ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  05    CAMPO GRANDE 29º

Capital

É grave estado de saúde de médico que teve 93% do corpo queimado

Por Viviane Oliveira | 11/04/2017 12:18
Estevão durante entrevista sobre a Caravana da Saúde (Foto: Jessica Barbosa/Governo do Estado)
Estevão durante entrevista sobre a Caravana da Saúde (Foto: Jessica Barbosa/Governo do Estado)

O médico Estevão Barbosa da Cruz, de 28 anos, continua internado em estado grave no CTI (Centro de Terapia intensiva) da Santa Casa de Campo Grande. Ele teve 93% do corpo queimado, no domingo (9). O profissional, que é um dos coordenadores da Caravana da Saúde, teria sido vítima de uma explosão de gás de cozinha.

Conforme a assessoria de imprensa da unidade de saúde, a maioria das queimaduras foi de 2º grau. Ainda não se sabe quais as circunstancias em que o acidente aconteceu. Até às 11h53 desta terça-feira (11), o caso ainda não havia sido registrado na Polícia Civil.

Estevão deve ficar no CTI até ter o quadro estabilizado. Só depois será encaminhado para a ala de queimados do hospital. Ainda conforme a assessoria de imprensa, o paciente deu entrada primeiro no Hospital da Unimed. Por volta de 1h de segunda-feira (10) foi transferido à Santa Casa.

Questionada sobre o caso, a Unimed disse que não fornece informação sobre pacientes, por considerar que os dados são de caráter sigiloso do próprio beneficiário. A SES (Secretaria de Estado de Saúde) não tem detalhes sobre o que aconteceu com o médico e diz apenas que acompanha o estado de saúde dele.

O médico formou-se em medicina na Uniderp, em 2013, conforme consta no currículo disponibilizado por ele na internet. Ele tem especializações em radiologia, urgência e emergência e gestão em saúde. Ele também atendia na Santa Casa.