A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

30/11/2015 21:48

Campanha Adote Um Ninho ajuda a manter espécie da arara azul preservada

Renata Volpe Haddad
Adote um Ninho é uma ação para obter recursos para dar continuidade a ações de pesquisa e monitoramento de ninhos naturais e instalação de ninhos artificiais na região do Pantanal. (Foto: Divulgação)Adote um Ninho é uma ação para obter recursos para dar continuidade a ações de pesquisa e monitoramento de ninhos naturais e instalação de ninhos artificiais na região do Pantanal. (Foto: Divulgação)

A população de arara azul aumentou consideravelmente nos últimos 20 anos, passando de 1,5 mil araras da espécie em 1990 em todo o Pantanal para mais de 5 mil na região, graças ao projeto de mais de 20 anos promovido pelo Instituto Arara Azul, que tem como objetivo preservar a espécie.

Veja Mais
Imasul lança manual e sistema on-line que gerenciam utilização de água
Governo lança amanhã instrumento que organiza uso de recursos hídricos

Um dos projetos é a campanha Adote um Ninho, ação para obter recursos para dar continuidade a ações de pesquisa e monitoramento de ninhos naturais e instalação de ninhos artificiais na região do Pantanal.

Na década de 80, a espécie estava ameaçada pelo tráfico de animais silvestres e outros problemas ambientais.

Hoje, a arara azul grande (Anodorhynchus hyacinthinus) está aumentando em número, expandindo sua área de povoamento e não faz parte mais da Lista da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção, divulgada pelo Ministério do Meio Ambiente.

A doutora em zoologia, professora da Uniderp e presidente do Instituto Arara Azul, Neiva Guedes, lidera uma equipe permanente que atua no monitoramento e manejo de cerca de 150 ninhos por ano.

O objetivo é facilitar a reprodução das araras azuis e de também outras espécies que ocupam os mesmos abrigos para seus filhotes. “O trabalho hoje não é só mais a arara azul. São araras vermelhas, Canindés, tucanos, psitacídeos em geral, enfim, é a conservação”, afirma.

São promovidas palestras, cursos de artesanato para geração de renda e outras ações de educação ambiental. Com a campanha Adote Um Ninho, o Instituto Arara Azul busca não só cobrir parte dos custos deste trabalho, mas mobilizar sociedade para a importância da preservação do Pantanal.

Padrinhos – A campanha foi lançada em 2014 e os ninhos são apadrinhados por pessoas físicas e jurídicas. A Águas Guariroba participa pelo segundo ano consecutivo da campanha e em 2014 foram gerados dois filhotes de arara azul.

Durante a campanha de 2015, a equipe de pesquisadores já encontrou um ovo no abrigo apadrinhado pela empresa.

Conforme o presidente da concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto da Capital, que faz parte da Aegea Saneamento, José João Fonseca, a arara azul é um símbolo que o Pantanal sul-mato-grossense tem. "E a arrara azul é um dos animais mais lindos que o Estado tem. Para nós é muito importante poder ajudar esse projeto”, alega.

Personalidades como Ziraldo, Luan Santana, Almir Sater, Gabriel Sater, Chitãozinho e Xororó, Michel Teló, também são padrinhos. "A campanha Adote Um Ninho é um trabalho que começou no ano passado e a maioria dos parceiros está renovando conosco. A gente sempre diz que alguém quando nos conhece e vê o nosso trabalho em campo, quer virar parceiro para sempre, porque vê que fazemos aquilo com a alma”, reforça Neiva.

 

Pela primeira vez em Campo Grande, certificado dos padrinhos e madrinhas foi entregue em novembro. (Foto: Divulgação)Pela primeira vez em Campo Grande, certificado dos padrinhos e madrinhas foi entregue em novembro. (Foto: Divulgação)

Certificado - O certificado aos padrinhos e madrinhas da edição de 2015 foi entregue no Diamond Hall durante o Simpósio Internacional sobre Psitacídeos (IX Parrots International Simposium), realizado entre os dias 20 e 22 de novembro, em Campo Grande.

Vinte e um palestrantes e mais de cem participantes de 15 países e 14 estados brasileiros participaram do encontro. Realizado todos os anos nos Estados Unidos, pela primeira vez o evento aconteceu fora do país.

O local escolhido foi Campo Grande justamente devido ao sucesso do Projeto Arara Azul. O presidente da Parrots International, Mark Satafford, elogiou a ação liderada pela bióloga Neiva Guedes. “Gostaria de deixar aqui a ideia de que este trabalho é o que nós, nos Estados Unidos, chamamos de “padrão dourado”. Ou seja, é o mais alto padrão de um projeto de conservação. Ele nos inspira a todos”, destacou.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions