ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Chefe do Estado Maior do CMO assume com missão de concluir Sisfron

Por Lidiane Kober e Zana Zaidam | 11/04/2014 18:30
Paulo Roberto de Oliveira assumiu o comando do CMO (Foto: Cleber Gellio)
Paulo Roberto de Oliveira assumiu o comando do CMO (Foto: Cleber Gellio)

Com a missão de concluir a implantação do Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras), o general Paulo Roberto de Oliveira assumiu, nesta sexta-feira (11), o cargo de chefe do Estado Maior do CMO (Comando Militar do Oeste), em Campo Grande, no lugar de Samuel da Silva Ricordi.

“Mato Grosso do Sul é um excelente Estado e com posicionamento estratégico na região Centro-Oeste, então, assumo com a meta de concluir a implantação do Sisfron”, disse Oliveira, logo após a troca de cargo.

Com investimento de R$ 1,2 bilhão, o sistema é baseado em uma rede de sensores colocados sobre a linha de fronteira, interligada a sistemas de comando e controle, que, por sua vez, estarão interligados às unidades operacionais com capacidade de dar resposta, em tempo real, aos problemas detectados.

Ele destacou ainda o papel do exército de contribuir com a segurança, durante a realização da Copa do Mundo, a partir de junho. “O pessoal daqui vai trabalhar na segurança da Copa em Cuiabá”, disse, sem dar detalhes das ações.

Na despedida, Ricordi agradeceu “pelos anos de serviço no exército brasileiro” e a família. “Acredito que todos os passos que dei consegui pela meritocracia”, comentou. Natural de Jaguarão (RS), ele marcou a carreira por sua especialidade em planejamento estratégico.

Com 52 anos, o chefe do Estado Maior do CMO vem de Brasília e é natural de Curitiba (PR). Prestigiaram a posse dele várias autoridades, como o prefeito Gilmar Olarte (PP) e o presidente do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Joenildo de Sousa Chaves.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário