A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

15/01/2015 18:10

Sesau vai denunciar ao MPE funcionário que forjou atestado médico

Só no mês de dezembro 12% dos servidores da Sesau foram afastados por questões médicas

Juliene Katayama
Jamal esteve no Ministério Público averiguando a denúncia (Foto: Marcelo Calazans)Jamal esteve no Ministério Público averiguando a denúncia (Foto: Marcelo Calazans)

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) vai abrir sindicância para investigar os servidores que utilizaram atestados médicos irregularmente e depois vai encaminhar ao MPE (Ministério Público do Estado) para abrir processo.

O problema ganhou destaque depois que o MPE denunciou o alto número de servidores da Prefeitura de Campo Grande afastados, teoricamente, por questões médicas. Só no mês de dezembro foram apresentados cerca de 840 atestados, segundo o secretário da Sesau, Jamal Salem. “Isto representa 12% dos servidores da Sesai quando o aceitável é até 3%”, afirmou.

Jamal explicou que todos os atestados, inclusive os de dezembro do ano passado, serão analisados pelo departamento médico da secretaria que vai repassar à comissão de ética aqueles que constatar alguma irregularidade. “Depois de confirmada as suspeitas será aberta uma sindicância para encaminhar ao MP”, pontuou.

O prefeito Gilmar Olarte (PP) disse que a prefeitura vai agir com austeridade para intensificar a qualidade do serviço prestado na Saúde. “Nem tudo é necessário o atestado. Isto tem um custo social muito alto”, finalizou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions