A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/03/2012 13:08

Passageiros ficaram mais de 2 h sob ameaça durante assalto em ônibus

Paula Vitorino

Vítimas disseram que entregaram até o último centavo

Ônibus foi roubado nesta madrugada. Ônibus foi roubado nesta madrugada.
Depois de madrugada de pânico, passageiros esperam em frente a Delegacia para voltar para casa. (Fotos: Marlon Ganassin)Depois de madrugada de pânico, passageiros esperam em frente a Delegacia para voltar para casa. (Fotos: Marlon Ganassin)

Uma madrugada de pânico. É assim que os 25 passageiros de um ônibus intermunicipal definem o assalto ocorrido dentro do veículo, por volta das 2h40 de hoje. Eles contam que ficaram sob a mira da pistola utilizada pelo assaltante, que fez constantes ameaças de morte.

O ônibus fazia o itinerário São Paulo/ Rondonópolis e passava por municípios de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. A maioria dos passageiros voltava de tratamento médico no interior paulista.

De acordo com o relato das vítimas, o assaltante embarcou no ônibus como um passageiro comum, no ponto de Presidente Prudente (SP). Ao longo da viagem, por volta das 2h40, ele foi até a frente do ônibus e anunciou o assalto, apontando uma pistola.

“Achei que era uma brincadeira quando falou de assalto, mas depois que vi a arma fiquei paralisada”, diz Isabel Francisca, de 60 anos, que seguia para Mato Grosso após tratamento no interior de SP.

O ladrão mandou todos os passageiros ficarem quietos e colocarem os objetos de valor dentro uma sacola, fornecida por ele. Aparentando tranqüilidade, o homem percorreu o ônibus recolhendo os objetos e, não satisfeito com o volume roubado, fez novas ameaças.

Ele disse as vítimas que tinha mais dois comparsas dentro do ônibus, além do apoio de homens fortemente armados, que seguiam o veículo, e que iria levar o ônibus para uma estrada vicinal, revistar todos e caso encontrasse algum pertence escondido iria matar a pessoa. O ladrão ainda afirmou que era membro da facção criminosa PCC. Após as ameaças, o bandido passou novamente recolhendo objetos com a sacola.

Os passageiros contam que ficaram desesperados e deram até o último centavo que tinham. “Todos ficaram desesperado por causa do medo dele nos levar para um mato e matar todo mundo”, diz a passageira Zenilda Cordeiro, de 41 anos, que viajava com a filha e a neta, de 3 anos.

Ela conta que a filha chorava muito e ficou desesperada por causa da criança, que faz tratamento cardíaco em SP. Ela dizia para o bandido ter compaixão da filha e o homem não chegou a se alterar, mas pediu várias vezes para a mulher ficar quieta porque se continuasse chorando ele iria ficar nervoso também.

Durante o assalto o ônibus passou por um posto de fiscalização e o bandido mandou os passageiros fecharem a janela e não tentarem avisar ninguém, sob a ameaça dos comparsas matarem todos.

A ação criminosa durou cerca de 2 horas. O bandido desceu no trevo de Nova Alvorada do Sul e mandou o ônibus não parar no ponto do município. Com isso, o veículo seguiu direto para Campo Grande, onde os passageiros procuraram a Polícia, por volta das 5h30.

Sem nenhum centavo no bolso e longe da família, os passageiros esperam ansiosamente para continuar seguindo viagem e reclamam da falta de informação. “A gente está sem comer e ainda não sabemos quando vamos voltar para casa”, diz Zenilda.

A Polícia Civil informou que os passageiros estão sendo liberados logo após o registro do boletim de ocorrência, que é fundamental para avaliar os produtos roubados e concentrar o maior número de informações que possam levar até o criminoso.

Aventureiro - O delegado responsável pela investigação em Campo Grande, da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), Fábio Peró, disse acreditar que o bandido “é um aventureiro”.

Sobre as informações de que tinha comparsas fortemente armados e era membro do PCC, o delegado acredita que o bandido estava blefando e agiu sozinho o tempo todo. “No máximo tinha alguém para dar suporte na fuga”, diz.

A avaliação é com base no depoimento das vítimas, que não chegaram a avistar veículo seguindo e relataram que o bandido tremia muito e, apesar da tranqüilidade aparente, demonstrava nervosismo durante a ação.

O delegado ainda informou que tem dois suspeitos, com base na lista de passageiros do ônibus. Um deles é do Paraná e o outro da Bahia. No entanto, Peró ressalta que os dados fornecidos pelos passageiros ainda precisam ser checados.

O bandido foi identificado como negro alto e magro. O caso será investigado pela Polícia Civil de Nova Alvorada do Sul.

Bandido faz passageiros de ônibus intermunicipal reféns
Ônibus intermunicipal foi roubado nesta madrugada durante ação audaciosa de um bandido, armado com pistola. De acordo com a Polícia Civil, o homem in...
Após confusão, homem é atingido com um tiro em conveniência da capital
Um homem de 20 anos ficou gravemente ferido depois de ser atingido na região lombar por um tiro quando estava em uma conveniência localizada na Aveni...


Lamentável!!! Embora as empresas não tenham culpa do incidente,existe no bilhete um "seguro" para todos,deixar os passageiros sem comer ou qualquer outra assistência é o que nos deixa mais revoltados.Sabemos da necessidade de registro de ocorrência na polícia, mas aceitar que eles "passageiros" passem fome é um absurdo! Infelizmente os humildes sofrem com os " poderosos".
 
Márcia maria da Fonseca em 23/03/2012 09:33:37
Gente!o que é isso,assaltos para todos os lados?foi só colocar insetcida nos morros do Rio de Janeiro e foi rato explodindo em tudo qto é bueiro,não adianta culpar a policia,eles bem que tentam,mas a sugeira é tanta que só o exercito pode dar conta,estou apreensiva com tudo q está acontecendo,e digo "Exercito Brasileiro nas ruas unica solução"
 
Rosidelma Soares em 23/03/2012 09:20:08
Estes onibus tem sistema de rádio eficiente, as empresas tem que orientar os motoristas para que quando embarcar passageiros fora das estações rodoviarias, perderem uns cinco minutos, identificar o passageiro e repassar nome, rg, filiação para os guiches da empresa na cidade mais próxima ou instalar detetor de metais nas portas dos onibus, os Policiais Rodoviarios não possuem bolas de cristal.
 
vanderley rufino de souza em 22/03/2012 09:02:41
Basta um fato como este para comecarem a acusar os policiais, no entanto as empresas tem que registrarem cada passageiro principalmente em viagens interestaduais.Vamos parar de colocar a culpa na policia.
 
daniel bueno em 22/03/2012 04:55:20
Cameras colocadas em direção a porta de entrada dos onibus tambem poderiam ajudar. Lista de passageiros com nomes e destino seria bom tambem. Segurança zero em viagens como essa, se não bastassem os acidentes agora tem mais os assaltos. Realmente a coisa ta feia ne?
 
NIKKO FLORES em 22/03/2012 04:28:39
no meu pensar os policias rodoviarios deveria trabalhar mas para tdos os onibus nas rodovias eu viajo sempre nessas rodovias com meu carro nunca os policias mim pararam para fazer uma vesturia eu sinto ate medo de viajar a noite pos nao tem policia nas br vamos amigos trabalhar mas um pouco ok
 
joao pereira da silva em 22/03/2012 04:22:50
será que as rodoviárias e pontos de embarque,terão que ter etector de metais ou raio x, como nos aeroportos? pois as viagens são cansativas e ainda a pessoa perder o pouco que leva na viagem, pe demais..
 
antonio costa em 22/03/2012 03:45:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions