A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

23/02/2016 08:09

Piracema termina no próximo domingo, mas há rios com proibição permanente

Caroline Maldonado
Valor da multa dobra para quem está pescando em local proibido pela segunda vez (Foto: Divulgação/PMA)Valor da multa dobra para quem está pescando em local proibido pela segunda vez (Foto: Divulgação/PMA)

Termina no próximo domingo (28) o período de defeso, conhecido como Piracema, em que fica proibida a pesca em todos os rios do Estado. Na calha do Rio Paraguai, já está liberada a modalidade pesque-solte, desde o dia 1º de fevereiro. No entanto, há rios em que a pesca não é permitida a qualquer tempo, independente da Piracema.

Veja Mais
Durante piracema, comerciante é preso com carga ilegal de 2 mil iscas vivas
Piloteiro é preso com 113 kg de pescado capturado em piracema

Segundo a PMA (Polícia Militar Ambiental), até o último dia de defeso, o pesque-solte está permitido apenas na calha do rio e não na bacia, ou seja, não se pode pescar nos afluentes, como rios Aquidauana, Miranda, Piquiri e São Lourenço.

O pesque-solte é um atrativo para turistas, que movimenta milhões todos os anos no município de Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande.

Fiscalização - Conforme último balanço divulgado pela PMA, em três meses de Piracema, foram apreendidos 452 quilos de pescado. Os policiais autuaram 30 pessoas e aplicaram multas que somam quase R$ 70 mil. O valor total de multas dobrou em relação ao ano anterior, passando de R$ 69.260 para R$ 33.940. Ocorre que vários infratores que foram autuados durante essa Piracema eram reincidentes, o que dobra o valor da multa.

Desde o início da operação, a quantidade de pescado apreendido caiu, mas o número de pessoas autuadas subiu. Dos 30 autuados, 22 foram presos em flagrante. Pessoas que conseguiram fugir foram identificadas e responderão pelo crime de pesca predatória, além de serem multados administrativamente, segundo a PMA.

Proibição permanente – Não se pode pescar para consumo ou venda no Rio Negro, em trecho situado na confluência com o Córrego Lajeado, próximo à cidade de Rio Negro até o brejo existente no limite oeste da Fazenda Fazendinha, no município de Aquidauana.

Também só é permitido pesque-solte no Rio Perdido, em toda a extensão, que abrange os municípios de Bonito, Jardim, Caracol e Porto Murtinho e no Rio Abobral.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions