A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Agosto de 2019

28/11/2012 08:49

Tribunal Regional do Trabalho suspende serviços temporariamente

Paula Vitorino

O TRT/24 (Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região, em Mato Grosso do Sul) emitiu portaria suspendendo temporariamente diversos serviços. A suspensão é por conta de procedimentos de mudanças dos gabinetes dos Desembargadores e do Apoio Judiciário para a nova sede.

Confira quais os serviços ficarão suspensos e por qual período. Será suspenso o atendimento ao público externo no Segundo Grau de Jurisdição, no período de 5 a 19 de dezembro. Ficam também suspensos os prazos processuais entre 13 e 19 do mesmo mês no âmbito do Segundo Grau.

O TRT suspendeu ainda o encaminhamento de processo das Varas do Trabalho para o Tribunal a partir do dia 16 de novembro. No dia 26 de novembro foram suspensas as distribuições ordinárias e extraordinárias.

O protocolo de Segundo Grau estará suspenso a partir do dia 05 de dezembro. Os interessados poderão efetuar o protocolo no Foro Trabalhista de Campo Grande.

Também no dia 5 de dezembro estarão suspensos o encaminhamento de expedições das Varas do Trabalho e dos Foros e distribuição de Primeiro Grau para o Tribunal, bem como a movimentação para as unidades de Primeira instância e órgãos externos.

Durante o período de mudança, haverá plantão para os casos urgentes, realizado das 12h às 18h. O período entre os dias 5 e 12 de dezembro não serão considerados dias úteis para fins de publicação. Já o dia 14 de janeiro de 2013 será considerado como data da publicação dos atos judiciais disponibilizados no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho.

Sede - Com 17 mil metros quadrados construídos, a nova sede é localizado na Rua Delegado Carlos Roberto Bastos, 208, no Jardim Veraneio, em Campo Grande. O acesso terá dois elevadores panorâmicos com vista para um jardim de inverno e ambiente externo. Cerca de 200 vagas estão distribuídas em estacionamento coberto e descoberto.

Com capacidade para 238 assentos, o Salão Pleno irá abrigar pelo menos três vezes mais pessoas do que a atual Sala de Sessões do prédio atual. Além disso, a nova sede terá dois plenários destinados às Turmas, com capacidade, cada um, para 30 lugares.

A nova sede ainda foi dotada de diversos mecanismos de segurança e de instalações contra incêndio.



Do que adianta tudo isso?? Nas audiências alguns juízes tratam os trabalhadores que lá vão buscar seus direitos com truculência e desrespeito..parecem verdadeiros coronéis da época da ditadura.....uma vergonha...
 
Paulo Bonsini em 28/11/2012 09:14:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions