A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

04/04/2019 15:03

Idoso é espancado durante roubo e família reclama de omissão de socorro

Principal suspeita é de que o idoso tenha sido agredido durante um roubo; ele está internado em estado grave na Santa Casa

Kerolyn Araújo

Um idoso de 78 anos foi encontrado desacordado no início da manhã de ontem (3) na Rua Wagner Jorge Bortotto Garcia, no bairro Carandá Bosque III, em Campo Grande. Muito ferido, Rubens Sanches recebeu atendimento do Corpo de Bombeiros, mas os militares se recusaram a transportá-lo ao hospital sob alegação de que ele estaria alcoolizado.

Segundo a professora Rosimeire Sanches, 48 anos, filha do idoso, o pai foi encontrado caído na rua por volta das 5h30. O Corpo de Bombeiros foi acionado e, depois de medir a pressão do homem, disse que ele não seria levado ao hospital porque estaria bem e alcoolizado.

''Disseram que a pressão estava boa e que eu deveria esperar ele acordar e depois levá-lo a um posto de saúde. Que se levassem ele ao hospital, estariam tirando a vaga de alguém que estivesse mais necessitado. Isso é revoltante e constrangedor", contou.

Diante da negativa de transporte pelo Corpo de Bombeiros, Rosimeire acionou o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O idoso foi encaminhado para a Santa Casa, onde está em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). ''Ele está com hematomas na cabeça, ferimentos no abdômen e um sangramento no cérebro", disse a filha.

Mistério - Rosimeire acredita que o pai tenha sido agredido durante um roubo, já que a carteira do idoso não foi localizada.

Ela explicou que o pai mora no bairro Novo Minas Gerais, na mesma região, e tem o hábito de andar pela área. ''Ele conhece todo mundo. Quem roubou deve ter batido também. Ele tem problema com álcool, mas é uma pessoa boa", disse.

A filha também acredita que o pai tenha sido agredido em outro lugar e deixado no local. ''É estranho porque ninguém viu nada", contou. Ainda segundo Rosimeire, Rubens estaria próximo a receber a aposentadoria do mês e já foi roubado outras vezes.

O Campo Grande News entrou em contato com o Corpo de Bombeiros para saber o motivo pelo qual o idoso foi deixado na rua, mas até o fechamento da matéria a reportagem não obteve retorno.

O caso foi registrado como lesão corporal dolosa na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions