A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

18/11/2010 07:51

Criado grupo que poderá usar armas não letais em Unei

Redação

A SAS (Superintendência de Assistência Socioeducativa) ganha oficialmente a partir de hoje o Grupo de Escolta, Segurança e Proteção para atender as Uneis (Unidades Educacionais de Internação). A partir de agora, serão usadas dentro das unidades, armas não letais de proteção e contenção em situações de crises.

O grupo foi criado para melhorar a resposta em casos de crises e escoltas realizadas nas unidades. Será feito curso de dois meses para os integrantes do grupo e o foco será a preparação psicológica e física dos servidores junto à técnicas de negociações de crises.

A grade para o curso é formatada e as aulas serão ministradas por servidores do âmbito da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), entre eles, policiais da Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) e professores.

De acordo com a resolução publicada hoje, o grupo será formado por servidores dos quadros da Superintendência de Assistência Socioeducativa, previamente selecionados e capacitados para essa atividade.

O transporte e a condução de adolescentes internados, quando em deslocamento externo, serão realizados em veículo próprio da instituição com a devida escolta, porém, será observado o perfil do adolescente, a graduação do risco e a segurança necessária.

O grupo foi criado por meio de uma resolução publicada no Diário Oficial do Estado e assinada pelo secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini.

Ele ressalta, por meio da assessoria de imprensa, que a criação do grupo já era avaliada pela SAS e foi acelerada devido ao motim ocorrido no dia 13 na Unei Temporária, da saída para Aquidauana, em Campo Grande, de onde 14 infratores fugiram depois da uma rebelião.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions