A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

17/10/2014 12:15

PMA aplica nova multa ao homem que perseguiu sucuri em rio e gravou

Viviane Oliveira

Foi multado novamente nesta quinta-feira (16), Roberto Borges, conhecido como Betinho pescador, por colocar em 2010 vídeo nas redes sociais perseguindo uma sucuri no Rio Santa Maria, em Maracaju, a 160 quilômetros de Campo Grande. Um homem, que estava junto com o pescador durante a filmagem, também foi autuado, cada um em R$ 5 mil.

Veja Mais
Em vídeo de 2010, homens multados esta semana perseguem sucuri
Trio se arrepende de vídeo com sucuri, mas é multado pela Polícia Ambiental

Betinho já havia sido multado no mês passado em R$ 1,5 mil, por também perseguir uma sucuri no mesmo rio. O vídeo, que foi gravado recentemente, foi publicado na rede social Facebook no dia 16 de setembro, na página da esposa dele, Sirlei Oliveira, que também foi multada.

No vídeo de 2010, com mais de oito minutos de duração, é possível ver as mesmas cenas da denúncia recente. A filmagem mostra o grupo cutucando o animal com o remo do barco e Betinho aparece segurando a cobra pelo rabo. A cobra tenta se soltar, mas o quarteto insiste, como mostra a gravação. Nas duas vezes, a cobra havia acabado de se alimentar, o que evitou um possível ataque. 

De acordo o major da PMA (Polícia Militar Ambiental), Ednílson Queiroz, os acusados foram orientados pela defesa a não assinarem as autuações, porém, as multas foram aplicadas. Eles serão cientificados por carta registrada, conforme prevê a legislação e terão 20 dias para apresentarem defesa junto ao Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul).

Caso não apresentem, poderão ser julgados à revelia e a multa irá para a dívida ativa. A outra pessoa que estava nas duas ocorrências era um adolescente, que não foi autuado administrativamente, mas a Polícia procura identificar todos que aparecem no vídeo para aplicar multa. 

Representante dos acusados, o advogado Amilton Ferreira de Almeida, disse que ainda não vai se pronunciar porque não foi informado pelos seus clientes sobre a multa aplicada ontem. “Tenho que ver o conteúdo do vídeo e que dia foi postado, porque se foi em 2010 o crime está prescrito”, afirma a defesa.

O major explica que os dois foram multados administrativamente por perseguir o animal é que o caso foi encaminhado para analise da Delegacia de Polícia Civil da cidade e para o Ministério Público para apuração do crime previsto pela Lei de Crimes Ambientais.

Veja os vídeos; o primeiro é de 2010 e o segundo foi publicado no mês passado no Facebook. 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions