A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

03/04/2014 18:02

Pais acusam maternidade de negligência com fratura de bebê

Mariana Lopes

Walkíria e Jonas tiveram o primeiro filho no último dia 21 de março, na maternidade Cândido Mariano, em Campo Grande. No parto, segundo os pais, a criança teve a clavícula quebrada. A mãe passou cinco dias internada com o filho no hospital, até que o pediatra deu alta aos dois e garantiu que o osso iria colar sozinho.

Segundo o pai do bebê, o militar Jonas Jhonny Souza, 23 anos, a esposa, Wlakíria Moreira Pereira, 33 anos, ficou 18 horas em trabalho de parto. “Depois de quase uma semana, os médicos identificaram que a clavícula dele estava quebrada, mas falaram que iria colar sozinho e deram alta”, relata Jonas.

Em casa, os pais ficaram preocupados porque o bebê não mexia e nem levantava o braço direito. “Daí fomos até o hospital do Pênfigo, onde nos disseram que o osso do nosso filho estava calcificando”, conta o pai.

No Pênfigo, os médicos disseram aos pais que a criança terá que fazer uma cirurgia para tentar colar novamente o osso.

“Acho um absurdo, não temos conhecimento sobre os cuidados e não tivemos nenhuma orientação, meu filho corre o risco de perder o movimento do braço direito e a gente não sabe nem se foi no parto mesmo”, reclama Jonas.

Desolados com a situação, os pais afirmam que ainda não sabem que fazer, mas pretendem denunciar o hospital por descaso médico. Jonas diz que o primeiro passo será procurar um advogado para orientá-los.

A reportagem entrou em contato com a administração da maternidade Cândido Mariano, que disse que iria analisar o prontuário da paciente, mas até o fechamento desta matéria, o setor do hospital não deu retorno.

Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...
Prefeitura e Sebrae fazem estudo em lojas para revitalizar rua 14 de Julho
A prefeitura de Campo Grande a o Sebrae de Mato Grosso do Sul estão realizando na rua 14 de Julho, Centro da cidade, um estudo técnico em 230 lojas, ...
Mau atendimento e buracos em pista atrapalham alunos em prova do Detran
O mau atendimento prestado por alguns dos examinadores e buracos presentes na pista de provas do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato...


Essa Maternidade tem que ser interditada... mães e crianças que morre por impericia médica, enfermeiras mal preparadas e agora lesão corporal num bebê! Independente de ser particular , convenio ou SUS , essa Candido Mariano é uma vergonha!
 
Karla Cavalcante de Jess em 03/04/2014 19:52:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions