A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

01/11/2016 11:09

OAB condena sugestão de fraude em ponto de servidores da Assembleia

Paulo Corrêa (PR) foi flagrado dando dicas de como fraudar folha de ponto a Felipe Orro (PSDB)

Mayara Bueno
Sede da OAB-MS, em Campo Grande. (Foto: Divulgação OAB)Sede da OAB-MS, em Campo Grande. (Foto: Divulgação OAB)

A investigação a respeito do diálogo dos deputados estaduais sobre fraude na folha de ponto dos servidores da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul será acompanhado pela OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de MS).

Veja Mais
Relator é a favor da CPI dos Fantasmas, mas decisão de colega adia abertura
Gaeco investiga diálogo de deputados sobre fraude em folha de ponto

A afirmação é do próprio presidente, Mansour Elias Karmouche, que afirmou que cobrará o resultado efetivo do trabalho de investigação.

Nesta terça-feira (1º), foi anunciada a abertura de investigação sobre o caso, por parte do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). Na conversa, o deputado Paulo Corrêa (PR) é flagrado dando dicas ao colega Felipe Orro (PSDB), sobre como fraudar a folha de frequência.

“Vamos cobrar a apuração disso, saber qual será o resultado”. Sem a atribuição de investigar, neste caso, a OAB entra na situação pedindo intervenção dos órgãos competentes e para acompanhar a resolução do caso. Na prática, a Ordem pode mandar ofícios requisitando informações sobre o andamento da apuração, explicou o presidente.

Na segunda-feira, a OAB divulgou uma nota de repúdio ao diálogo dos parlamentares. Afirmou ser com indignação que a Ordem toma conhecimento do áudio.

“O diálogo choca e gera grave repulsa social pelo conteúdo, de como os representantes do povo tratam a coisa pública. É intolerável, nos dias atuais, condutas de tal jaez. A OAB, cumprindo seu papel constitucional, solicitará aos órgãos competentes que adotem medidas rigorosas para a apuração de tais condutas”.

A conversa – O parlamentar do PR abre a conversa pedindo que Orro preste atenção e se certifica de que ele está sozinho. Em seguida, Paulo Corrêa cita matéria da Rede Globo sobre o Poder Legislativo. No caso, uma reportagem do Fantástico na Assembleia do Rio Grande do Sul, um indicativo de que a conversa data de junho de 2015, quando a matéria foi veiculada pela emissora.

Na sequência, Orro pergunta sobre quem está na base, numa alusão a Aquidauana, onde tem funcionários. Em seguida, Corrêa critica o deputado Zé Teixeira (DEM). Ele dispara xingamentos e afirma que o parlamentar do DEM fala mais do que a boca.

Depois, Corrêa retoma o ponto principal da conversa e diz que Orro precisa providenciar registro de ponto e fazer todos assinar. “Se tem mais gente, faz os 40 assinar. Faz uma folha dos 20 normais e os outros que você tem. Assina o ponto, deixa sempre do dia anterior assinado”, reforça Corrêa.

O deputado do PR prossegue com a afirmação de que ele e Orro têm o mesmo problema. “Eu só falei isso pra você, por favor não repita para ninguém. Estou sugerindo porque gosto de você”, diz. Orro finaliza: “pode deixar, um abraço”.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions