hora, no caso de feriado.

Mas é indispensável pedir a autorização porque ela é cobrada nas barreiras policiais. Depois, no retorno, é preciso dar baixa no documento, para não enfrentar problemas em uma próxima viagem.

A estrada é muito boa, com a vantagem de não ter ao longo do percurso o matagal comum pelas rodovias brasileiras. Tudo é muito limpo e bonito. Por mais que país vizinho seja pobre, pelo menos na estrada, a gente não vê miséria.

O curioso é a porta de entrada de Assunção. Depois de 546 quilômetros, entre Ponta Porã e a capital do Paraguai, a última cidade antes do destino final, já na região metropolitana, se chama “Emboscada”. Mas os interessados no passeio podem ficar tranquilos, aparentemente, o risco está só no nome.




Estava interessado em viajar de carro de Ponta Porã a Assunção já não estou mais, lendo estes relatos aqui da medo, quem mais toma prejuízo com toda estas corrupção são o povo pobre do Paraguai, a culpa é dos governantes do Paraguai que não fazem nada, o turismo em qualquer parte do mundo é uma fonte de renda lucrativa, existem países que só vivem do turismo, e o Paraguai tem muito a oferecer ao turismo, suas musicas, suas danças, sua paisagens e o próprio povo são simpáticos, os Brasileiros poderiam gastar fortunas no Paraguai, mas é uma pena que estes policiais corruptos não sabem que estão tirando oportunidade de seu próprio povo e deixando na miséria.
 
Juarez Rodrigues Jorge em 26/02/2014 11:23:06
Essa historinha do LADO B aí tá muito angelical pra quem conhece a "matéria". A coisa é feia, chega a ser questão a ser tratada por via recíproca pelas autoridades representativas dos dois Países.

 
larama lopes em 20/11/2013 17:52:01
Tiveram sorte. Fomos no carnaval do ano retrasado e tivemos que pagar propina, eles ainda tiverem a cara de pau de pedir 500...e meu marido disse "guaranis"? e eles não "reales"...Isso porque o carro estava totalmente regular, mais e o medo de estar adentrando a uma terra sem lei...a viagem foi ótima, fora isso, depois de muita negociação,saiu por 250 reais.
 
Andrea Cristina em 19/11/2013 22:11:18
Fui parado 5 vezes e extorquido em todas. Estava tudo em ordem, mas eles inventavam algo para me ameaçar de cadeia. Um deles pegou meus documentos e levou para a viatura e depois voltou e falou que eu tinha que pagar taxa de 100 reais para liberar o documento, como se fosse um ato legal e que o documento estivesse retido dentro da viatura. Tive que pagar 100 pila só pra devolverem meu documento
 
Fernando Valença em 19/11/2013 22:04:56
É pura verdade. A polícia caminera, no trajeto de Pedro Juan para Assuncion, a 200 quilômetros antes de chegar ao destino pára os carros brasileiros pra tomar dinheiro. De 100,00 a 150,00 reais. Exigem o seguro(cartão verde). Se não portar esse documento eles exigem dinheiro pra deixar VC ir adiante. É um bando de ladrões. Mas em Assuncion VC é bem tratado, pois já é considerado turista. A comida e boa e barata. Em Ciudad Del Este é bem melhor a consideração com os brasileiros, pois somos nós que movimentamos a economia na região. Ela tem próximo de 80 shoppings.
 
Paulo Roberto Rossini em 19/11/2013 21:53:26
Pessoas inteligentes que não precisam trabalhar a serviço no dito país fiquem espertos, a fronteira é perigosa, belicosa e risco de morte iminente. Perfuram seus pneus, riscam teu carro e ameaças de fardados são rotina. Caiu do lado de lá as regras são deles e finito, quem mandou você atravessar de bobo a fronteira. Reclamei de uma atitude errada e quando cheguei na receita federal já no Brasil, o cara estava lá de papo furado rindo da abordagem feita do outro lado do mundo, quando me viu tirou um sarro na língua aborígene deles e o fiscal da receita brasileira achou tudo normal. Então é uma conduta comum de ambos os lados da fronteira da terra de ninguém agirem assim de ambos os lados existem absurdo a serem apurados e não se esqueçam são armados e perigosos não facilitem suas vidas.Guaco
 
Carlos Alberto Catalani em 19/11/2013 20:13:26
No Brasil muitos dirigem e não tem cnh, andam com o documento do carro atrasado, desrespeitam as leis e regras, tudo isso são formas de corrupção. No Paraguai as motos trafegam no acostamento, muitos carros não tem placas, as vezes nem farol, mas são as regras, ou desregras (peculiares) deles, nem por isso um ofende ou agride o outro. No Paraguai tem muita coisa errada sim ; mas antes de criticar lá, vamos tentar arrumar o nosso País.
 
Honório Lucio em 19/11/2013 13:14:20
Alguém deve ter avisado os mais de 15 postos policiais entre Pedro Juan e Asunción pois , eu não irei mais de Carro , teve uma vez que o policial pediu uma carta dizendo que minha esposa autorizasse eu dirigir o carro dela sendo que , minha esposa estava ao meu lado no banco do passageiro , e a cidade de Emboscada não tem escapatória é Dinheiro e mais Dinheiro . mas o que eu Sinto mesmo é que todo povo Paraguayo que eu respeito e tenho vários amigos lá , estão até hoje Engasgados e Putos da Vida com nós Brasileiros por causa da Guerra . eles ensinam desde muito cêdo isso nas escolas , e vai uma dica a Todos , comprem e Leiem o Livro Genocídio Americano que vcs vão entender o que eu disse.
 
frederico zeolla em 19/11/2013 13:13:49
Fui em Assunção em uma excursão de ônibus a 2 dois anos e fomos muito bem tratados. As estradas são melhores do que do Brasil. E o povo paraguaio sempre muito educado.
 
Vera lucia santos moreira Leite em 19/11/2013 12:26:48
eu fui ao paraguay no fim do ano, policiais paraguaios toda hora nos paravam e pediam dinheiro ,dava medo fora a intimidaçao com as armas p quem vai viajar deve levar a autorização do veiculo tirada em escritorio e reconhecida por cartorio, e mais as permissoes tiradas na aduana paraguaya, lembrando qdo volta devera devolver as guias de permissão ,pois a aduana paraguaia cobra multa se nao devolve , fora isso as estradas sao otimas no brasil nao existem estradas tao boas como la .paisagem linda muito bom viajar paraguay a dentro ...
 
EDMARA TAVARES DE SOUZA em 19/11/2013 11:20:31
Sr. Honório Lucio para tirar uma habilitação (CNH) no Paraguai não precisa fazer teste e prova nenhuma é só pagar e ir embora com a carteira, pessoas que não sabem nem ler tem habilitação, sei disso porque já morei um tempo no Paraguai a trabalho.
 
Marcos Wild em 19/11/2013 10:42:25
Motorista paraguaio não tem educação ?? essa é boa ! a maioria dos brasileiros além de mal educados, são corruptos ( fura sinal, ultrapassa no acostamento, etc.). Vou toda a semana à Assunção, por Ponta Porã, e na ida vou do 'Inferno ao céu', na volta do 'céu ao inferno'. no trânsito os paraguaios tem suas peculiaridades mas, tem o essencial : a PACIÊNCIA e CORTESIA. Quanto a polícia é verídico, mas quem nunca viajou ao Paraná ou Rio de Janeiro ? Flanelinha ameaçador, aqui tbm já tem !
A 'Presidenta Dirma' é que tem costume de criticar os outros e não olhar o próprio 'umbigo', esse Brasil corrupto, violento e miserável que vivemos.
 
Honório Lucio em 19/11/2013 10:16:09
aconteceu , o pior comigo meu marido e minha sobrinha, em assunção falaram para nós que viagem de um dia não precisava do tal da permissão para entrar foi ai que nos ferramos , tivemos que pagar uma multa, e ainda queria nos prender .. choramos muito e eles rindo da nossa cara ... aqui eles fica de boa e pra acabar com qualquer um, mas faz parte quem manda sermos otários ...
 
maria aparecida das graças da mata em 19/11/2013 09:27:09
gostaria de ver alguma coisa sobre viagem pra corrientes/ Arg...por Foz do Iguaçu
 
benedito Valdez em 19/11/2013 09:02:20
Ja fiz este caminho até assunção, fui parado diversas vezes. Em uma delas o policial pegou todos meus documentos e afirmou que havia uma multa pois eu havia ultrapassado o limite de velocidade proximo a uma escola. O que foi mentira ja que não havia escola na beira da rodovia. Fui coagido a pagar R$ 250,00 ao policial, pois este estava com todos os documentos do veiculo.
 
Daniel Mart em 19/11/2013 08:41:41
Parabens a vocês, eu não tive a mesma sorte. Fui extorquido NOVE vezes no trajeto de volta
N-O-V-E
 
Lucas Engel em 19/11/2013 08:30:27
Se voce quizer se extressar, viage ate Assuncao tanto por Ponta Pora como cidade do leste
Por Ponta Pora, me pararam umas 10 vezes, alias se a placa do carro for do Brasil esta frito.Apesar de andar conforme a sinalizacao a policia paraguaia tem um radar milagroso.Se questionar te intimidarao falando que vao te prender, Fica melhor ainda quando voce esta com a familia. A estradas sao boas, mas tem um trecho que cosntruirao a cidade na beira da rodovia. Conselho; nao va de carro. Por cidade do leste, quis parar para para tirar o permisso. um garoto me levou em um estacionamento, dizendo que era dois dólares,chegando la so estava eu e minha família, me falou que era 20 dólares e ameaçou tirar uma arma. sai correndo. Na estrada cuidado com vaca cavalo cachorro etc. ta tudo solto e se prepara
 
jose luis rodrigues martins em 19/11/2013 08:26:15
Realmente Emboscada no mone e nas atitudes as vezes, fui parado nesta cidade pela "policia camineira" que me extorquiu cem reais por dizer que eu estava acima da velocidade limite, sem ao menos me mostrar onde estava o radar, que não existe lá. Como o guarda estava com meu passaporte e documento da moto na mão, tive que dar a propina pro infeliz. Como sou teimoso e gosto de passear em Assunção voltei de novo e recomendo a viagem.
 
sidnei arioza em 19/11/2013 08:19:32
A Polícia Municipal de Emboscada trabalha na Ruta que dá acesso a Assuncion a 30 Km antes da capital. Se passar fora do expediente, nada acontece. Mas se for DENTRO do expediente, mesmo a 30 Km/h será abordada, até hoje meu blog recebe comentários de pessoas que passam por ali e sobre a maneira como são abordadas. Conheço seu trabalho, Ângela Kempfer, mas veja minha experiência em
http://www.mototuristas.com.br/viagens/paraguai-emboscada/
OBS: Fui entrevistado por você e fotografado por João Garrrigó no acesso ao show do Roberto Carlos, cadeiras numeradas.
 
Rodrigo Vianna em 19/11/2013 08:13:35
Vocês tiveram muita sorte porque já fiz esse caminho e fui parado por policiais corruptos e me levaram dinheiro, a outra dica é cuidar onde se estaciona o carro em Assunção, porque tive o meu carro arrombado, acho que por verem a placa do Brasil chama mais a atenção de bandidos. E cuidado com o transito porque os motoristas paraguaios não tem educação nenhuma de transito.
 
Marcos Wild em 19/11/2013 07:30:40
Sem problemas?
Perguntas: o carro estava identificado? Motorista teve conversa '' informal'' se identificando?
Pq tenho amigos que moram em P.Porã, tem dupla cidadania, falam castenhano e pasmem guarani, mas mesmo assim passam apertados com a abordagem corrupta.
 
Maria Silva em 19/11/2013 07:24:46
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.