A notícia da terra a um clique de você.
News Veículos
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

12/12/2014 07:32

Antes de sair de férias, faça a revisão do seu carro

Márcio Martins
DivulgaçãoDivulgação


Mês de dezembro muitas pessoas aproveitam as férias para viajar de carro, é hora de planejar roteiros e despesas para curtir um momento de lazer sem preocupações. Porém, antes de enfrentar a estrada o proprietário do veículo deve tomar algumas precauções.

Veja Mais
Telemetria – das pistas para o seu carro
Ford apresenta o Mustang Black Shadow E Blue Edition para A Europa

Para evitar transtornos como multas ou até graves acidentes, é preciso certificar-se de que o veículo está em perfeitas condições. Alguns equipamentos são requisitos básicos para que uma viagem tranqüila.

Mas para escapar dessas armadilhas é importante verificar alguns itens. E não apenas os visíveis e óbvios, como pneus e luzes do veículo, mas principalmente componentes simples, que ficam escondidos e têm o poder de transformar o sonhado descanso da família num pequeno inferno.

Um desses itens quase sempre esquecidos são os elementos de borracha. E esta checagem deve ser feita mesmo em carros que rodam muito pouco. Esse material se decompõe naturalmente com o tempo: em geral, a vida útil é de, no máximo, cinco anos.

Não são peças caras, mas podem criar problemas grandes. Uma rachadura, por mínima que seja, na mangueira do radiador, por exemplo, é capaz de detonar o sistema de arrefecimento. E protelar o conserto pode ser ainda pior: empeno no cabeçote.

Veja algumas dicas sobre o período de manutenção de itens principais do seu carro:

Óleo: é importante verificar o nível e o surgimento de borras de óleo no motor (que podem entupi-lo ou travá-lo), não esqueça de trocar também o filtro de óleo (varia de acordo com o tipo de motor);

Filtros: atenção à troca dos filtros de ar e combustível. Filtros de ar sujos podem comprometer o desempenho do veículo. Os de combustível devem ser trocados, em média, a cada 20 mil quilômetros rodados;

Água: um bom nível de água no radiador é fundamental para o bom funcionamento do motor. Ao ligar o carro, o marcador do reservatório deve estar entre “Mín” e “Máx”;

Injeção eletrônica: o motorista deve ficar de olho no painel, pois na maioria dos veículos, uma luz amarela é acesa quando o sistema tem algum problema. Importante fazer a manutenção preventiva a cada 30 mil quilômetros;

Bateria: apesar das novas baterias não precisarem da adição de água para funcionar, alguns cuidados devem ser tomados, como verificar periodicamente se os cabos estão limpos e bem fixados aos polos;

Alinhamento/Geometria: o alinhamento do veículo deve ser realizado a cada 10 mil quilômetros ou no caso de queda em buraco. Em relação ao balanceamento das rodas, recomenda-se que seja feito também a cada 10 mil quilômetros ou quando o volante apresentar vibrações;

Pneus: o estado de conservação e a calibragem correta (que deve ser realizada a cada 15 dias) são básicos para a segurança do veículo. A calibragem incorreta deixa o pneu vulnerável a cortes ou superaquecimento;

Freios: o sistema deve ser revisado a cada cinco mil quilômetros rodados. Se detectada alguma anormalidade (como a vibração do carro ou do pedal ao ser pisado, ou a emissão de algum chiado ou ronco quando acionado), é fundamental que se realize o reparo urgentemente;

Fluído de freio: também é importante estar atento aos cuidados com o reservatório do fluído de freio, que deve ser mantido bem fechado. Quando o nível do fluído de freio precisa ser completado constantemente, é sinal de que pode haver vazamento no sistema e até a possibilidade de perda do freio do carro. Vale lembrar ainda que o fluído de freio deve ser substituído a cada 12 meses ou quando o veículo completar cerca de 10 mil quilômetros rodados, a fim de evitar oxidação e outros danos ao sistema de vedação dos freios, o que pode provocar vazamentos;

Suspensão: orienta-se não girar o volante do carro enquanto ele está parado, também é recomendado diminuir a velocidade ao passar por lombadas ruas esburacadas e valetas e não pisar no freio bruscamente dentro deles, esses são alguns dos cuidados que podem evitar seu desgaste excessivo.

 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.