A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

27/07/2009 14:00

Após interdição, falso dentista fecha outras 2 clínicas

Redação

Depois de ter a segunda clinica interditada pela Vigilância Sanitária no início deste mês, o auxiliar de protético Rubens Alves da Silva, de 51 anos, investigado por atuar como falso dentista, fechou as outras duas clinicas odontológicas que funcionavam sob a marca Intra Oral, em Campo Grande.

O consultório que funcionava na rua 15 de Novembro, em pleno centro, teve as portas fechadas há duas semanas, segundo informou o CRO/MS (Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso do Sul).

Já a clínica que funcionava na rua Minas Novas, nas Moreninhas, teve até a placa de identificação retirada.

Clandestinas - A atuação irregular do protético foi denunciada por pacientes que desconfiaram do diagnóstico dado por ele.

No dia 29 de junho, operação do CRO e da Polícia Civil deteve Rubens e deu início à investigação sobre o atendimento irregular.Ele não pôde ser preso porque alegou que dentistas profissionais eram que atendiam os pacientes.

Por isso, pacientes atendidos pelo protético tiveram que ser submetidos a exame no IML (Instituto Médico Legal) para comprovar que tiveram complicações no tratamento, além de prestar depoimento confirmando que foram atendidas por ele.

Na ocasião, parte da clinica que funcionava na rua Pirituba, no bairro Guanandi, foi interditada. Alguns dias depois, o estabelecimento teve as portas fechadas.

Durante o andamento das investigações, outra operação conjunta, desta vez realizada pelo CRO com a Vigilância Sanitária, interditou outra clinica do protético, no bairro Jardim Marajoara.

No local, não havia nenhum dentista no momento da fiscalização. Além disso, não havia responsável técnico pela clínica, que foi interditada.

Foi dado então prazo de 90 dias para que o proprietário resolvesse o problema. De acordo como CRO/MS, o selo de interdição da Vigilância Sanitária permanece no local.

Critério para homossexual doar sangue é discriminatório, conclui Fachin
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin votou hoje (19) pela inconstitucionalidade de normas do Ministério da Saúde e da Agência Na...
Candidatos podem consultar local onde farão o Enem a partir de amanhã
Os candidatos que vão participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem consultar o local onde farão as provas a partir de amanhã (20). O ace...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions