A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

03/04/2014 20:33

Há 20 anos esperando asfalto, morador tem transtornos e prejuízos

Filipe Prado
Os moradores reclamaram dos prejuízos e transtornos causados pela falta de asfalto (Foto: Marcelo Vitor)Os moradores reclamaram dos prejuízos e transtornos causados pela falta de asfalto (Foto: Marcelo Vitor)

Há duas décadas, moradores da região da Moreninhas sofrem com a falta de pavimentação, que causa transtornos e até prejuízos. Eles voltam a ter expectativa de serem contemplados com o início do processo de licenciamento ambiental, feito pela prefeitura, para pavimentar as ruas da região e de mais outros quatro bairros. Eles esperam as obras do PAC (Plano de Aceleração do Crescimento), que foram anunciadas em 2012.

Os moradores, principalmente da rua Crispim de Moura, contaram que a falta de asfalto já prejudicou muito. “Pra quem tem carro é horrível. Estraga a suspensão, os pneus”, afirmou o autônomo Rone Rogério Vieira, 33 anos. Ele relatou que há 15 anos mora no Nova Capital e espera o asfalto.

Para o estudante Wendel Pereira, 19, a chuva é o que mais prejudica os moradores. “Toda as vezes que chove, aqui fica intransitável, enche de buracos, além da água entrar dentro de casa, pois não tem asfalto”, contou. Wendel afirmou que há um tempo precisaram criar valetas na rua, para poder conter a água.

Mesmo não morando há muito tempo no bairro, a doméstica Eunice Padilha Dias, 54, disse que já sente os transtornos causados pela falta de pavimentação. “É horrível, na chuva, entra tudo pra dentro de casa. Já prometeram muitas vezes, principalmente em época eleitoral, mas nunca colocaram o asfalto”, desabafou. 

Eunice afirmou que, pela falta de asfalto, sempre quando chove, entra água em sua casa (Foto: Marcelo Vitor)Eunice afirmou que, pela falta de asfalto, sempre quando chove, entra água em sua casa (Foto: Marcelo Vitor)
Rone contou que os moradores que possuem carros sofrem com o prejuízos de suspensão e pneus (Foto: Marcelo Vitor)Rone contou que os moradores que possuem carros sofrem com o prejuízos de suspensão e pneus (Foto: Marcelo Vitor)

Para tentar amenizar a situação, os moradores até contrataram o jardineiro Egídio de Souza, 65, para arrumar as ruas. “Eu sempre venho jogar entulhos aqui, para tentar tapar esses buracos na rua”, contou. “Eles falam que está muito feio aqui”, registrou.

Mas os moradores ainda têm esperanças de que o bairro melhore, depois do início do licenciamento. “Precisamos disse sim, pois já está ficando difícil de transitar por aqui”, relatou Eunice. “Estou bem esperançoso, de que isso aconteça”, disse o autônomo.

“Vai ser muito bom, nós estamos precisando, mesmo que não seja de graça, nós já ficamos no lucro”, acrescentou o estudante Wendel.

Projeto - Serão investidos R$ 7 milhões, fruto de emenda parlamentar, nas obras, que ainda não têm previsão para começar. De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação, Semy Ferraz, embora a verba tenha sido aprovada, ainda não foi assinada a ordem de serviço.

O projeto, que contemplará os moradores do Aero Rancho, Dom Antônio Barbosa, Jardim Tarumã, Nossa Senhora das Graças, Rames Tebet, ainda prevê a implantação de drenagem das águas pluviais também em uma parte dos cinco bairros contemplados.



Esses governantes, além da maioria serem corruptos, são porcos.
Não se preocupam em fazer o que é certo para população, a não ser se tirarem uma vantagem
 
fabiano silva em 04/04/2014 09:15:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions