ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 33º

Interior

Justiça manda soltar sogro acusado de matar cacique em Caarapó

Aline dos Santos | 06/12/2013 09:46
No filme Terra Vermelha, cacique aparece ao lado de  Matheus Nachtergaele. (Foto: Divulgação/UOL Cinema)
No filme Terra Vermelha, cacique aparece ao lado de Matheus Nachtergaele. (Foto: Divulgação/UOL Cinema)

A Justiça mandou soltar Ricardo Mendes Quevedo, 54 anos, suspeito de matar o líder indígena Ambrósio Vilhalva, 52, em Caarapó. O suposto autor é sogro da vítima e foi preso em flagrante.

Uma testemunha relatou que viu Ricardo próximo ao local do crime. Já duas esposas do cacique, mãe e filha, contam que ele, antes de morrer, apontou o sogro como autor das agressões. Ricardo nega a autoria e diz que não saiu de casa na noite do assassinato.

Para o juiz da 1ª Vara de Caarapó, Waldir Peixoto Barbosa, “não ficou caracterizada a situação de flagrância em relação ao indiciado, pois não há elementos mínimos que liguem o homicídio do cacique com o indiciado”. No último dia 3, o magistrado determinou o relaxamento da prisão em flagrante e a expedição do alvará de soltura.

O líder indígena foi morto na madrugada do dia 2 dezembro, na aldeia Guyraroká, distrito de Cristalina. Ele chegou sangrando em casa, onde vivia com as três esposas. A família tentou socorrê-lo e acionou a polícia, mas Ambrósio morreu dentro do barraco.

A vítima estaria bebendo em companhia de amigos, quando o crime aconteceu. Na ocasião, a polícia e a perícia técnica apreenderam uma faca com vestígios de sangue e dois indígenas foram levados à delegacia para prestar depoimento.

O cacique recebeu golpes de um instrumento não identificado pela perícia, causando-lhe ferimentos na nuca, pescoço e cabeça, que foram a causa da morte.

Ambrósio Vilhalva participou do filme Terra Vermelha, dirigido por Marcos Bechis, e rodou o mundo divulgando o longa-metragem. Segundo o Cimi (Conselho Indigenista Missionário), o cacique, conhecido por lutar pelo direito a terra, acabou se dissociando do estilo de vida indígena.

Nos siga no Google Notícias