A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

19/12/2013 12:34

Homem que espancava filhos manteve durante 15 anos mulher em cárcere

Viviane Oliveira e Graziela Rezende
Lugar onde a família vivia, no bairro Aero Rancho. (Foto: divulgação/PM)Lugar onde a família vivia, no bairro Aero Rancho. (Foto: divulgação/PM)
Local onde a família fazia as necessidades fisiológicas. (Foto: divulgação/PM)Local onde a família fazia as necessidades fisiológicas. (Foto: divulgação/PM)

O servente de pedreiro Ângelo da Guarda Borges, 58 anos, espancava a mulher e os filhos e manteve durante 15 anos a esposa em cárcere privado, segundo informação da delegada titular da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), Rosely Molina. O caso foi descoberto na manhã de ontem (18), em uma casa na Rua Alagoinha, no bairro Aero Rancho em Campo Grande.

As vítimas são: a mulher do acusado, de 44 anos e os filhos de 15, 13, 11 e 5 anos. A Polícia chegou até o local depois de uma denúncia anônima. A família, que vivia em situação desumana, não tinha água encanada, fazia as necessidades fisiológicas em um buraco no chão e tomava banho no quintal.

De acordo com Rosely, uma das delegadas que vai investigar o caso, no começo, as crianças não queriam falar das agressões. Um deles disse “eu não quero que o meu pai seja preso, mas também não quero continuar vendo a minha mãe sendo maltratada por ele”.

Depois da denúncia, a Polícia aguardou às 11h de ontem para fazer a prisão de Ângelo, horário que ele chegava do serviço para almoçar. Mesmo com a Polícia no local, a mulher estava com medo de apanhar do marido porque o almoço não estava pronto. “Por conta do nervosismo, a pressão da mulher subiu muito e ela teve que ser encaminhada pelo Corpo de Bombeiros até um posto de saúde”, conta a delegada.

No caminho da casa para a delegacia, as crianças pareciam admiradas por ter contato com o mundo externo. Lá, elas receberam almoço e guloseimas, como pirulito, bala e bolacha recheada.

Delegada Rosely Molina, que vai investigar o caso. (Foto: Marcos Ermínio) Delegada Rosely Molina, que vai investigar o caso. (Foto: Marcos Ermínio)

Os vizinhos já sabiam das agressões, mas não denunciavam com medo de represálias. A mulher contou que viveu durante 20 anos com Ângelo, sendo agredida e recebendo ameaças de morte. A última agressão, contra a mulher, foi por conta de um pão que ela ganhou da vizinha.

No depoimento, a mulher disse que as agressões pioravam no fim de semana, quando o homem bebia. Ângelo nega as agressões e disse que batia nos filhos porque não queria que virassem bandidos.

Durante depoimento, a delegada disse nao tet percebido nenhum distúrbio em Ângelo, apenas um autoritarismo exacerbado e a certeza de que os filhos e a mulher eram propriedade dele.

Ângelo está detido no 4ª Delegacia de Polícia e vai responder por cárcere privado, lesão corporal e ameaça. A mulher e as crianças estão eu um abrigo.

Homem é preso acusado de manter mulher e 4 filhos em cárcere privado
Um mestre de obras de 58 anos foi preso na manhã de ontem (18), no bairro Aero Rancho, em Campo Grande, acusado de manter os filhos e a esposa em cár...
Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


ACHO ELA SÓ DEIXAVA SE LEVAR POR ELE FAZENDO OS GOSTOS DELE,MUITA PRESSÃO PSICOLÓGICA,GENTE MUITO SIMPLES,DESINFORMADA,QUE SUBMETEM A VIVER A IDADE DA PEDRA. SE ACOMODAVA COM A SITUAÇÃO, VAMOS VER SE A JUSTIÇA VAI DAR PROTEÇÃO PRÁ ESSA FAMÍLIA,QDO ESSE SUJEITO SAIR DA CADEIA,
 
Marlene Equidone em 20/12/2013 10:16:44
Essa família nunca recebeu agente de saúde em casa nem do senso, como essa situação durou tanto tempo, esses vizinhos porque não denunciaram antes, perto de mim isso não acontece, porque eu denuncio logo!
 
Jurema de castro em 20/12/2013 09:40:08
SOU VIZINHA DE BAIRRO,E AQUI É JARDIM AERO RANCHO,E UMA VEZ PASSEI PELA RUA P IR A CASA DA MINHA IRMÃ E UMA DAS CRIANÇAS EMCIMA DO MURO VIU BOLACHAS NA SACOLA EM Q ESTAVA NA MINHA MÃO E DISSE:TIA DÁ UMA BOLACHA.EU PGUEI E DEI POR CIMA DO MURO E FUI EMBORA,QDO OLHEI P TRAZ SÓ VI A BOLACHA JOGADA NA RUA E UM HOMEM CHINGANDO POR A CRIANÇA PEDIU A BOLACHA.ESSE HOMEM TEM Q APANHAR NA CADEIA DOS PRESOS,E MORRER PODRE NA CADEIA.ESPERAMOS Q A JUSTIÇA NÃO LIBERTE ESSE ANIMAL
 
GIZELLY ARRUDA em 20/12/2013 00:28:28
Essa mulher não vivia em situação de cárcere privado, ela tinha acesso aos vizinhos e ouvi dizer q algum dos meninos frequentavam a escola... ela vivia sob uma pressão psicológica desumana, e é provável que omitia os acontecimentos caso recebesse alguma visita.
 
Aline Farias em 19/12/2013 23:44:59
acho que as pessoas não sabe muito bem o que é carcere privado,
é posto no código penal brasileiro no capítulo dos crimes contra a liberdade individual, no art.148 Privar alguém de sua liberdade, mediante seqüestro ou cárcere privado. é punivel com reclusão, de 1 a 3 anos. Podendo ser aumentada de 2 a 5 anos se a vítima é ascendente, descendente ou cônjuge do agente, se o crime é praticado mediante internação da vítima em casa de saúde ou hospital, se a privação da liberdade dura mais de 15 dias. E se resulta à vítima, em razão de maus-tratos ou da natureza da detenção, grave sofrimento físico ou moral a pena é de 2 a 8 anos.

 
Marcia Aparecida da Silva em 19/12/2013 17:13:41
É degradante ver uma notícia dessa, mas há uma omissão generalizada do poder público nesse caso. Veja há agente de saúde visitando mensalmente essa família. Se viviam sem nenhuma estrutura como dizem. O que faziam esses profissionais que não levavam um caso desse a público. Pelo que sei os agentes de saúde podem levar isso para suas chefias que juntamente com a assistente social da UBS fazem visitas e tentam tirar o cidadão de uma situação dessa. Só depois de 15 anos que uma situação dessa vem a tona? Isso é o Brasil.
 
Cícero P. Lima em 19/12/2013 16:57:02
Infelizmente ainda existem animais desse tipo, um indivíduo desse tem no mínimo que ir pra cadeia e apanhar todo dia, infeliz de quem teve de viver durante tanto tempo nas mãos de um animal, é lamentável mas é um absurdo crianças de 5 anos não conhecerem um pirulito.

 
Lee Charles em 19/12/2013 16:04:05
esse cara é endemoniado!
 
bianca martins em 19/12/2013 15:41:09
Infelizmente, muita gente ainda vive na "idade média"...
 
Lucas Sarcozi em 19/12/2013 15:40:21
Gostaria de saber se esta familia era realmente assista pelos nossos governos, pois eles não recebiam visitas dos agentes de sáudes pois na essas crianças não eram vacinadas pois a propagandas dissendo que nossa capital é assistida no combate a dente e outras doenças se uma casa esta fechada nao tem que ser notificada?
 
marcia espinola em 19/12/2013 15:21:21
Agora resta saber se o poder público vai manter essa família protegida porque brevemente o homem estará solto.
 
Thaisa Lopes em 19/12/2013 14:31:16
Minha nossa, não posso acreditar uma pessoa viver 20 anos presa sobre custódia de um louco em pleno século XXI, e digo mais, numa CAPITAL como Campo Grande, e ninguem denunciar um "s.. desse, prisão é até pouco para esse "meliante"
 
Antonio Ferreira Filho em 19/12/2013 14:05:49
COMO A VIZINHA DEU PÃO A MULHER, SE ESTAVAM EM CÀRCERE PRIVADO?? ESSA CRIANÇAS NÃO IAM A ESCOLA?? ESSAS PESSOAS NUNCA PRECISAVAM IR AO SERVIÇO DE SAÚDE?? MUITO ESTRANHO..
 
ELIANE PEREIRA em 19/12/2013 13:34:27
É LAMENTÁVEL QUE ESSES TIPOS DE MAUS TRATOS AINDA EXISTA...MENTE BITOLADA...ESSE COVARDE TEM Q RECEBER OS MESMO TRATAMENTO QUE A FAMÍLIA RECEBIA...
 
cristina alves em 19/12/2013 13:27:51
eu gostaria de 1 hora, com esse cidadão, que eu juro ele iria se arrepender do dia em que nasceu. JUSTIÇA a qualquer preço com esse ser desumano. infeliz.
 
adolfo cristaldo em 19/12/2013 13:22:26
se ela estava em carcere privado,como a vizinha deu um pão para ela?
 
ricardo franco em 19/12/2013 13:15:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions