A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

09/11/2016 11:00

Sem quórum, sessão na Assembleia dura meia hora nesta quarta-feira

Deputados estaduais não votaram nenhum projeto

Mayara Bueno e Leonardo Rocha
Assembleia Legislativa de MS nesta quarta-feira. (Foto: Roberto Higa e Victor Chileno)Assembleia Legislativa de MS nesta quarta-feira. (Foto: Roberto Higa e Victor Chileno)

Sem o número suficiente para votação de projetos de leis, os deputados estaduais encerram a sessão na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul meia hora depois do início, nesta quarta-feira (9).

Veja Mais
Assembleia terá audiência sobre pulverização e uso de agrotóxico
Confira a lista de candidatos aprovados no concurso da Assembleia

Presidida pelo deputado Onevan de Matos (PSDB), a sessão de hoje começou por volta das 9h30, com oito parlamentares – número necessário para abertura da reunião. No entanto, como não havia ninguém inscrito para fazer pronunciamentos no primeiro e grande expedientes, a sessão foi curta, pulando para a ordem do dia – quando são votados os projetos de leis.

Neste caso, para votação de proposições é preciso quórum de 13 deputados. Às 10 horas, o presidente decidiu encerrar a reunião legislativa de hoje. No momento, estavam no plenário os deputados João Grandão, Pedro Kemp e Cabo Almi, ambos do PT, Eduardo Rocha (PMDB), Carlos Alberto David dos Santos, o Coronel David (PSC), Flávio Kayat e Onevan de Matos, ambos do PMDB.

No momento em que a sessão foi encerrada, desceram para o plenário os parlamentares Amarildo Cruz (PT), Rinaldo Modesto (PSDB), Zé Teixeira (DEM) e Maurício Picarelli (PSDB). Eles alegaram que já estavam chegando, quando a sessão terminou. “Não sei porque esta velocidade toda para encerrar a sessão”, reclamou Amarildo Cruz.

Ordem do dia – Na pauta da sessão de hoje, estavam previstas as votações de três projetos de lei. Uma das propostas obriga a colocação de cestos de lixo nos eventos realizados no Parque dos Poderes. O outro trata-se de um programa para estimular a conservação dos ambientes naturais no Estado. Também haveria a votação de uma proposta que torna de utilidade pública a Associação Beneficente Vida Avivalista, de Glória de Dourados.

Além dos projetos, na quarta-feira costuma acorrer mais discussões de temas variados e propostas. Onevan de Matos encerrou a sessão e deixou o plenário sem falar com a imprensa.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions