A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

02/01/2012 10:44

Guarda Municipal faz segurança do lixão onde menino de 9 anos morreu

Ana Paula Carvalho e Paula Maciulevicius
Guarda Municipal fará segurança 24h no lixão. (Foto: Simão Nogueira)Guarda Municipal fará segurança 24h no lixão. (Foto: Simão Nogueira)

Dois guardas municipais já estão no lixão, na saída para Sidrolândia, para fazer a segurança do local. Ao todo, serão seis homens trocando turnos a cada 12 horas.

De acordo com o capitão da PM e chefe da logística da Guarda Municipal, João Guilherme Aquino, as rondas serão feitas com uma Kombi da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e vão percorrer toda a extensão do lixão para evitar que crianças entrem pelas laterais.

Os guardas vão fiscalizar o cadastro dos trabalhadores junto à prefeitura e se alguma criança for encontrada no local vão procurar os pais que serão notificados a comparecer ao Conselho Tutelar. Dependendo da situação, o caso pode ser encaminhado à Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Segundo o capitão, o objetivo é conscientizar a população de que o lixão não é lugar de criança. Ainda de acordo com ele, após uma semana será possível fazer um balanço sobre a atuação dos guardas no local e se dois por turno é suficiente.

Trator leva montante de terra para barrar trabalho de catadores na região onde menino foi soterrado. (Foto: Simão Nogueira)Trator leva montante de terra para barrar trabalho de catadores na região onde menino foi soterrado. (Foto: Simão Nogueira)

Barreira - Segundo Alcindo de Macedo, responsável pelo lixão, será feita uma barreira com terra para evitar que os catadores e crianças tenham acesso ao “barranco”, local onde Maycon Correia de Andrade, de 09 anos, morreu após ser soterrado por uma montanha de lixo.

De acordo com os trabalhadores do local, quem trabalha nesse barranco lucra mais, porque é perigoso e quase ninguém vai.

Proibição - A restrição à entrada de crianças no Lixão é alvo de ação na justiça desde o fim da década de 1990.

Em fevereiro de 2010, foi firmado um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre prefeitura e o MPE para pôr fim ao Lixão. A previsão é que o aterro sanitário seja ativado em julho do próximo ano.

Contudo, até lá, o TAC prevê que a entrada de crianças deve ser impedida. De acordo com o secretário municipal de Governo, a prefeitura de Campo Grande ainda não foi notificada sobre a solicitação do magistrado.

Durante discussão, adolescente de 17 anos é esfaqueado pelo amigo
Um jovem de 17 anos foi levado em estado grave para a Santa Casa após ser esfaqueado na noite deste sábado, na frente da casa em que mora no Bairro G...
Após furtar obra, ladrão é capturado por moradores e ferido a tiros
Marcio Estacio Duarte Teixeira, de 31 anos, foi socorrido a Santa Casa de Campo Grande após ser atingido por dois tiros na madrugada deste domingo (1...


Com certeza muitas dessas pessoas ja sao beneficiadas por bolsas disso e bolsa daquilo... O lugar dessas crianças é na escola, e de pais irresponsaveis, na cadeia!
 
Rubao Brites em 03/01/2012 02:29:16
Quero saber se a Justiça vai mandar uma cesta básica para as famílias cujas crianças não poderão mais ajudar na coleta do lixo. Afinal quem pensa que elas vão para o lixão para brincar estão enganados. Talvez a Justiça as queira nos sinaleiros de trânsito pedindo esmolas.
 
Monica Marcato em 02/01/2012 12:11:39
É sempre assim. Tem que esperar a coisa acontecer pra depois as autoridades tomarem providencia.
 
Rafael Coradini em 02/01/2012 11:10:29
Não concordo que este seja o papel da guarda municipal e sim dos órgãos da saúde e defesa civil, e poder judiciário . E temos fazer com que as famílias que trabalham no lixão tenham perspectivas de vida inseri-lás em benefícios sociais , fica o meu protesto .
 
SANDRA DA SILVA em 02/01/2012 05:34:23
É LAMENTÁVEL QUE DEPOIS DE TANTO TEMPO A PREFEITURA RESOLVE FAZER O SERVIÇO QUE JA DEVERIA TER SIDO FEITO. E PIOR AINDA É QUE NOSSOS REPRESENTANTES VEREADORES FICAM SÓ LAMENTANDO O OCORRIDO E DEIXAM DE FAZER O SERVIÇO DELES, QUE É FISCALIZAR OS SERVIÇOS PUBLICOS, ALÉM DE QUE, DEVERIAM EXIGIR COM VEEMÊNCIA O DESTINO CERTO PARA O LIXO PRODUZIDO EM CAMPO GRANDE, QUE É DEPLORÁVEL.
 
nilton gomes em 02/01/2012 04:51:49
Na verdade tinha que ser proibida a entrada de qualquer pessoa que não fosse funcionária da prefeitura ou de empresa de lixo.
 
JOSE ANTONIO em 02/01/2012 02:58:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions