A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

27/09/2011 11:55

Fase de teste da vacina contra a dengue começa em outubro na Capital

Aline dos Santos

Previsão é que vacina esteja disponível em larga escala até 2014

Segundo diretor, vacina é densenvolvida desde 1993. (Foto: Pedro Peralta)Segundo diretor, vacina é densenvolvida desde 1993. (Foto: Pedro Peralta)

Com previsão de ser produzida em larga escala em 2014, a vacina contra a dengue entra em fase de teste no próximo mês em Campo Grande. Serão 500 voluntários, com idade entre 9 e 18 anos. A imunização é feita com aplicação de três doses da vacina, com intervalo de seis meses.

“Em Mato Grosso do Sul, foram 70 mil casos e quase 50 mortes no ano passado. A vacina é necessária para tentar controlar a doença. Basta lembrar a gripe H1N1, aquele desespero no mundo todo e veio a vacina”, afirma o médico infectologista Rivaldo Venâncio.

No Brasil, além de Campo Grande, os testes serão realizados em Goiás, Vitória, Natal e Fortaleza.Para testes em humanos, a vacina recebeu o aval do Conselho Nacional de Ética e Pesquisa, Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e CNTBio (Comissão Técnica Nacional de Biossegurança).

De acordo com o diretor regional de pesquisa clínica para América Latina do Sanofi Pasteur, Pedro Garcia Garbes Netto, a vacina é desenvolvida em âmbito mundial desde 1993.

“É preciso garantir segurança e eficiência. A dengue é bem diferente, porque são quatro tipos. São quatro vacinas em uma só”, explica. De forma sucinta, o “candidato” a vacina é formada por pedaço da vacina da febre amarela e pedaços do vírus, da dengue, como num quebra-cabeça.

Durante palestra na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), realizada nesta terça-feira, Pedro Garcia afirmou que a vacina já foi aplicada em dez mil pessoas ao redor do mundo. As análises apontam para uma escala gradual de proteção contra a doença, à medida que as doses são aplicadas.

O resultado do teste de eficácia será apresentado no fim de 2012.

Ainda não se sabe sobre a necessidade de reforço das doses. “O reforço da febre amarela de dez em dez anos foi decidido só depois das avaliações clínicas”, enfatiza o diretor.

Também não se sabe quanto vai custar as doses da vacina contra a dengue.

Campo Grande sedia até quinta-feira o 3º Congresso do Centro-Oeste – Diern (Doenças Infecciosas Emergentes, Reemergentes e Negligenciadas). Segundo a coordenadora Inês Tozetti, serão discutidas doenças como tuberculose, hepatites, leishmaniose e o vírus HPV.

Secretaria de Saúde registra 13.162 casos de dengue no Estado
Do mês de janeiro até o dia 09 de julho foram registrados 13.162 mil casos de dengue em 20 municípios e três óbitos. De acordo com a SES (Secretaria ...
Dados mostram recuo da dengue em Mato Grosso do Sul
Número de casos graves no primeiro semestre é 93,5% menor que o registrado no mesmo período do ano passadoO número de casos graves de dengue registr...


será que se funcionar a vacina contra dengue,as pessoas poderiam relaxar de novo e deixar os terrenos e água parada sem manutenção? pois se com todos os pedidos das autoridades para a limpeza e não deixar agua limpa estagnada,muitos não tem consciência,imagine sabendo que com a vacina estarão protegidos!
 
antonio luis em 27/09/2011 01:30:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions