A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

06/10/2014 10:55

Sujeira da eleição dá trabalho e provoca reclamação pelas ruas

Caroline Maldonado
Santinhos e panfletos são incômodo para quem mora na região da Vila Margarida (Foto: Marcelo Calazans)Santinhos e panfletos são incômodo para quem mora na região da Vila Margarida (Foto: Marcelo Calazans)
Funcionário da concessionária de limpeza de Campo Grande fez hora extra apenas para recolher santinhos (Foto: Marcelo Calazans)Funcionário da concessionária de limpeza de Campo Grande fez hora extra apenas para recolher "santinhos" (Foto: Marcelo Calazans)

A insistência em espalhar “santinhos” pelas ruas da cidade irrita a população e não dá trabalho apenas para os órgãos de fiscalização. Durante a noite e até mesmo no dia seguinte ao da eleição, o trabalho é dobrado para funcionários da concessionária de coleta de lixo. No canteiro central da Avenida Mato Grosso, nesta manhã, havia até um cavalete do candidato ao Governo do Estado Reinaldo Azambuja (PSDB).

Veja Mais
Candidata a deputada federal é presa por jogar santinhos nas ruas
No desespero por votos, candidatos “poluem” cidade com cavaletes

Os cavaletes são de responsabilidade dos candidatos e os que permaneceram nas ruas estão irregulares. Pela lei eleitoral, os partidos só podem voltar a fazer propaganda depois de 24 horas do fim do 1º turno, ou seja as 17h de hoje (6).

Mesmo com o turno extra feito por funcionários da coleta de lixo, das 14h as 20h de ontem, muitas ruas amanheceram forradas de panfletos. Dentro das escolas, o trabalho sobrou para os funcionários da educação, que ficam mais indignados com a falta de respeito dos candidatos do que por ter que recolher a sujeira.

Reclamações- “É um desrespeito com a gente, porque quem vai votar já tem seu candidato definido, essa propaganda só serve para fazer lixo”, reclama Zilda Alice Fechtner, que trabalha na Escola Estadual Henrique Cirilo Corrêa, na Vila Margarida. As 6h10 de hoje o pátio e a fachada da escola já estavam limpos graças a ela. “Dá até raiva de ver isso aí, porque quem ganhou está de boa e nós ficamos aqui com essa sujeira”, reclama a moradora Daiane de Fátima da Silva, 30 anos.

Atento ao trabalho de Zilda, o estudante Misael Felipe Oliveira, 10 anos, já tem opinião formada sobre a propaganda irregular. “Eu também recolhi os santinhos ontem, levei para casa e joguei no lixo. Eu reparei qual candidato que jogou os papeizinhos. Isso é ruim porque entra nos bueiros e entope”, alerta o menino.

De acordo com agentes de lipeza da Solurb, durante as horas extras de ontem foram cheios mais de 220 sacos de lixo que suportam aproximadamente 20 quilos. “Para mim não diminui nada, continuam jogando muita propaganda, principalmente nas calçadas da escolas”, contou José Nilson Braga, que fazia limpeza da Avenida Mato Grosso nessa manhã.

Cavalete permanece irregular no canteiro da Avenida Afonso Pena (Foto: Marcelo Calazans)Cavalete permanece irregular no canteiro da Avenida Afonso Pena (Foto: Marcelo Calazans)

Crime Eleitoral - Pessoas flagradas jogando santinhos ou fazendo qualquer tipo de propaganda nos dias de eleições são presas e respondem a processo de crime eleitoral. No domingo (5), Lucimar Rosa, a candidata a deputada federal pelo PSC (Partido Social Cristão), foi presa em flagrante na região central de Campo Grande, por jogar “santinhos” na rua. Segundo a Polícia Federal, a candidata foi ouvida e liberada.

O Campo Grande News entrou em contato com a assessoria de imprensa do candidato Reinaldo Azambuja. A assessoria respondeu que dará retorno para falar sobre a situação.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions