A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

03/09/2012 17:47

Aos 83 anos, Coronel Adib opina: "Polícia precisa ser mais enérgica"

Paula Maciulevicius
Hoje com 83 anos, ele ainda acompanha os crimes, mas agora pelos jornais. As páginas policiais não passam em branco e todas as notícias são grifadas. (Foto: Minamar Júnior)Hoje com 83 anos, ele ainda acompanha os crimes, mas agora pelos jornais. As páginas policiais não passam em branco e todas as notícias são grifadas. (Foto: Minamar Júnior)

O tempo passou, mas as experiências de 30 anos de atividade policial ficaram e para sempre. Adib Massad está com 83 anos. Se recuperando de uma cirurgia, atendeu a equipe do Campo Grande News. No primeiro contato disse que, aposentado há bastante tempo, não teria nada a falar, mas acabou aceitando e expondo o olhar de quem hoje está do lado de fora do combate à criminalidade.

A figura que o tempo transformou é hoje um rosto amigável, gentil. Passa a impressão de um idoso paciente, mas nas palavras ainda é o coronel que fez história e ficou conhecido como linha dura com a bandidagem, aponto de, com os últimos casos de violência, ser convocado de volta por uma campanha nas mídias sociais.

Os passos ainda são firmes, as mãos também continuam de ferro. Ao lado, um jornal impresso com a folha policial toda grifada. Mesmo longe das páginas de Polícia, os crimes são acompanhados diariamente por quem viveu a vida com a arma na mira do crime.

“Fico revoltado com uma coisa dessas. O que me deixa mais incomodado é que a Polícia deveria ser mais enérgica. Embora eu seja contra a atitude de liquidar pessoas”. O comentário é feito com certo receio. Ele próprio se censura e diz numa brincadeira “minha filha, se eu fosse dizer o que eu acho, hoje eu era preso”.

Adib está se referindo ao assassinato cruel dos jovens Breno Luigi Silvestrini de Araújo, de 18 anos, e Leonardo Batista Fernandes, de 19 anos, estampado nas páginas de jornais de toda Campo Grande desde a última sexta-feira. O episódio comoveu uma cidade inteira, trouxe à tona mais que um pedido, uma população inteira implorando por paz, a volta da discussão de reformulação do Código Penal Brasileiro, prevendo pena de morte e, dos mais velhos, a lembrança de que nos tempos de Coronel Adib, as coisas eram diferentes.

O tempo deu ao personagem um rosto mais doce, mas a postura ainda é do coronel que fez o limpa à seu modo, na criminalidade. (Foto: Minamar Júnior)O tempo deu ao personagem um rosto mais doce, mas a postura ainda é do coronel que fez o "limpa" à seu modo, na criminalidade. (Foto: Minamar Júnior)

“Na pior das hipóteses, tinha um resultado. Não era que eu resolvia de uma vez, mas pelo menos dava tranquilidade pra cidade. Levei repreensões pelas minhas atitudes”. Admite que levou, mas não fala de arrependimento. O que confirma a lenda que se formou em torno do personagem Coronel Adib.

Coronel Adib ingressou na Polícia Militar aos 16 anos, com 17 já saiu da academia como aspirante. “Tenho 30 e poucos anos de efetivo para conhecer alguma coisa. Cada época é cada época e cada ano é diferente. Evoluiu, o mundo está evoluindo, é um pensamento meu, em todo lugar está havendo problemas gravíssimos, desgraça, violência, a gente fica preocupado. As coisas se expandiram cada vez mais, nunca fica numa coisa só”.

Quando ainda era tenente, em Rondonópolis, período em que tudo se resumia a um Mato Grosso só, com apoio da prefeitura ele e comandados saíam às 8h da noite de todo sábado e domingo.

“Passei a fazer limpeza na cidade. Era o horário do silêncio, a partir de 10h, todo mundo era identificado, a maioria ia preso. E na segunda-feira tinha que soltar todo mundo, a cadeia amanhecia lotada. Eu tirava o preso para registrar, antes de soltar eu ficava sentado numa cadeira com porrete que tinha o nome de capitão e perguntava se eles queriam conversar com o tenente ou com o capitão. Eles respondiam ‘capitão’ e eu então dizia deita aí meu filho e mandava embora. Não saía sem apanhar, é contra a lei, mas assim a cidade ficou calma”, recorda.

Analisando o cenário da criminalidade num Estado onde hoje o comércio da droga gera lucro à base da violência e presos comandam o tráfico de dentro das celas, Adib Massad é irredutível em dizer que tem saudades daquela época.

“Na realidade” – interrompe para dar uma risada – “não é o coronel Adib, era o grupo de modo geral que entendia a necessidade de providências imediatas, o que me ajudou a atingir bom resultado no comando eu divido com todos os meus soldados, gente corajosa, amiga, simples e honesta no trabalho”.

Outros tempos - À frente da Polícia que atuava na região de fronteira, o estilo de vida e trabalho do coronel merece relato. Rigidez sempre foi linha adotada de quem transferia companheiros quando erravam e fazia exigências quanto à contratação do efetivo que chamava de seu.

“Quando fui convidado a comandante, eu exigi meus soldados tem que ganhar bem e só eu escolho os meus companheiros. Eram 30 diárias na época, não tinha motivo de fazer coisa errada, o maior castigo deles era mandar para o quartel, porque eles perdiam vantagens. É uma luta bastante pesada, o GOF, a gente sabe que não é fácil”, descreve.

Para quem sempre combateu a criminalidade usando métodos nada convencionais para os dias de hoje, a Polícia atual está de mãos atadas. (Foto: Minamar Júnior)Para quem sempre combateu a criminalidade usando métodos nada convencionais para os dias de hoje, a Polícia atual está de mãos atadas. (Foto: Minamar Júnior)

A linha dura no combate à violência e décadas de trabalho fazem hoje o coronel olhar o presente com outros olhos, assim dizer, estarrecidos de ver a liberdade que existe de um lado e a repressão do outro. Bandidos com direitos e autoridades com limites, afirma.

“Já ultrapassou o limite e precisa de muita energia, mais autoridade pra Polícia de modo geral. Eu nunca precisei atirar em ninguém, mas os meus soldados não deixaram por isso. Antes que os bandidos atirassem, eles atiravam primeiro e não tinha problema. A bandidagem desaparecia e a tranquilidade voltava", afirma.

"Esse que é o problema que estamos atravessando hoje. Agora soldado não pode apontar arma pra bandido que é crime, mas ele, o bandido, pode matar, um soldado. O que eu gostaria de fazer hoje? É difícil dar essa resposta, atirar não é permitido, tem que ser tudo de acordo com a lei e ela é elástica, eu falo tudo aí: a lei é elástica”.

A motivação dos crimes, o que leva um bandido a roubar e matar com requintes de crueldade também mudaram com o passar dos anos. “Antigamente os crimes ocorriam por uma questão de honra, ou tentativa de algo que mexia com a pessoa. Não era premeditado, não era preparado. Era uma coisa que acontecia. As pessoas andavam armadas, não tinha repreensão. Eu desarmei muitas pessoas e nunca tive notícia de que alguém que fosse desarmado, atirasse na polícia”, diz.

Ainda seguindo esta linha de pensamento, ele explora o crime executado por quadrilhas. “Hoje ninguém age sozinho, sempre são dois, três. Naquela época o homem não agia em bando, era um que fazia a bandidagem. O que acho interessante é a área feminina para mim é uma coisa que não dá pra acreditar no que está acontecendo”.

A protagonista da violência nos dias de hoje é outra, lembra o coronel. A droga chegou e tomou um espaço absurdo. Destruiu e destrói famílias, põem projetos de um futuro promissor água abaixo, como fez com os jovens Breno e Leonardo, executados por outros jovens que queriam entrar "no mundo do tráfico".

“Aí você mexeu na parte mais pesada, tudo isso que nós estamos passando, está envolvida a droga. É o câncer da situação que estamos atravessando, não tenho medo de falar é a droga. Todo mundo sabe, fala isso de ponta a ponta, principalmente as autoridades. O crime acontece em qualquer lugar, mas a maioria está envolvida droga. Eu não lembro de uma época de violência dessas que tem hoje, havia crimes, mas eram vindos de uma cidade pra outra. Os bandidos também mudaram, estão mais ousados, mas isso eu incluo à situação, é a droga”.

Quem a vida inteira combateu a criminalidade de frente, usando métodos que hoje não seriam nada convencionais e até dignos de repreensão dos Direitos Humanos, defende aumento no número de policiais e a reação deles diante de um primeiro disparo.

“Tenho observado de modo geral, muitos esforços da Polícia. Antes não tinha tanta violência como tem hoje, o que precisa é prevenção, aumentar a quantidade de policiais, o dobro do que tem hoje pelo crescimento. Revidar? Tudo depende da situação, se o bandido é pego de surpresa não tem motivo pra atirar, mas em uma perseguição há uma reação. Eu acho bom e defendo: a polícia tem que revidar. Perdi três homens em 30 anos de efetivo, um sargento e dois soldados, isso mostra o quanto eu tinha cuidado com os meus comandados”.

A solução proposta, de maneira delicada pelo coronel ultrapassa grades de um presídio, mas esbarra de novo, em uma legislação branda. “Antigamente preso trabalhava, aprendia profissão, hoje é salão de baile. Eu não vejo solução, hoje é a lei e qualquer ação é contra a lei. Está precisando de um pouco mais de energia, um trabalho mais enérgico, mais severo. Prender enche a cadeia e eu não tenho visto nenhuma solução que seja favorável”.

No lado da execução, autores que conduzem a criminalidade hoje são os adolescentes. Menores de 18 anos com passagens pela Polícia muito maiores do que o próprio tamanho. “É um caso bastante difícil, depende muito dos pais, a juventude precisa de muita orientação em casa e na escola. A repreensão deles, se é rigorosa, não vai trazer bons resultados, o trabalho tem de ser de reeducação. E o que está sendo feito hoje está demonstrando que não tem dado grande resultado, cada dia acontecem mais fatos”.

O combate no ano de 2012 é diferente daquele mesmo feito pelo coronel na década de 70. Os bandidos mudaram, a criminalidade mudou e as razões também. O combate hoje não é só desarmar uma pessoa. É lutar contra a violência e as drogas de frente.

“O combate não depende só da Polícia Militar, depende de uma união de forças de todas as polícias, de companheiros. Na minha opinião, está precisando de mais união de um modo geral. União sem egoísmo, união sincera e positiva honesta. A Polícia como irmandade, mas que precisa também ter sua valorização principal. Antes tinha disciplina mais rígida e leis, agora a rigidez é dos direitos humanos e do Ministério Pública que funciona só no papel.

“Porque nos tempos de coronel Adib era diferente? Porque certamente tinha confiança, habilidade, resolvia problemas. Eu sempre resolvia. Hoje vai um ano até ir pra Ministério Público. As autoridades me davam apoio quando fazia o certo. Hoje, a gente não pode fazer nada”.

Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


Nos anos 80 eramos adolescentes na cidade de Rondonópolis -MT e havia toque de recolher quando o Velho ADIB estava na região, os mais velhos relatavam que os bandidos capturados eram lançados no rio itiquira e que não importava recuperar bens materiais e sim eliminar a bandidagem a qualquer custo. e tem mais .....
 
GERSON ZEQUIM DOS SANTOS em 17/05/2013 18:15:09
PARABENS!!! SE NO ANO E 1997 NUMA ABORDAGEM NUM GRUPO DE ASSASSINOS, AQUI EM PORTO MURTINHO, O CEL ADIB ESTIVESSE A FRENTE JUNTAMENTE COM MEU PAI, HJ MEU PAI HEROI, NÃO ESTARIA MORTO!!! BANDIDO NÃO TEM VEZ!!! PARABENS ADIB.
 
HUMBERTO TORRES em 03/04/2013 14:59:43
parabens por mostrar cel Adib,foi epoca do meu pai em ms, mais sempre ouvi as historias dele, porque ele nao volta hen? a familia precisa de protecao, coisa que nao temos hoje em dia, abraco e muita paz e saude cel Adib,orgulho de Mato grosso do sul...
 
anezio oliveira em 16/02/2013 01:09:00
Tive o prazer de trabalhar um pouco na época do Cel Adib em Rondonópolis-MT, como rádio Operador da Polícia Civil, naquela época a Polícia não era valorizada financeiramente, porém era respeitada pela sociedade e principalmente pelos bandidos, pois não havia tantos dedos das autoridades, a polícia tinha apoio e liberdade para fazer o seu trabalho. Hoje o policial mal prende e o bandido já está solto. Houve uma inversão, o bandido está solto e o cidadadão está preso netre grades de sua moradia.
 
Adjamil de Moraes em 11/10/2012 14:22:42
Parabens Cel Adib. Como disse um leitor, sua éposca passou e se você voltasse hoje, de nada adiantaria. Hoje quem diata o dia a dia são os bandidos e já tem pessoas do Ministério Público pensando a convidar bandido para assinar TAC, (Termo de Ajustamento de Conduta), pois é so o que eles sabem fazer.
 
Alberto Roza em 08/09/2012 11:06:28
Parabéns Coronel Adib, pelo rico conteúdo da sua vida, dom profissional, visão, coragem e sucesso alcançado com a sua equipe de profissionais escolhida. Isso é história! Que a sua experiência relatada possa ser lida pelas próximas gerações e que lideres possam tirar exemplos das medidas enérgicas tomadas, as quais foram o seu sucesso e o nosso “bem estar na sociedade”. Deus lhe abençoe.
 
Ida Biersteker em 08/09/2012 05:20:00
Vou dar um exemplo de como o Sistema Penitenciário é tratado. O Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande tem quase uma massa carcerária de 2000 condenados para 10 (dez) agentes penitenciários fazer a segurança e custódia, lidando com todo tipo de mente criminosa, agora imagine o resto. Vamos acordar sociedade, está tudo errado, vamos mudar essa situação conhecendo melhor os Presídios.
 
ALEXANDRE DIAS em 05/09/2012 02:29:07
As leis penais são boas o que faltam é um cumprimento efetivo dessas leis. O cárcere não consegue modificar a conduta do criminoso porque não é levado a sério pelos nossos governates. Preso não pode votar e os presídios não são conhecidos pela sociedade. O povo só vê a Policia na rua isso dá voto. Mas o condenado vai retornar para a sociedade e guando os governantes acordarem será tarde demais.
 
ALEXANDRE DIAS em 05/09/2012 02:13:15
A criminalidade sempre existiu e sempre vai existir. Ocorre é que o Estado não está conseguindo acompanhar sua evolução. Não existe uma política séria para o Sistema Penitenciário, prender é só o primeiro passo e, ninguém fala dos Agentes Penitenciários que trabalham 24h arriscando suas vidas na verdadeira linha de frente sem condições de trabalho (estrutura, efetivo, reconhecimento).
 
ALEXANDRE DIAS em 05/09/2012 02:02:09
Pedir a volta de Cel Adib é o caminho mais cruel e mais oportuno para os pais e familiares revoltados com a morte de seus meninos bem nutridos e educados reivindicarem a diminuição da violência. Há um outro caminho comprovado para q a violência caia: a diminuição da desigualdade social. E Isso se faz pela redistribuição de renda. Mas será q esses pais e familiares estao dispostos a lutar por isso?
 
Rodolfo Kidwosky Santos em 04/09/2012 12:47:29
Parabéns Cel Adib:
Permita-me, fazer minhas,,, as suas palavras,,,falta mesmo coragem pra deixar de lado,, o "politicamente correto" e atacarmos o problema como realmente ele é, mais uma vez PARABÉNS,,,Combateu o bom combate e guardou a fé. Que Deus lhe proteja Coronel Adib.
Valter Favaro
 
Valter Favaro em 04/09/2012 12:31:07
Pra dar jeito na bandidagem só dois nomes Cel. Adib Massad e Dr. Licínio de Almeida, estes dois grandes homens nos dão saudades pois com eles a bandidagem ñ se criava , e tenho dito.
 
Carlos Alberto scaff em 04/09/2012 12:29:54
Pela experiência e sabedoria acumulada ao longo dos muitos e sofridos anos trabalhados em prol da segurança pública do nosso estado, este homem deveria ocupar assento permanente junto a alta cúpula da segurança pública do MS.
 
Fernando Silva em 04/09/2012 12:21:35
não acho que o caminho seja por ai,as grandes nações tem seus direito e instituições para cuidar dos assuntos que afligem a sociedade,e ta mais provado que este tipo de cidadão não serve para sociedade nenhuma,a minha pergunta é esta sera que os familiares desse dito ciadão nunca erraram?ou le passou a mão na cabeça porque eram parentes? e ai com tanta autoridade quem iria contestar?..cuidado..
 
Haroldo J.F. Nogueira em 04/09/2012 12:11:38
NO TEMPO DO CORONEL ADIB E DO LICINIO A POLICIA TINHA APOIO DA CHEFIA E DA SOCIEDADE FAZIA O CERTO SEMPRE .QUE DEUS DE FORÇA A FAMILIA DAS VITIMA
 
marcos do santos em 04/09/2012 12:10:29
Isso é pura realidade, a população sabe o que a polícia tem que fazer com quem faz desgraça com as famílias de bem, assim como a grande coletividade sabe que os direitos humanos é pura " HIPOCRESIA", campo grande news parabéns pela matéria, e um grande abraço ao coronel ADIB, a pessoa que fez o bem para os de bem.
 
davi flores em 04/09/2012 12:01:38
Tive o prazer de trabalhar em algumas oportunidade com o cel. Adib , homem de respeito , energico , tranquilo, profissional ao extremo, delicado no trato com os cidadões de bem e duro no trato com esses vagabundos covardes e assassinos, na minha vida profissional , tive como meu maior mestre e exemplo a figura do comandante coronel adib massad. Parabens comandete, sentimos muito a sua falta.
 
Carlos Arruda em 04/09/2012 11:53:40
Parabéns aos colegas pela entrevista, de um homem que não tolerava a violência contra as famílias, as pessoas, a sociedade e um exemplo de comando policial. Por onde passou, Adib deixou saudades às pessoas de bem e, por sorte, ainda restam alguns de seus comandados trabalhando na região de fronteira e o mérito da prisão dos latrocidas teve início com ações de policiais do DOF, o sucessor do GOF.
 
Elvio Lopes em 04/09/2012 11:52:18
Essa é melhor reportagem que esse jornal já publicou, parabéns Coronel, que pena que o sistema atual não permite mais a existência de homens como o senhor, eis que o cidadão de bem é refém da criminalidade sem poder sair de casa, enquanto que classe politica assiste tudo sem fazer nada, que falta faz homens de pulso firme em todos os poderes da falida democracia brasileira.
 
Alex Pedro em 04/09/2012 11:48:22
No tempo do Cel. Adbi o "pau caia a folha" hoje em dia temos os "Direitos dos Manos" que atrapalham tudo!!!!
 
Pedro Henrique em 04/09/2012 11:48:18
Realmente, nos dias de hoje a policia não pode fazer mais nenhuma ação energica que ja e culpada, na epoca de meu pai como policial e do Coronel Adib as coisas eram muito melhor, mas a culpa e de nossas leis atuais!!! e ainda temos que mudar essa idade de resposabilidade pra 16anos...e por estas turmas de bandidos que se dizem adolecentes no pau ja!!!
 
Silas Nunes em 04/09/2012 11:31:19
Quero fazer das suas as minhas palavras, ao meu grande amigo Pedro Alcantara Machado, tem que descer o porrete, matar, viu que não presta mata cedo, no primário, sem dó.
 
Roberto jeferson em 04/09/2012 11:18:49
coronel ADIB na PM e LICINIO na polica civil juntos faz muita faltan que pena que os dois não atua mais bom tempos um abraço ao dois grande homens que este estado teve na policia
 
FABIO ARAUJO em 04/09/2012 11:08:59
A crítica e a oposição a grupos como o comandados pelo Cel. Adib e a TORA dentre outros e que levaram a sociedade atual a esta situação, pois o marginal se sente mais protegido pela legislação do que a sociedade. "A lei protege o criminoso e não nós deles". Acho que chegou o momento de dar um basta nisto, juntando o judiciário, o legislativo e o executivo e rever certos conceitos e procedimentos.
 
Wenzel Brito em 04/09/2012 11:08:18
Eu tenho o prazer de dizer que conheço,esta LENDA chamada tenente ADIB,porque trabalhou em minha cidade por um bom tempo,e foi a nossa sorte durante este periodo,porque bandido ,assassino era com ele mesmo. Parabens quem teve esta iniciativa desta reportajem maravilhosa e verdadeira,so que tem uma coisa, falta muito a dizer tudo sobre este homen que representou a segurança por onde ele passou.
 
fernando robalinho garcia em 04/09/2012 11:05:36
Deram muita moleza pra criançada e olha o que deu.
Criança precisa de surra. Mal criação em casa surra, mal criação na escola surra, mal criação na rua surra. Só assim que pode existir um adulto decente.
Tem gente que não aprende de outra maneira tem muito pai e mãe frouxos e moles esses deveriam apanhar também e depois de crescido se não tomarem jeito VALA!!!! Tem gente que não tem conserto.
 
pedro Alcantara Machado em 04/09/2012 10:54:32
Excelente!!! Textos como este, onde pessoas que sabem como as coisas funcionam, e porque tem que ser assim, se manifestam, nos dão, de certa forma, uma injeção de Animo! Vai chegar um dia, em que esta sociedade hipócrita, que hoje aponta com desdém ao policial que faz seu trabalho, enfim... Chegara o dia em que virão pedir, pelo amor de Deus, Sejam a Policia que vocês querem ser!!! (e sabem ser)
 
Everson Feuser em 04/09/2012 10:31:52

parabéns cel. que deus te guarde sempre com muita saúde.
muito obrigado pelo trabalho no meu ms.
 
fernando de andrade em 04/09/2012 10:26:17
PARABÉNS AO SENHOR!!!! PRECISAMOS É DE MILITARES DE SUA ESTIRPE NO PODER!!!!!
 
Denise Anache em 04/09/2012 10:24:59
É um caso bastante difícil, depende muito dos pais, a juventude precisa de muita orientação em casa e na escola.
não conheci este senhor , mas acabei de ficar seu fã. deveria ser um conselheiro nato
para as policias, e revisor de leis, pois este senhor com sua vivencia sabe lidar e prevenir o crime carto o mau pela raiz, ficava sentado numa cadeira com porrete que tinha o nome de capitão e perguntava se eles queriam conversar com o tenente ou com o capitão
 
Paulo Sergio em 04/09/2012 10:21:32
Democracia?,Não!!!,hoje vivemos na anarquia.Não podemos mais dormir de janelas abertas,pois podemos ser surpreendidos,ou exterminado por bandidos em pleno sono.A sociedade precisa de regras,a "Justiça",está soltando psicopatas por não ter mais onde por preso.Sustentar vagabundo e filhos de vagabundos com o auxílio reclusão.Que exemplo!!!...
 
Dário Silva em 04/09/2012 10:15:53
Gosto do Cel. Adib porque com ele só tem "bandido bom".
 
jorge oliveira em 04/09/2012 10:02:51
A dor causada pela violência da babárie não pode justificar o desejo de retorno de grupos de extermínio. A deomocracia custou muito a ser conquistada para que a joguemos fora na primeira dificuldade. O abandono das polícias pelos governos deve render críticas aos governos, não o elogio da matança pelo Estado.
 
Paulo Junges em 04/09/2012 09:56:59
Parabens Cel. admiro muito seu trabalho frente ao antigo Dof, tanto è, em sua homenagem coloquei o nome do meu filho de "ADIB", e o Sr. conheceu ele aqui em Navirai.
 
walid selem em 04/09/2012 09:53:50
Essa foi sem dúvida, a melhor reportagem que o Campo Grande News fez até hoje, não só pela excelente contextualização, mas também pela ilustre autoridade entrevistada, que pode ser taxado por alguns que se intitulam de “Defensores dos Direitos Humanos”, como tirano, cruel... mas foi o único que, mesmo que por pouco tempo, trouxe a paz à sociedade. Parabéns Cel. ADIB!!!
 
Allan Patrick D'Elia de Moura em 04/09/2012 09:50:58
O Q VCES NAO SABEM É Q O PREDIO Q HOJE ABRIGA O "DOF", FOI CONSTRUIDO SEM UM CENTAVO DO GOVERNO, POIS O CORONEL EM UMA VERDADEIRA LUTA, NÃO SO COM A BANDIDAGEM, MAS TAMBEM , CANSADO DE MUDAR DE PREDIO EM PREDIO (ALUGADOS P/GOVERNO), , CONSEGUIU CONSTRUIR UM PREDIO (AJUDADO P/COMUNIDADE DOURADENSE E REGIÃO), PRA ALOJAR O SEU GRUPO PARA TRABALHAR COM MAIS DIGNIDADE. HOJE SÓ RESTA HOMEGEM .
 
firmino da silva pinheiro em 04/09/2012 09:24:44
Infelizmente o tempo passa e obriga HOMENS com garra a se aposentar e ter que deixar de realizar trabalhos invejaveis como do Coronel Adib.Uma pena!.
 
Silvio Rosa de Oliveira em 04/09/2012 09:15:53
olha temos que ter o cuidado pois sabemos que varios inocentes tambem foram vitimas do coronel,bandido é bandido homen de bem não pode ser confudido,sera que nosso coronel fazia distinçao.sabemos que não era bem assim.
 
marco antonio em 04/09/2012 09:11:26
Ótima reportagem e muito oportuna. Devemos sempre agradecer ao Cel Adib pela coragem e honestidade. Um grande exemplo de como pode se fazer para acabar com esses bandidinhos vagabundos. Pergunto se a Comissão de Direitos Humanos foi algum dia perguntar para o Cel.Adib se ele está precisando de alguma coisa???...Parabéns Cel. Adib por dedicar sua vida a proteger o Povo.
 
Fernando Nomura em 04/09/2012 09:08:44
Parabéns ao Campograndenews pela iniciativa.... Brilhante idéia de entrevistar o Cel. Adib. Ótima entrevista!
 
Reinaldo Fernandes em 04/09/2012 09:06:08
Os bandidos estão infiltrados na polícia, no senado e em todo lugar, nos desarmaram e nos ensinaram a não reagir (agir como carneiros). Abandonaram nossas crianças em um ensino de qualidade péssimo em que aluno não reprova e a meritocracia foi pro espaço com o sistema de cotas.
 
Carlos Augusto em 04/09/2012 09:02:35
Muito boa a matéria do Campo Grande News. Expressou bem a honestidade e humildade do meu Velho Companheiro Cel Adib Massad.

É com muita honra que eu tive e tenho a oportunidade de tê-lo como amigo. Se os Militares de hoje tivessem a disciplina e a seriedade que ele tem a sociedade teria outro rumo.
 
Floriano Ramão da Silva em 04/09/2012 08:58:52
Caro Toni Martins, você não deve ter filhos.....Quanto ao Coronel, belas e sabias palavras, ainda com coragem para ciriticar MP, Diritos Humanos dos bandidos,....quem o conhece, sabe que a aposentadoria não tirou sua inteligência e servidão com a sua Pátria, e com o direito de dever cumprido.
 
sidnei arioza em 04/09/2012 08:45:04
Parabéns ao Coronel Adib, des de criança sempre fui Fã do trabalho dele,,, para ter a cidade limpa,da criminalidade e dos desordeiros, vamos juntar o Coronel Adib, como secretario de segurança, com o Juis Federal Odilon de Oliveira, e o Ministro Joaquim Barbosa....
 
Gilberto Gomes em 04/09/2012 08:43:56
VOLTA CORONEL.....PARA O BEM DE NOSSAS FAMILIAS......
 
Mario Jose em 04/09/2012 08:39:43
Fico contente de saber que o Ceronel esta bem, brilhante trabalho prestado, esta precisando surgir um outro Adib, pois a bandidagem estão aos poucos tirando a liberdade da pessoa do bem. Meus parabéns a esse jornal em lembrar do Coronel.
 
André da Silva em 04/09/2012 08:32:21
Parabéns Cel Adib. O senhor é o Comandante Geral vitalício da Polícia Militar. Onde o senhor chega é reverenciado por todos. Sou seu fã e admirador. Infelizmente hoje todas as polícias, principalmente a PM, são reféns dos Direitos Humanos dos "Bandidos" e da imprensa que só divulga notícias que de alguma forma denigre a imagem da polícia.
 
Taylor Mello em 04/09/2012 08:31:57
Como jornalista na área policial em Dourados atuei por pouco mais de 20 anos e tive o prazer de realizar grandes trabalhos com o coronel Adib Massad, uma pessoa na qual aprendi a respeitar e a admirar. Com ele aprendi muitas coisas sobre o mundo policial, e olha que não foram poucas! O que o meu mestre falou nesta reportagem belíssima deste site é a mais pura verdade ! Parabéns a amiga jornalista!
 
Waldemar Gonçalves - Russo em 04/09/2012 08:29:42
Volta Coronel, volta!!!
O Senhor faz muita falta para educar essas escorias que perturbam os cidadãos.

Parabéns Coronel! O Senhor fez historia da segurança.
 
João Luiz em 04/09/2012 08:18:00
Parabéns pela BELISSIMA REPORTAGEM! Adjetivos corretos, texto bem concluídos.. enfim.. uma reportagem digna de ser lida com início, meio e fim. Agora, depois da reportagem e dos comentários que li, eu me pergunto: "O que comentar agora?" Nada! Parabens Cporonel Adib.... como sugestão, faça uma reportagem com o ex-delegado LICIO RODRIGUES.. como disse outro dia aqui mesmo, saudade desse pessoal!
 
Gilson Giordano em 04/09/2012 08:14:58
PARABÉNS Cel Adibi! com todo respeito ao seus janeiros, mais VOOOOOOTA PELO BEM DO NOSSO ESTADO, pelo menos da umas aulas para esses policiais pelo amor de Deus. Lei no nosso Estado até q tem só q não funciona, ou seja funciona para quem tem .......
 
Elza Maria em 04/09/2012 08:06:19
Parabéns Cel. Adib.
 
Rafael Santana em 04/09/2012 07:53:25
Cel. Adib para secretário de segurança e o Capitão para auxilia-lo... só assim para resolver o problema da criminalidade.
 
João Rocha em 04/09/2012 07:33:17
A história do Coronel Adib é famosa e, nos tempos de hoje, com tantos "direitos", que não tem resolvido nada em relação a criminalidade que só aumenta, por que não tentar algo que fazia a diferença no passado???

Se cada viatura tiver um "Capitão", talvez os bandidos pensem duas vezes antes de cometer crimes.

VOLTA CORONEL ADIB!!!!

PARABÉNS EQUIPE DO CAMPO GRANDE NEWS!!!
 
Rafael F. Bernardinis em 04/09/2012 07:00:15
E só ver todos os comentários neste painel, e ver quanto o homem era querido pela população de Campo Grande, deveria volta a comandar a policia nos dias de hoje, dai nós não estariamos vendo esta criminalidade toda,e as familias não estariam chorando a morte de seus filhos.e sim a familia dos bandidos poderiam chorar a morte dos vagabundos.
 
Sergio Sangalli em 04/09/2012 06:48:34


Vamos fazer uma campanha pedindo a volta do Cel. Adib como Secretário de Segurança Pública. Aí sim...... Bandido bom é bandido na cadeia ou morto.Vamos colocar as redes sociais para funcionar. Coronel Adib Já !!!!
 
Tania Mara em 04/09/2012 06:38:13
Sábias, verdadeiras e certeiras as suas palavras Coronel. Tenho muita admiração por sua pessoa. Parabéns e obrigado por tudo que fez para a segurança de nosso Estado. Se o tempo pudesse voltar, certamente tudo seria diferente.
 
sebastião machado de souza em 04/09/2012 04:18:45
Sou Policial Militar e infelizmente vejo que a maior culpa está na grande maioria dos cidadãos brasileiro que se dizem indignados, mas não fiscalizam esse conluio de políticos que formulam leis para abrandar a pena desses bandidos. Hoje não falta comando e muito menos policiais esforçados nesta causa, o que falta é a participação efetiva da sociedade.
 
Andre Saldanha em 04/09/2012 04:06:50
Parabéns SR CEL ADIB, lindas palavras, referente a segurança naquela epoca que saudades. Porem quem defende a volta dele, otimo, porem com estas leis que temos em nosso País não adiantaria de nada, Direitos Humanos ferra quem trabalha e passa a mão na cabeça de badidos. Pra que?.
 
jean barros em 04/09/2012 03:22:08
Conheci o Cel. no inicio de sua carreira, junto ao entao Cel. Diniz, Secretario de Segurança de Mato Grosso Uno. Diante de tanta violencia e mazelas de autoridades e mandatarios, doi-me dizer que tenho saudades do pessimo do passado. Era politico cassado e bandido na vala. Salve Adib Massad.
 
Antonio Francischini em 04/09/2012 03:05:48
Nossa polícia está de parabéns, fazendo muito bem seu trabalho, pena que esses bandidos vão voltar nas ruas e fazer mais maldades como essa dos meninos, do piloto da TAM e outros que eles tiraram a vida. Se tivéssemos um cel dib na ativa diminuiria bastante esses vermes.
 
Dilma Casanova em 04/09/2012 03:03:35
TAMBÉM ACHO QUE HÁ TEMPO PARA TUDO, MAS A BÍBLIA MOSTRA QUE DEUS UNGE HOMENS PARA PROFETAS E OUTROS PARA A BATALHA. MEU PAI É UM DESSES VALENTES QUE ENFRETOU O MAL, MAS É UM HOMEM DE BEM. É ESPOSO, PAI, CIDADÃO, EXCELENTE PROFISSIONAL E POR ISSO DEVER SER ESCUTADO, APESAR DE CONSTRANGER MUITA GENTE COM SUA PERSONALIDADE MARCANTE - ADJETIVO DE QUALQUER HOMEM QUE FAZ A DIFERENÇA!
 
LILIANE MASSAD BORIERO em 04/09/2012 02:59:34
A causa da violência não é a droga. As drogas são válvulas de escape. A causa da violência é a nossa cultura de ambição, dinheiro, competitividade e lucro. Resumindo: A CAUSA DA VIOLÊNCIA É O EGOÍSMO. Se o ser humano fosse solidário e as pessoas vivessem em condições de igualdade, com educação de boa qualidade para todos, a vida seria diferente, mais feliz.
 
Gilberto Ramos em 04/09/2012 02:38:04
LICINIO E ADIB ISSO QUE FALTAM HOJE SAO PESSOA SERIA E COM FORÇA DE VONTADE DE TRABALHAR ,MEUS PARANBES A POLICIA DE HOJE TB UM GRANDE ABRAÇO ATODOS E MUITA SAUDE E PAZ
 
carlos pereira alencar em 04/09/2012 02:27:10
Tudo tem seu tempo debaixo do céu, tempo de agir, tempo de parar. O Cel já teve seu tempo já fez sua história; hoje o cenário da sociedade é outro, já não há mais espaço para coroneis adibs. Os casos de violência que estão a ocorrer não é caso de ineficiância ou letargia da polícia, a nossa polícia é capaz e eficiente, o poder governamental é que não corresponde com suas obrigações e deveres;
 
Ivo Lemes em 04/09/2012 02:01:08
NO TEMPO DO CORONEL ADIB..POLICIA ERA POLICIA E BANDIDO ERA BANDIDO, HOJE TA TUDO MISTURADO, POR ISSO QUE O TEMPO DELE PASSOU.. PARABÉNS CEL. EU CONHECI, E VI SEU TRABALHO..LA EM ITIQUIRA MT.
 
Carlos latorraca em 04/09/2012 01:55:09
Agradeço a Deus, por ter conhecido essa Figura Simpática e Bom de Serviço, que atuou na Área de Ponta Porã e Dourados.
Que Deus, continue a te Abençoar, para que seu Caminho seja trilhado de muita Paz, pelo seu grande Desempenho de Bons Serviços Prestados, à nossa Sociedade. Abração Amigo.
 
lauro lima em 04/09/2012 01:24:02
Cel Adib foi e deveria ser ainda um modelo pra polícia em geral, na qual o bandido era tratado como bandido, marginal. Trabalhei na fronteira na época do início do GOF, algumas ocasiões em barreiras juntos, e bandido se "mijava" qdo via uma viatura do GOF, hj não respeitam apolícia, culpa do Estado e das leis "afrouxadas". Falta hj homens de coragem como Cel Adib e os velhos policiais.
 
Rogerio Silva do Carmo em 04/09/2012 01:10:13
Parabéns Campo Grande News pela matéria. Aos familiares do Breno e Leonardo, mais que um abraço amigo, que a paz de Deus possa confortar seus corações. Perdi meu pai, também vítima de latrocínio e ao ver o sofrimento dessas famílias acredito que algo está errado. Os direitos humanos deveriam existir para quem estuda, trabalha e produz. A quem rouba e mata, como Adib, não posso dizer o que penso...
 
Robero Ribeiro em 03/09/2012 11:31:24
nas proximas eleições,coronel adib p/ governador...nosso lema será...arma na mão do cidadão e bandido morto no chão...só vai ser dificil arrumar um vice
 
luciano leite em 03/09/2012 11:23:49
o estado não deveria contruir presidios, mais sim cemiterios p vagabundos do tipo destes que mataram esses jovens,o primeiro que fosse enterrado de cabeça p/ baixo vivo serviria de exemplo p/os outros,te garanto que muitos pensariam duas vezes antes de cometer crimes,mas os direitos humanos dos vagabundos os protegem e deixam a população de mãos amarradas,só falta o governo libera arma p ladrão...
 
luciano leite em 03/09/2012 11:17:22
É senhor Tony Martins, o senhor fala isso porque nunca teve uma filha estrupada, ou sua mulher, e nem um outro parente sobre a mira de uma arma, sou PM e já vi de tudo isso e até coisa pior, e vendo tudo isso que agente tem que aplaudir o coronel ADIB , então senhor Tony para de falar merda....
 
NEUTON CASTILHO em 03/09/2012 10:53:33
é isso ai coronel a polica ta assim devido alguns oficiais querer ficar pregando a polica comunitaria nao pode matar bandido
 
rinaldinho nantes em 03/09/2012 10:48:04
Parabéns coronel pelos serviços prestados em uma época que havia respeito pela policia. Hoje temos, infelizmente, um tal de direitos humanos que só serve para proteger os bandidos haja visto que se vc matar um elemento que entrou na sua casa para matar vc ou estrupar um dos seus vc vai para cadeia. Infelizmente vamos cada vez pior com tantas leis que não dá pra entender nada.
 
JOSE PEREIRA FILHO em 03/09/2012 10:47:41
Como fazem falta homens do quilate do Cel. Adib, Sgto. Antonio (primeiro delegado do GOE), Cap. Couto e Sgto. Baiano. A sociedade como um todo era mais segura e feliz. Que mundo vamos deixar aos nossos filhos???
 
Nina de Oliveira em 03/09/2012 10:47:32
eu morava em mundo novo,lembro me do coronel ABID,,
homem respeitado , quando ele e a gof chegavam em mundo novo,,
a bandidagem sumia,,,,

parabens coronel ADIB, o sr faz falta a segurança,,
 
paulo lauri em 03/09/2012 10:45:33
A melhor coisa para o estado seria o Coronel Adib governador e juiz Odilon secretario de segurança.
 
ramiro gonzales em 03/09/2012 10:40:55
Esta reportagem é uma verdadeira aula de história e também de como deveria ser gerida a segurança pública nos dias atuais.
 
Thiago Kalunga em 03/09/2012 10:36:54
Olá, meu Chefe!

Saudades do Sr. Fiquei feliz em saber que o Sr. está bem. Trabalhamos muito; sofremos outro tanto com a perda dos colegas,dentre eles o Ney, mas também rimos muito. Fique em paz. TFA
 
joao francisco em 03/09/2012 10:16:58
Parabens Cel. Adib pela sua luta contra a criminalidade, pois não podemos dar flores a bandidos mas sim trata-los de forma rígida para que sirva de exemplo para futuros delinquentes e para que eles possam pensar nas consequencias de uma vida no crime.
 
Claudio Fidelis em 03/09/2012 10:02:01
Esse senhor Coronel ADIB contribuiu muito para Mato Grosso do Sul, com o suor, contra a criminalidade...No tempo do Coronel ADIB, violencia era dificil....Hoje a criminalidade ta na rua em vez de estar na cadeia...nunca reconheceram o trabalho deste homem honesto de coragem, pulso firme...
 
jean queiroz em 03/09/2012 09:53:45
parabens coronel adib saudade da sua epoca porqe ta bagunca mesmo, o estado desarma ea população enquanto isso ficamos merce dos bandidos , triste muito triste ,,,ainda tem direitos humanos q defendem so bandidos ,,
 
Rosilene leonel em 03/09/2012 09:51:02
Coronel tive o prazer de conhece-lo quando em minhas dificuldades e recebi otimos conselhos, sei que as leis nao atende as necessidades de exclusao desses bandidos da sociedade, porem o coronel com todo sua esperiencia deveria estar opinando nas conduções de problemas do dia a dia .Pessoas com a experiencia dessas nao poderia ser deixado na reserva. parabens pela sua reportagem.
 
jose marcos alcalde em 03/09/2012 09:43:45
ESSA MATÉRIA MERECE UMA CONDECORAÇÃO, PARABÉNS A DIREÇÃO DA REDAÇÃO E AOS JORNALISTAS QUE A FIZERAM.
 
marcos cézar ss jr em 03/09/2012 09:38:56
Meu grande amigo Coronel ADIB, tenho certeza que tanto eu, como os outros companheiros que tiveram o prazer de compartilhar da antiga família GOF, concordam com tudo isto que o amigo falou. O tempo passa e o resultado é este aí, se não piorar mais.
Que DEUS continue te abençoando sempre.
 
José Fernandes de Moura em 03/09/2012 09:28:12
Que saudade dos tempos em sabíamos quem eram os mocinhos e quem eram os bandidos! Eu estaria absolutamente tranquila se a PM estivesse nas mãos de homens do quilate do Coronel Adib Massad! Tenho a convicção que o Tenente Eufrásio não teria sido cruelmente assassinado pelos companheiros de farda. E se a solução do caso estivesse nas mãos desse grande homem, a verdade seria dita e a justiça feita!
 
Maria Aparecida Eufrásio da Silva em 03/09/2012 09:28:02
Tempo bom, tive oportunidade de trabalhar na fronteira, quando implantou o GOF, e tambem o GOE com Sr Licinio de Almeida, era uma LIMPA só na fronteira, começava em Mundo Novo e terminava Amambai, Ponta Porã, etc. Esse "povo" não tirava farinha com a policia, alias a respeitavam e muito.... VOLTA CORONEL ADIB... POR FAVOR!!!!!
 
Valdecí Batista Santos em 03/09/2012 09:16:55
mais que tora fais falta fais.na epoca nao tinha tanto maladro.!!!!!!!!!!!
 
claudemir dias em 03/09/2012 08:51:52
coronel adib merece o respeito de todos, com ele não tem bandido, os bandidos tinham medo da policia, hoje não a policia prende a justiça solta.
 
antonio pereira filho em 03/09/2012 08:51:22
Tenho o privilégio de conviver com o Coronel Adib e digo com a plena certeza, que encontrar uma pessoa com tamanha integridade e dedicação, ainda mais nesta profissão, é uma raridade. Sou fã desta pessoa tão querida. Ah se tivéssemos a sorte de tê-lo novamente em atividade...só restaria a lamentação para essa bandidagem toda. Que Deus ilumine seu caminho sempre Cel Adib !!!
 
Milena Marotti Gadbem em 03/09/2012 08:45:21
NA VERDADE A PM ESTA PRECISANDO DE PELO MENOS DUZENTOS CEL ADIB,NA CORPORAÇÃO PARA DAR JEITO NA BANDIDAGEM QUE SE ALASTROU EM NOSSO ESTADO,POIS SE NÃO TIVERMOS ALGUM SUPERIOR PARA NOS DAR RESPALDO EM NOSSAS OCORRÊNCIAS DIARIAS,ESTAREMOS A MÊRCE,E MUITOS DE NÓS ESTAMOS TENDO QUE ARCAR COM ADVOGADOS COM VALORES ALTISSIMOS,QUE DEVERIAM SER PAGOS PELO ESTADO.PARABENS CORONEL ADIB,SUCÉSSO.TEIXEIRA
 
José Teixeira em 03/09/2012 08:18:09
CEL. ADIB, sinônimo de cidade limpa, população tranquila, protegida, tempos memoráveis em que a sensação de impunidade era bem menor. Tive o prazer de conhecê-lo quando era acadêmico de direito em Dourados entre 89 e 93, e era notório a forma de tratamento que ele dispensava à todos, suave e amigo com a população e enérgico e firme com a bandidagem. Saúde e serenidade pra você coronel.
 
Mário Paiva em 03/09/2012 08:14:55
É tudo que eu tinha vontade de falar, pena que eu não sou entrevistado, sou PM da época dele, eu no começo e ele no final de carreira. Eh tempinho que me dá saudades.
 
Bruno da Silva em 03/09/2012 08:09:27
É no foco da dificuldade, que se forja o aço da amizade. parabéns coronel adib pelo excelente trabalho feito para toda população
 
edgar pessoa em 03/09/2012 07:55:00
AO CARO AMIGO TONY MARTINS SÓ VC POR AQUI TÁ CRITICANDO O CEL. ADIB.NA EPOCA DO CEL ADIB NÃO TINHA ESSA BANDIDAGEM QUE TEM HJ. VOLTA CEL ADIB!!!!!!
 
Rose Pereira em 03/09/2012 07:45:00
Este sim "HERÓI" ! Não vejo o porque os governo não presta homenagem pública ao mesmo e tambem os maoiorais das polícias civil e militar de hoje deveriam ter uma aula com o mesmo " 3 policiais mortos em mais de 30 anos de serviço" ! Hoje o cara aceita o comando da corporação para ser pau-mandado, na época do Cel. Adib era promover mudanças, idéias e resultados; imagino a vergonha que tenha hoje.
 
Alexandre de Souza em 03/09/2012 07:44:26
quem tiver dó de bandido, q o leve para sua casa e coloque-o p/ dormir em sua cama, chega de alisar cabeça de criminoso achando q justiça será feita,amanhã ou depois, estarão todos soltos por aí cometendo + e + crimes, cadê os direitos humanos, será q existe só p/ proteger bandido ?? será ???
 
jose ajala em 03/09/2012 07:44:00
Nossa............Como diz o meu pai..........no tempo do Cel. Adib, bandido não se criava.............ou aindava dentro da Lei, ou então................... VOLTA PRA ATIVA CEL. ADIB..........
 
Marcia Campeiro em 03/09/2012 07:40:54
Hoje os policiais militares que tem acima de 10 anos estão pedindo para ir pra reserva pois não podem trabalhar,pois se pegarem um bandido e baterem são presos então estão dificil de trabalhar pois enquanto a justiça não mudar o que sempre vamos ver vai ser bandido matando gente inocente.
 
vania silva em 03/09/2012 07:37:20
em partes temos q tirar o chapéu p/ o Cel, na época dele, esses bandidinhos q hoje matam inocentes p/ roubar carros em troca de drogas, não teriam regalias nenhuma, criminosos como tais, devem SIM sofrer torturas p/sentirem o qto doi, ñ merecem ficar aí nas nossas custas e do estado, torturas neles, seus criminosos.!!!!!!
 
josé ajala em 03/09/2012 07:33:09
OS BANDIDOS NÃO TEME A POLICIA, A JUSTIÇA, QUE DIRA A POPULAÇÃO!!! O CEL. ADIB, SEMPRE FOI RESPEITADO POR SER UM HOMEM FORTE, DICIPLINADO E NÃO DAVA MOLEZA PRA BANDIDO... BOM DE UMA COISA ELE TA CERTO AS COISAS MUDARAM E A POLICIA HOJE É REFEM DA SOCIEDADE HIPÓCRITA, DOS BANDIDOS, DA CORRUPÇÃO E PRINCIPALMENTE DE MAUS GOVERNATES... COMO ELE DISSE: TEM QUER BOM SALARIOS,CONDIÇÕES DE TRABLAHO.
 
CARLOS LIMA em 03/09/2012 07:23:24
Ao nosso querido Cel. Adib, é uma honra vê-lo falando sobre segurança pública. Lamentavelmente, como bem disses, hoje a história é um pouco diferente, pois envolve este câncer chamado "droga". Conheci o vosso trabalho na Fronteira, fizestes uma limpeza em Dourados e região. É preciso que as nossas autoridades o ouça. Precisamos de energia e tambem de uma boa faxina pela polícia.
 
Carlos Araujo em 03/09/2012 07:22:25
Para quem não conhece esse é um grande homem, que tanta falta faz ele na ativa.
 
André da Silva em 03/09/2012 07:21:53
Coronel ADIB para Secretario de Segurança Pública URGENTE. Aí quero ver a bandidagem ficar solta.
 
ANTONIO CARLOS em 03/09/2012 07:14:15
parabéns coronel pelo seu depoimento quem sabe nossos governantes muda o tratamento com bandido, por quem faz o pais ter evolução são pessoas de bem, q paga seus impostos...
 
djalma jacques em 03/09/2012 06:55:35
Parabéns Cel. Adib pelos serviços prestados pela nossa populção, pena que hoje homens como o Sr. ficam de mãos atadas perante as nossas Leis, mas todo Campograndensse sabe que falava no nome do Cel. bandido sumia de Campo Grande, as vezes tentava, logo via que o Cel. não estava para brincadeiras. hoje a unica oportunidade que a Policia tem de sumir com esses marginais, é quando trocam tiros.
 
hilibio jr em 03/09/2012 06:54:09
Prezado Coronel Adib,

Fico feliz vê-lo bem nestas fotos da reportagem. O povo e principalmente o Estado está sentindo muito a falta de um trabalho sério, duro e de respeito que o senhor sempre teve, principalmente em Dourados na década de 80, quando lá vivi de 1985 a 1993 .Parabéns Coronel pelo seu trabalho.
Estamos precisando muito do Senhor novamente.
Grande Abraço do seu amigo Gadbem.
 
Eduardo Gadbem em 03/09/2012 06:49:18
- Esse eu as conheci, fui sempre contra seu radicalismo na Segurança Pública, tive péssimas impressões de sua pessoa, na época eu era um soldado PM muito jovem e vislumbrando a DEMOCRACIA...!! Hoje já vejo o Coronel Adib com outros olhos, e tenho respeito por seu passado de luta contra o crime. Esse herói eu conheci e convivi!
 
Urias Rocha em 03/09/2012 06:44:08
Tenho o prazer de conhece-lo e sempre disse que ele é uma pessoa para ficar na história, hoje vejo que não estou errado. Presencie uma cena no interior que uma fila de fazendeiros faziam questão de cumprimenta-lo solemente, tem coisas na vida que não se impoem se conquistam.Homem humilde, que cumpriu sua missão com muito amor e dedicação. Parabéns Coronel
 
Fernando Rodrigues em 03/09/2012 06:43:11
Vamos todos compartilhar nas redes sociais..VOLTA CORONEL ADIB....
 
álvaro roberto em 03/09/2012 06:41:32
amme, é como carinhosamente chamamos os antigos em árabe, Amme, que falta o senhor faz, muitos pais estão carregando as argolas de caixoes de filhos jovens, esta situação nos traz grande desconforto e insatisfação, uma polícia se faz com grandes homens também, não devemos somente falar em salários, MP, direitos humanos, lá na fronteira nas estradinhas cabriteiras, tem que ter cabra macho..........
 
eduardo ibrahim em 03/09/2012 06:40:34
Senta o aço nesses meliantes...
 
Jefferson Benedito em 03/09/2012 06:36:00
Combateu o bom combate e guardou a fé. Que Deus lhe proteja Coronel.
 
Valter Antunes de Oliveira em 03/09/2012 06:34:59
Grande Cel. Adib, saudades daqueles tempos em que bandido se urinava quando avistava uma viatura com seus comandados, fico feliz em ve-lo bem e reitero aqui meus sinceros agradecimentos pela ordem e tranquilidade que o senhor proporcionou a Dourados e toda a região de fronteira, abração Coronel.
 
Alberto Maria Bento - Dourados em 03/09/2012 06:30:34
PARABENS AO JORNAL "CAMPO GRANDE NEWS" PELA OTIMA MATÉRIA SOBE O CORENEL ADIB, SOU DE AMAMBAI MS LA ELE FEZ UM OTIMO TRABALHO NAQUELE REGIAO.
ELE DIZ TUDO "OS POLICIAS COMO UM TODO TEM QUE GANHAR BEM" E UNIÃO ENTRE AS POLICIAS QUE NÃO TEM.
 
waldecy b. rocha em 03/09/2012 06:26:00
Esse ai botava medo na bandidagem. O vidaloca tremiam nas bases só de ver a sombra dele. Hoje em dia os vagabundos pintam e bordam. A culpa é da polícia? Não. É das Leis. E quem faz as Leis? O legislativo. E quem "põe" o legislador lá??
 
Marcelo Carvallho Nunes em 03/09/2012 06:21:56
Como disse o Cel. Adib, o problema é a legislação. Vejo sempre as pessoas criticando a policia quando ocorre falhas, porem a policia ta aí, na rua dia e noite, a culpa não é da Policia é do sistema que engessa a ação da Policia como um todo. Para os bandidos a legislação é mais branda do que a legislação militar. Pela vontade de cada policial garanto que não teria mais bandidos nas ruas.E o Brasil
 
Eder Lopes em 03/09/2012 06:21:36
Tive a honra de servir como soldado junto ao cel Adib, e infelizmente aqueles tempos não voltam mais, quando os tais dos direitos humanos não existiam. E as leis eram contra os bandidos, hoje a lei favorece o marginal e oprime o PM. Hoje o jornalista só vende se falar mal da policia militar, o mesmo empenho em denegrir não se ve contra outras entidades policiais. Hoje falar mal da PM dá ibope.
 
Horlando P. de Mattos em 03/09/2012 06:20:55
no tempo do coronel não tinha essa bandidagem, porque era, "escreveu não leu, o pau comeu", se for feito dessa maneira hj, os primeiros a aparecer é o tal direitos humanos, eles foram até as familias desses dois jovens? É mais facil eles estarem de olho na policia para que ninguem toque nesses bandidos, se tocar é processado... esses são os dias de hj... é pra acabar mesmo... VOLTA CORONEL...
 
gibson dias em 03/09/2012 06:18:00
Excelente reportagem e numa hora muito conveniente, saudades do Coronel Adib!!
 
Aldo de Queiroz Jr em 03/09/2012 06:17:56
O Sr. faz muita falta Cel. Precisamos de pessoas que resolvam problemas e não fiquem postergando. Lamentavelmente os criminosos tem muito mais direitos que o cidadão de bem, que nem sequer armado pode andar. Veja também que o desarmamento só cumpriu sua meta com pessoas de bem, eu mesmo não fiquei sabendo de nenhum criminoso entregando armas......Obrigado pelos serviços prestados Cel.
 
Cláudio Oliveira em 03/09/2012 06:17:27
Com certeza a policia tem que agir com mais rigor, mas não montar grupos de extermínio e nem cometer atrocidades contra inocentes como esse senhorzinho ai fazia.
 
Tony Martins em 03/09/2012 06:12:46
Esse mundo politicamente correto, de tantas regras, onde todos tem seu discurso pronto. Infelizmente, o coronel Adib seria crucificado nos dias de hoje. Só lembram deste tipo de guerreiro quando a violência aperta e de repente todo mundo quer um "capitão Nascimento". A realidade é dura e crua.
 
Miguel Angelo em 03/09/2012 06:12:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions