A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Fevereiro de 2020

08/12/2016 12:21

Santa Casa investe R$ 2,7 milhões em obras inaugura Centro Obstétrico

Local tem cinco leitos individuais e dois centro cirúrgicos

Yarima Mecchi
Leitos inaugurados são individuais. (Foto: Yarima Mecchi)Leitos inaugurados são individuais. (Foto: Yarima Mecchi)

A Santa Casa de Campo Grande investiu R$ 2,7 milhões em obras. Entre os investimentos está o Centro Obstétrico inaugurado na manhã (8) desta quinta-feira e reformas no quarto e quinto andar do hospital. Com a inauguração o hospital ganhou dois centros cirúrgicos apenas para a realização de cesárias e cinco leitos de parto natural, antes as cesárias eram realizadas no centro cirúrgico geral.

O diretor-presidente da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), Esacheu Nascimento, destacou que a Ala C do terceiro andar estava desativada quando ele assumiu o hospital e com os incentivos para a construtora terminar conseguiu a conclusão do local.

"Não tinha nem piso e conseguimos com incentivos para a construtora e desburocratização na liberação de recursos da Caixa. Ganhamos também quatro toneladas de tinta. Antes eram 12 partos por dia e agora queremos aumentar, mas ainda não sabemos para quanto", ressaltou.

A obra total do Centro Obstétrico, custou R$1,5 milhão, sendo R$ 500 mil da Santa Casa e R$ 1 milhão do Ministério da Saúde por meio da Rede Cegonha. O diretor do departamento de atenção hospitalar de urgência e emergência, do Ministério da Saúde, Edgar Tolini, destacou que com a inauguração a unidade começa a ter uma estrutura de hospitais de grande porte e particulares.

"A atenção a gestante ficou uma área digna de hospital de grande porte para realizar um trabalho excelente. Dentro da possibilidade do ministério vamos passar recurso par custeio", destacou.

Como uma instituição filantrópica a Santa Casa precisa oferecer ao menos 60% dos leitos para o SUS (Sistema Único de Saúde), mas oferece 80%. São 600 leitos ao todos em contratualização com o Governo Federal, segundo Tolini.

 

Presidente da ABCG discursou durante inauguração. (Foto: Yarima Mecchi)Presidente da ABCG discursou durante inauguração. (Foto: Yarima Mecchi)

Setor - A enfermeira responsável pelo setor, Viviane Cardoso, destacou que antes eram duas salas coletivas e que agora serão cinco leitos individuais onde a grávida fica para pré-parto, parto e pós-parto. "Depois do pós parto as grávidas vão para as salas coletivas com três leitos cada", destacou. Ao todo são 27 leitos coletivos.

Conforme divulgado por Viviane uma sala de centro cirúrgico será usado para urgência e outra para procedimentos eletivos. Ainda de acordo com a enfermeira, foram realizadas pelo SUS 800 cesárias e 1043 partos naturais, no hospital.

"O setor vai receber pacientes do SUS e particulares, mas a orientação do Ministério da Saúde é estimular o parto natural. Caso a paciente não evolua para o parto natural temos o centro cirúrgico", ressaltou.

A equipe do centro é dividida por quatro períodos de trabalho e por cada um deles está disponível dois médicos obstetras,um pediatra neonato-logista, uma enfermeira obstetra, oito técnicos de enfermagem e um administrativo. O Centro conta ainda com uma farmácia satélite com atendente e bioquímico.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
Santa Casa faz empréstimo, garante 13º salário e retoma cirurgias eletivas
A Santa Casa de Campo Grande retomou por completo esta semana, a realização de cirurgias eletivas. O hospital fez um empréstimo de R$ 15 milhões para...
Após cirurgia, homem que doou rim para o irmão recebe alta da Santa Casa
O doador do rim para o primeiro paciente operado na retomada de cirurgias de transplante de rim da Santa Casa recebeu alta nesta quinta-feira (1) e j...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions