A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

13/01/2015 15:56

Força tarefa contra farra de atestados na Saúde mira em médicos

Secretaria vai criar junta médica para analisar pedidos de afastamentos para tratamento de saúde

Juliene Katayama e Kleber Clajus
Retificação da Circular Interna que será divulgada na quarta-feira (Foto: Divulgação)Retificação da Circular Interna que será divulgada na quarta-feira (Foto: Divulgação)

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande) prepara uma verdadeira força tarefa para acabar com a farra de atestados de servidores da pasta. Mas o alvo são os médicos que representam o volume maior de trabalhadores afastados.

Uma circular interna publicada ontem vai ser retificada depois de um mal entendido. No novo documento que vai ser divulgado na quarta-feira (14), o médico que se afastar para tratamento médico por má-fé vai ser suspenso da escala de plantão – que possibilita o servidor ganhar hora extra.

O prefeito Gilmar Olarte (PP) disse que os afastamentos por atestados médicos só serão aceitos em casos extremamente necessários. “Se dá atestado com muita facilidade. Isso traz prejuízo muito grande”, afirmou.

O MPE (Ministério Público do Estado) já está investigando o volume de atestados apresentados por servidores da Sesau. “O promotor de justiça quer esclarecimentos. Quem não quer trabalhar direito e quer ficar morcegando a gente precisa resolver”, ressaltou Olarte.

O número de atestados oficial ainda está sendo levantado pelo Recursos Humanos da Sesau, inclusive para detectar quais atestados não são irregulares. “Estão fazendo levantamento pela folha de presença de dezembro que chegou semana passada”, informou a assessoria. Hoje a secretaria tem cerca de 7,2 mil servidores.

Segundo a assessoria, será criada uma junta médica no Serviço Médico da Sesau para analisar os pedidos de afastamento para tratamento médico. O secretário da pasta, Jamal Salem, foi ao Ministério Público para pedir a investigação da farra de atestados na Saúde.



É isso aí. Esses médicos estão precisando de uma moralidade mesmo. O CRF e CRM acobertam tudo, porque são médicos também. Vamos lá MP por ordem nestes mercenários.
 
LUCIANO MARQUES em 14/01/2015 09:40:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions