A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

08/02/2013 10:52

Unidade de tratamento para internas usuárias de drogas fica pronta em abril

Nadyenka Castro
Casa de triagem em construção. (Foto: Divulgação)Casa de triagem em construção. (Foto: Divulgação)

Fica pronta em dois meses a construção da casa de triagem para internas recém-chegadas na Fazenda da Esperança, em Campo Grande. A obra é um dos projetos contemplados pela CEPA (Central de Execução de Penas Alternativas), vinculada à 2ª Vara de Execução Penal para o ano de 2012.

A casa de triagem comportará 17 mulheres. Contará com cozinha, jardim de inverno, quatro apartamentos, além de um espaço voltado para o trabalho com a espiritualidade das internas. Elas chegam e permanecem ali por vontade própria e, quando saem, conforme uma delas pode relatar, “estão ressocializadas”.

A unidade oferece tratamento para mulheres dependentes químicas que ficam no local pelo período de 12 meses. O programa é baseado na convivência, trabalho e espiritualidade.

Toda a construção da casa de triagem, a maior obra custeada com os valores de penas pecuniárias, desde a alteração na forma de destinar os recursos arrecadados pela CEPA, ocorrida no final de 2009, foi feita com o repasse de R$ 348 mil, em três parcelas.

Além de proporcionar melhorias estruturais às entidades, o projeto também oportuniza trabalho a detentos que cumprem pena em regime semiaberto. Na casa de triagem existem três presos do Presídio da Gameleira trabalhando na construção.

Para o Poder Judiciário, a obra é exemplo do que se pode fazer com a gestão das penas pecuniárias, a partir de projetos encaminhados pelas entidades, tal como dispõe a Resolução do CNJ em âmbito nacional.

O juiz titular da 2ª VEP, Albino Coimbra Neto, vê na ação uma forma de contribuir positivamente com a sociedade. “Com a destinação desses recursos, transformamos pequenos crimes em grandes projetos sociais”, conclui.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions