A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

20/12/2017 18:10

Bando manteve família de gerente em cárcere e depois levou para cativeiro

Sequestro iniciou na noite de ontem (19) e família ficou em poder de sequestradores durante toda a madrugada desta quarta (20)

Guilherme Henri e Geisy Garnes
Agência do Bradesco de São Gabriel do Oeste (Foto: Reprodução/ GoogleMaps)Agência do Bradesco de São Gabriel do Oeste (Foto: Reprodução/ GoogleMaps)

O gerente do Banco do Bradesco de São Gabriel do Oeste – a 140 km da Capital – e a família dele foram feitos reféns na própria casa. A ação começou na noite de ontem (19) e durou toda a madrugada desta quarta-feira (20).

Conforme o delegado Fabio Peró, do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate a Assaltos e Sequestros) o sequestro teve início quando o gerente chegava na residência dele.

A vítima foi abordada por bandidos que estavam armados com dois revólveres. O gerente não soube precisar quantos bandidos o abordaram apenas que ele foi levado para dentro da residência.

Lá, toda a família ficou em poder dos bandidos durante toda a madrugada. Porém, por volta das 4h o gerente e a família foram levados para um cativeiro.

Ainda não há informações sobre o que aconteceu no local apenas que os sequestradores levaram o gerente de volta para a casa dele.

Os bandidos exigiram que ele fosse trabalhar normalmente. Às 10h quando o fosse aberto a vítima deveria retirar todo o dinheiro e mais os dos caixas eletrônicos em troca de esposa e filho.

Negociações - Entretanto, o gerente comunicou o que estava acontecendo para os superiores dele, que entraram em contato com a polícia.

Neste momento, policiais entraram em contato com a vítima e o orientaram de como negociar com os bandidos.

Por volta das 10h, negociadores do Garras formados pela Divisão Anti-sequestro entraram na agência a paisana para orientar as negociações.

Em menos de 3h, duas equipes do Garras, com apoio da equipe local e uma de Coxim localizaram a esposa e filho do gerente caminhando em uma estrada vicinal próximo de onde era o cativeiro.

As vítimas não sofreram agressões e também não foi pago nenhum valor aos sequestradores. “Agora seguimos em busca de imagens para auxiliar na identificação dos veículos utilizados por eles para sequestrarem a família”, revela o delegado Fabio Peró.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions