A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

04/02/2013 16:49

Sem vigilantes, bancos apelam à PM para movimentar dinheiro

Nícholas Vasconcelos e Viviane Oliveira
Viatura da PM escola carro-forte, em meio a greve dos vigilitantes. (Foto: Rodrigo Pazinato)Viatura da PM escola carro-forte, em meio a greve dos vigilitantes. (Foto: Rodrigo Pazinato)

A greve dos vigilantes obrigou a PM (Polícia Militar) a escoltar os carros-fortes das empresas de segurança privada em Campo Grande. Hoje, dois veículos da empresa Brinks foram escoltados por três viaturas da PM com 13 policiais para atender o Banco do Brasil.

Segundo a PM, o pedido partiu da superintendência do Banco já que caixas eletrônicos estavam sem dinheiro, enquanto outros equipamentos não aceitavam mais depósitos porque estavam cheios.

O tenente Edcesar Zeilimger, que acompanhou os carros-fortes, disse que eles abasteceram oito agências do Banco do Brasil em Campo Grande.

“Garantindo a segurança de quem trabalha com dinheiro e dos cidadãos”, informou o comandante do Policiamento Metropolitano, Coronel Ian Mazuy. Ele disse que o apoio é para segurança em casos de movimentação de dinheiro em prol dos interesses do Estado, município e cidadãos.

No momento em que os carros saiam da sede da empresa de valores, um grupo de grevistas realizava uma manifestação em frente ao local. Segundo o movimento de greve, oito funcionários foram trazidos de Dourados para trabalhar na Capital, o que gerou revolta.

Eles bateram palmas em protesto a atitude dos colegas e da empresa. “A empresa trouxe o pessoal de fora e chamou a escolta. A gente não podia fazer nada, não temos como lutar contra a PM, a nossa manifestação é pacifica não queremos que ninguém saia machucado,” disse o presidente da UGT (União Geral dos Trabalhadores), Marcos Tabosa.

Sobre a determinação do TRT (Tribunal Regional do Trabalho), que obrigou a volta de 50% dos funcionários em greve, os líderes do movimento disseram que a determinação já era cumprida antes da decisão. No entanto, eles dizem que esses agentes de segurança foram colocados em outros pontos de vigilância, mas não nas agências.

Os funcionários das empresas de monitoramento eletrônico, segurança patrimonial, transporte de valores e abastecimento de caixas reivindicam adicional de 30% para risco de vida contra os 9% pagos atualmente. O sindicato da categoria atua em 45 municípios, num total de 6 mil funcionários.

Um vigilante, que não quis se identificar temendo represálias, reclamou da participação da polícia. “A PM enfraqueceu a nossa mobilização, nós queremos apenas o que é Lei”, disse. Ele trabalha há seis anos com transporte de valores e disse que colegas sofrem sem a bonificação.

O funcionário citou o ataque a um carro forte no estacionamento do supermercado Comper, na avenida Mascarenhas de Moraes, no ano de 2009. Durante a ação dos bandidos, três vigilantes ficaram feridos e um deles está afastado até hoje por problemas psicológicos.

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


Isso é ridículo... nossos queridos PMS, ficarem de segurança desses banqueiros mercenários... que nos lesam diariamente, não deixam passar um centavos que vocês paga uma furtuna de juros.
Esses banqueiros, tem dinheiro de sobra para pagar BEM seus seguranças ou contratar outros.
A polícia é nossa!!! para proteger o cidadão e não para ser SEGURANÇA de banco, é brincadeira...
 
Neyde de Oliveira em 05/02/2013 11:02:56
Muito justa a manifestação dos vigilantes. Se arriscam muito e ganham pouco. Sou policial militar e sei como são mal remunerados. Aproveitem que podem fazer greves, já nós policiais não podemos. Boa sorte na luta por seus merecidos direitos.
 
Wladimir Silva Junior em 05/02/2013 10:13:42
VERGONHA É POLICIAL CORRUPTO. TRABALHO É HONRADO EM QUALQUER LUGAR DESDE QUE HONESTO !!!
 
Ricardo Pereira da Silva em 05/02/2013 09:44:40
As pessoas precisam entender que não é as custas de prejuizo do povo, que tem contas a pagar e compromissos a vencer é que se conseque o que quer
 
Claudia Cavalcanti em 05/02/2013 09:39:22
É ESSE PAIS QUE QUER SEDIAR UMA COPA DO MUNDO NÃO CONSEGUI RESOLVE SEUS PROBLEMA INTERNO ISSO É UMA VERGONHA
 
FERNANDO ALVES em 05/02/2013 09:12:13
A Policia Militar do MS,tem que fazer a segurança da população não ficar cumprindo serviço da Segurança Privada.A policia tem q fazer segurança fora das agencias é o dever da mesma.
 
VANDERSON MOREIRA MARQUES em 04/02/2013 21:18:10
A PM DO MS É MESMO A FAZ TUDO , SIM SABEMOS QUE É O PAPEL DELA, QUANDO ALGUM ORGÃO DE SEGURANÇA ENTRA EM GREVE, ELES ESTÃO ALI , MESMO TIRANDO ESCALAS APERTADAS E PELO BAIXO EFETIVO , NÃO MEDEM ESFORÇOS PARA MANTER A SEGRANÇA DE NOSSA CIDADE, MAIS E DAI SENHOR GOVERNADOR SERÁ QUE JA NÃO ESTA NA HORA DO SENHOR REVER O SALARIOS DESSES POLICIAIS QUE ARRISCAM SUAS VIDAS TODOS OS DIAS, NÕA ESTA NA HORA DE REEEQUIPAR, REESTRUTURAR, ADQUIRIR NOVAS VIATURAS, NOVOS ARMAMENTOS, A GLORIOSA PRECISA DE GENTE DESDE 2007 NÃO HA CONCURSO PARA SOLDADO A NOSSA PM ESTA AOS TRANCOS E BARRANCOS POR QUE ALI TEM GENTE QUE GOSTA DO QUE FAZ QUE É PROFISSIONAL, EU QUERIA VER SE A PM ENTRASSE EM GREVE AE SIM QUERIA VER ESSA CIDADE COMO SERIA, QUERIA VER SE A POPULAÇÃO IRIA SE SENTIR SEGURA, VERTICALIZAÇÃO JAAAA
 
wagner antonio em 04/02/2013 20:37:46
PM Novamente é a quebra calho da história..abraça tudo...o PM ganha bem e pode!!!!!!
 
Renato de Souza em 04/02/2013 20:19:42
ISSO È UMA VERGONHA
 
plinio lima em 04/02/2013 18:56:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions