A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Abril de 2019

12/01/2019 12:45

Atingido por caminhão, motociclista fica inconsciente e vai parar na Santa Casa

Acidente aconteceu em cruzamento que não tem sinalização indicando a preferencial

Adriano Fernandes e Bruna Pasche
Motocicleta da vítima ficou bastante danificada. (Foto: Bruna Pasche)  Motocicleta da vítima ficou bastante danificada. (Foto: Bruna Pasche)

Um motociclista, de 24 anos, foi encaminhado para a Santa Casa ao ser atingido por um caminhão caçamba na esquina das ruas Expedicionário com a Agrolândia, no Bairro Aero Rancho em Campo Grande. O cruzamento não é sinalizado e a vítima chegou a ficar inconsciente devido a batida.

De acordo com o motorista do caminhão, de 38 anos, ele seguia pela Rua Agrolândia, sentido a Avenida Vereador Thyrson de Almeida e pouco antes de tentar cruzar a Expedicionário, teria parado.

“Eu vinha devagar porque eu sabia que aqui não tinha placas e aqui ainda tem esse pé de jaca que atrapalha a visibilidade. Eu parei, olhei e tive a impressão que não estava vindo ninguém no outro sentido”, conta. No entanto ao avançar pela rua ele atingiu o motociclista, que seguia em uma CG 125 Fan.

Com a força do impacto a vítima foi lançada para o outro lado da rua e a motocicleta à cerca de 40 metros. A moto ficou bastante danificada. Ao solo, o jovem ainda teria convulsionado e desmaiou.

“Fiquei em choque quando vi o estado dele e acionei o Corpo de Bombeiros”, contou o motorista. A situação logo chamou a atenção de outro moradores e, temendo represálias o motorista também acionou a Polícia Militar.

Além da BPTran (Batalhão da Polícia Militar de Trânsito) e os bombeiros, o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) também esteve no local. Após um primeiro atendimento a vítima foi levada consciente para a Santa Casa.

Sinalização – Assim como no cruzamento onde houve o acidente, diversas outras ruas da região não tem sinalização indicando a preferencial. A situação gera revolta. “Tinha que ter pelo menos uma lombada nesse cruzamento. Moro a uma quadra daqui e por lá o problema se repete. Direto tem acidente”, lamentou um morador, de 72 anos, pai da vítima.

A imprudência dos condutores é um agravante para a falta de infraestrutura. “Aqui é um bairro com muitas crianças, as pessoas tem o costume de ficar pelas ruas e ninguém respeita. Independente se tem sinalização ou não, ele teria que ter parado e tido mais atenção”, conclui o morador, se referendo ao motorista do caminhão que atingiu o seu filho.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions