A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

15/10/2009 07:44

Índios ameaçam queimar tratores em aldeia de Miranda

Redação

Índios da aldeia Cachoeirinha, em Miranda, ameaçam queimar tratores entregues há uma semana pelo governo do Estado. Os terena afirmam que as máquinas destinadas à comunidade não ficam em poder dos indígenas.

Segundo o líder Izídio Albuquerque, foram doados cinco tratores, para ser utilizados na aldeia. Ele afirma que as chaves das máquinas foram entregues aos caciques de cada setor, no entanto, elas ficam com a prefeitura.

Pelo acordo, os operadores dos equipamentos agrícolas são contratados pela administração municipal. Ao fim do trabalho, a prefeitura decidiu levar os tratores das aldeias.

Dos cinco caciques, dois se recusaram a devolver as máquinas. Eles ameaçam atear fogo nos tratores porque afirmam que as chaves foram entregues "nas mãos" dos líderes.

"Eles não vão devolver", enfatiza Albuquerque. O líder pontua ainda que os caciques que entregaram as máquinas foram "pressionados".

A situação é tensa nos setores Argola e Babaçu, que juntos reúnem cerca de 300 índios.

No entender dos terena, quando as máquinas são devolvidas para a prefeitura, acabam usadas em outros serviços e, desta maneira, são deterioradas mais rapidamente.

Para Albuquerque, outro problema é a forma de utilização do maquinário. Segundo o líder, o preparo da terra também é feito incorretamente.

Ele explica que são feitas duas gradeações consecutivas, método que compromete a produtividade, conforme o terena. Ele afirma que é necessário esperar uma chuva entre um procedimento e outro.

"Fazem uma (gradeação) em cima da outra", conclui. Eles exigem a presença de um representante do governo para colocar um ponto final no impasse.

A assessoria de imprensa da prefeitura de Miranda foi procurada para comentar o caso e não foi encontrada.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions