A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

30/11/2016 18:01

Pecuarista Bumlai fica em silêncio durante audiência contra Lula

Paulo Nonato de Souza
Bumlai durante depoimento à CPI do BNDES, em 2015, na Câmara dos Deputados; pecuarista é amigo pessoal de Lula (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)Bumlai durante depoimento à CPI do BNDES, em 2015, na Câmara dos Deputados; pecuarista é amigo pessoal de Lula (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

“Bom dia, Dr. Moro. Muito obrigado”. Estas foram as únicas palavras do pecuarista José Carlos Bumlai na audiência em que era testemunha de ação penal contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Operação Lava Jato, nesta quarta-feira, na Justiça Federal do Paraná. Ele ficou o tempo todo calado durante a audiência, e disse isso no momento em que a audiência era encerrada.

Veja Mais
BNDES nega concessão de empréstimos sem garantias à usina de Bumlai
Condenado pela Lava Jato, Bumlai consegue prisão domiciliar

Por videoconferência, a defesa de Bumlai, testemunha no caso, informou ao juiz Sérgio Moro que não responderia sobre sua relação com o petista e que sobre a denúncia contra Lula, o pecuarista nada sabia, e o pecuarista acabou dispensado da audiência.

“Diante desse posicionamento da defesa do sr José Carlos Bumlai e considerando os depoimentos que ele já prestou, que estão juntados como documentos da denúncia, como anexos da denúncia, e considerando o que tem lá e pelo visto ele não quer esclarecer, eu desisto dessa testemunha”, disse o procurador da República, Julio Noronha.

A advogada de Bumlai, Daniella Meggiolaro, disse que no contexto que a denúncia coloca a suposta organização criminosa e até mesmo em relação a amizade ou relacionamento que o pecuarista mantém com o ex-presidente Lula, ele se reservará o direito de não responder, de permanecer em silêncio.

“Em relação a pontos específicos abordados na denúncia, ele se encontra à disposição do Juízo, mas a defesa também adianta que ele desconhece completamente os fatos apurados nessa ação penal”, disse Daniella Meggiolaro.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions