A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

21/12/2011 15:03

Agentes de saúde intensificam trabalhos contra a dengue em Campo Grande

Fernando da Mata e Viviane Oliveira

Grupo de profissionais da saúde pública fez visitas em casas do bairro São Francisco em busca de focos na doença

Agente de saúde em busca de focos do mosquito que transmite a doença (Foto: João Garrigó)Agente de saúde em busca de focos do mosquito que transmite a doença (Foto: João Garrigó)

Com a chegada do verão, aumenta a preocupação com as epidemias de dengue. Em Campo Grande, os agentes de saúde pública já intensificaram os trabalhos contra a doença.

O chefe do setor de controle de vetores do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), Alcides Ferreira, informou que os trabalhos foram intensificados desde novembro. “Demos prioridade para áreas com índices altos de infestação, fizemos ações em pontos estratégicos, como borrifação de veneno”, explicou Ferreira.

Nesta quarta-feira (21), agentes de saúde visitaram casas no bairro São Francisco, em Campo Grande, em busca de focos do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue. Aynara Rodrigues é agente de saúde há três anos e relatou que os focos ainda são encontrados com frequência.

“Tem dia que a gente passa nas casas e é difícil encontrar um foco da dengue. O mais crítico é quando começa a chover todos os dias”.

De acordo com Aynara, as pessoas estão mais conscientes quanto ao risco que a doença traz. Mas mesmo assim, o combate à doença não pode parar.

“Quando não ocorreu nenhum caso de dengue em um determinado quarteirão, os agentes de saúde fiscalizam de dois em dois meses. Quando em uma casa uma pessoa já pegou dengue, por exemplo, a visita é imediata lá e no entorno também”, explicou a agente de saúde.

A dona de casa Tânia Bernal, 50 anos, foi uma das moradoras que recebeu a visita dos agentes. Depois de pegar dengue três vezes, ela tem medo de contrair a doença novamente. “Eu tenho tanto medo do mosquito que durmo com o ventilador ligado. Além disso, sempre cuido do meu quintal, mas volta e meia aparece uma coisa ou outra.”

Quem sempre cuida do quintal também é a dona de casa Fernanda Aparecida de Freitas, 31 anos. Com três filhos em casa, Fernanda se preocupa mais com o quintal da vizinha, pois, segundo ela, já foi encontrado foco de dengue no local.

“Essa é uma das preocupações, porque eu sei que aqui em casa está seguro. Mas eu não posso cuidar as casas vizinhas. Mas se o vizinho não cuida, a gente pode sofrer as conseqüências”, disse Fernanda.

Orientações – O chefe do setor de controle de vetores do CCZ dá algumas orientações para que a dengue não chegue com tudo neste verão.

“Principalmente quando chover, a população tem que olhar o quintal e fazer a manutenção dele. Ver se tem vasinho, lata ou copo com água. Se tiver pneus no quintal, colocá-los em local coberto, dar uma limpada na calha, olhar tampa da caixa d’água”, detalhou Ferreira.

Ainda de acordo com o chefe de controle de vetores do CCZ, cerca de 90 militares passarão por capacitação, em janeiro, para trabalhar com os agentes de saúde nas visitas às casas.

Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...
Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
A chuva de meteoros Geminídeos – uma das mais intensas e brilhantes do ano – vai ocorrer durante a noite de hoje (13) e a madrugada de amanhã (14) e ...
STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions