A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

17/01/2014 17:43

Chuva abre novos buracos e motorista deve dirigir com cautela em Campo Grande

Zana Zaidan e Cleber Gellio
Quem olha por debaixo do buraco da Rachid Neder, percebe a camada fina de que é feita o asfalto (Foto: Cleber Gellio)Quem olha por debaixo do buraco da Rachid Neder, percebe a camada fina de que é feita o asfalto (Foto: Cleber Gellio)

Com a chegada do período chuvoso, os buracos, mais uma vez, tomaram as ruas de Campo Grande. A atenção precisa ser redobrada ao dirigir, já que, além dos prejuízos com manutenção, o risco de acidentes aumenta.

Alguns deles, invisíveis no asfalto, pesam no bolso dos motoristas, que gastam com peças danificadas e pneus furados. Na avenida Mato Grosso, logo depois da rua Padre João Crippa, quase todo carro perde a calota ao passar por um buraco aberto há poucos dias. Ter o pneu furado ou a roda entortada também é comum.

No cruzamento da avenida RachidNeder com a rua Pedro Celestino, um buraco aberto mostra a fragilidade do asfalto das ruas da cidade. A olho nu, aparenta ser só mais um buraco, como tantos que se vê, com alguns galhos fincados no improviso para alertar os motoristas.

 

Na Mato Grosso, motorista que passa por cima do buraco perde a calota (Foto: Cleber Gellio)Na Mato Grosso, motorista que passa por cima do buraco perde a calota (Foto: Cleber Gellio)

Ao olhar de perto, percebe-se que, por baixo da cama de asfalto, há uma imensidão oca e funda. Um veículo mais pesado, como um caminhão, por exemplo, ao passar por ali pode ceder o asfalto facilmente.

O mesmo caso de outro buraco na rua Rio Grande do Sul, pouco antes da avenida Mato Grosso. Aberto desde ontem (16), o buraco também era oco e profundo. Hoje, a prefeitura esteve no local e aterrou o espaço oco, mas ainda falta jogar a camada de piche.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions