ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 11º

Interior

Maconha apreendida em ação com traficante baleado pesou 7 toneladas

Cinco traficantes foram presos, mas um deles continua internado em hospital de Ponta Porã

Por Helio de Freitas, de Dourados | 09/03/2021 07:51
Quatro dos cinco presos quando chegavam à Defron em Dourados (Foto: Adilson Domingos)
Quatro dos cinco presos quando chegavam à Defron em Dourados (Foto: Adilson Domingos)

Pesou sete toneladas a carga de maconha apreendida ontem (8) pela Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira) em um depósito de Ponta Porã, cidade a 323 km de Campo Grande, na linha internacional com o Paraguai.

Cinco traficantes foram presos. Quatro foram transferidos para a sede da Defron em Dourados e o quinto permanece internado no Hospital Regional de Ponta Porã. Ele foi ferido a tiros pelos policiais ao reagir à ação sacando um revólver calibre 38. A arma estava com seis munições intactas, o que demonstra que o suspeito foi atingido antes de disparar nos policiais.

Os presos são Rodrigo Ribeiro da Silva, que está internado com escolta policial, Everton Barbosa Ortiz, Raul Felipe Teixeira dos Santos (enteado de Rodrigo), o paraguaio Cristian Rojas Vilhagra e um adolescente de 14 anos.

Revólver apreendido com traficante ferido por policiais (Foto: Divulgação)
Revólver apreendido com traficante ferido por policiais (Foto: Divulgação)

O barracão onde a droga estava sendo colocada em uma carreta para ser escondida em carga de adubo funcionava no bairro Jóquei Clube, em área bem movimentada de Ponta Porã. Os policiais investigavam o local há pelo menos 20 dias.

Segundo o titular da Defron, delegado Rodolfo Daltro, o barracão possui edícula nos fundos, onde era armazenada a droga para ser colocada em caminhões e depois encaminhada para outros Estados.

Quando os policiais chegaram ao barracão, o portão estava trancado e teve de ser derrubado pela viatura. Rodrigo tentou sacar a arma e foi ferido. Os outros quatro se trancaram se trancaram na edícula, mas foram presos quando tentavam fugir do local.

Conforme a Defron, vários fardos de maconha já estavam na carroceria do caminhão, ocultados por sacos de fertilizante. Na edícula foram encontrados mais tabletes da droga, além de vários fardos de água mineral, que também seriam usados para esconder o entorpecente em outras cargas.

No depósito foram apreendidos ainda uma balança industrial, fitas plásticas e outros itens para embalar droga. Além do caminhão, os policiais apreenderam um SUV Hyundai IX 35 que estava no pátio, também carregado com tabletes de maconha.

Água mineral usada para esconder maconha em caminhões (Foto: Adilson Domingos)
Água mineral usada para esconder maconha em caminhões (Foto: Adilson Domingos)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário