A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

14/01/2019 15:47

Sem denúncias, polícia não investiga festas para adolescentes regadas a álcool

Segundo moradores dos arredores das festas, frequentadores são sempre adolescentes, mas sem denúncia formal, a polícia ainda não investiga se organizadores são adultos ou menores de idade

Bruna Kaspary
Garrafas de bebida ficaram jogadas nas calçadas em frente as casas vizinhas ao local da festa (Foto: Marina Pacheco)Garrafas de bebida ficaram jogadas nas calçadas em frente as casas vizinhas ao local da festa (Foto: Marina Pacheco)

Ainda sem nenhuma denúncia formalizada, a polícia segue sem investigar as festas para adolescentes com open de “corote”. Os "sunsets”, que normalmente começam no final da tarde, se tornaram comuns em vários bairros da cidade, um ponto de encontro da molecada durante as férias.

No último sábado (12) a festa aconteceu no Carandá Bosque e, segundo os vizinhos, essa foi a quarta desde o início do mês. A maioria dos frequentadores são jovens que aparentam ter menos de 18 anos e sempre estão com copos de bebidas alcoólicas nas mãos.

De acordo com a delegada da Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Criança e a Juventude), Fernanda Felix, é necessário primeiro identificar quem está promovendo essas festas, se são os próprios adolescentes ou se há algum adulto por trás disso. “Fornecer bebida alcóolica para menores é um crime passível de prisão previsto no ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente], e é necessário identificar a responsabilidade dessas festas”, explica.

A delegada explica, depois da vinculação da matéria do Campo Grande News, que chegou a checar se havia alguma denúncia que mencionava essas festas, tanto da Deaij quanto na Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), mas não encontrou nada e, até agora, o caso não é investigado.

A reportagem encaminhou à delegada todas as informações que recebeu a respeito das festas para que tente identificar os organizadores.

 

Bebidas reservadas para consumo durante a festa foi divulgado em grupos de Whatsapp Bebidas reservadas para consumo durante a festa foi divulgado em grupos de Whatsapp

A Sunset - Uma das vizinhas da casa onde aconteceu a festa desse final de semana afirma que há boatos de que a proprietária da residência tem alugado o local para essas festas e que, sempre quando há eventos, ela não está. “Já teve vezes que eu chamei o vigia da rua porque havia gente aqui na frente de casa e ele me disse que ‘eram só os meninos da festa’”, comenta a mulher que preferiu ter a identidade preservada.

Ela afirma que em todas as situações, as festas começavam sempre por volta das 16h30 e, no máximo às 22h o som alto para. “Não sei se a festa acaba mesmo, pelo menos eles desligam a música”, explica.

Em um grupo de Whatsapp, por onde o evento foi organizado, foram divulgadas fotos das bebidas que seriam servidas durante a festa. No dia seguinte o portão da casa onde aconteceu a Sunset estava aberta enquanto limpavam a garagem e quintal do local, mas ninguém que estava lá dentro atendeu a equipe de reportagem.

Na frente da residência haviam vários sacos cheio de lixo e algumas garrafas de corote jogadas na calçada, além do forte cheiro de energético. Em uma mesa na garagem também foi encontrada uma garrafa de vodka vazia.

Em outra festa, foi acompanhada pela equipe do Campo Grande News, foram flagrados muitos adolescentes com copos de bebidas alcóolicas na mão e confirmando terem 16 anos e dizendo que sempre frequenta festas do gênero com amigas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions